Antigo reino perdido da Idade das Trevas é redescoberto na Escócia

(dr) GUARD Archaeology

Reconstituição artística da antiga fortaleza do reino de Rheged

Reconstituição artística da antiga fortaleza do reino de Rheged

Um reino perdido da chamada Idade das Trevas acaba de ser redescoberto por arqueólogos em Trusty’s Hill, um monte que fica em Galloway, na Escócia.

No passado distante, na Grã-Bretanha, pouco depois da queda do Império Romano do Ocidente, os bárbaros dominavam a paisagem.

Impérios rapidamente cresceram antes de serem conquistados ou destruídos. Grandes estruturas e glórias arquitetônicas dessa época desapareceram no tempo, mas agora os cientistas encontraram uma fortificação curiosa que pode ter pertencido a um desses povos medievais, os pictos.

Os arqueólogos lançaram um livro, ‘The Lost Dark Age Kingdom of Rheged‘, para contar como foi o processo de descoberta em Trusty’s Hill. Eles estavam escavando o local como parte do Galloway Picts Project, uma iniciativa que visava estudar as gravuras deixadas em pedras pelos pictos.

Os pesquisadores vasculharam a região das gravuras, eventualmente encontrando a oficina de um ferreiro – que usava prata e ouro – e até mesmo um salão real.

GUARD Archaeology, empresa privada que liderou a escavação junto com 60 voluntários, afirmou que as ruínas remontam ao ano 600 dC. Eram claramente o centro de um território de propriedade de alguém ou uma família de status incrivelmente alto.

Uma hipótese é de que a fortaleza tenha sido o coração do Reino de Rheged, governado pelo rei Urien.

Notuncurious / Wikimedia

Yr Hen Ogledd (O Anigo Norte) c. 550 – c. 650, localização provável do reino de Rheged

Yr Hen Ogledd (O Anigo Norte) c. 550 – c. 650, localização provável do reino de Rheged

Hipótese tentadora

A linhagem real de Urien vai tão longe quanto Coel Hen, um governante que alguns consideram ser uma figura mítica.

Sua principal contribuição para a cultura britânica tem sido a poesia épica, que evoca imagens poderosas de um reino que poderia ter incluído grandes faixas do norte da Escócia.

Embora não possa ser absolutamente confirmado que estas ruínas são de fato do Reino de Rheged, a hipótese é promissora. As datas e as evidências até agora se encaixam. Se a fortaleza fosse restaurada a sua glória passada, seria esplendorosa mesmo para os padrões de hoje.

Visitantes precisariam escalar o monte até o ponto onde duas faces de pedra adornadas com esculturas formavam uma entrada simbólica, como um rito literal de passagem. Ao entrar na cúpula, as pessoas podiam ser recebidas com uma vista do salão real na parte mais alta da colina, no lado oeste, onde se realizavam banquetes.

Quanto às gravuras e aos próprios símbolos, eles provavelmente permanecerão um mistério para sempre. Não existe um artefato semelhante a Pedra de Roseta para traduzi-los, e seus segredos provavelmente morreram com os pictos.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

‘Grande ameaça à saúde pública’: cientistas descobrem mutação resistente a remédio contra a malária

Pesquisadores em Ruanda identificaram uma cepa do parasita causador da malária que é resistente a medicamentos. O estudo, publicado na revista Nature, revelou que os parasitas eram capazes de resistir ao tratamento com a artemisinina, um …

Brasil, um ano no foco da crítica ambiental mundial

Em agosto de 2019, país virou pária ambiental devido a incêndios e aumento do desmatamento. Bolsonaro reagiu com agressividade e insultos. Agora, aumenta a pressão de investidores estrangeiros por uma mudança de rumo. Foi uma catástrofe …

Com medo da Covid-19, Venezuela discrimina venezuelanos que voltam ao país

Várias medidas vêm sendo aplicadas na Venezuela para conter a Covid-19. Um estádio foi transformado em hospital de campanha, blocos de concreto foram colocados nas vias, festas estão proibidas e há um canal de …

Centro Gamalei, desenvolvedor de vacina russa, explica como funciona e se há riscos para o paciente

O diretor do Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamalei falou sobre os testes da vacina, que será registrada oficialmente na quarta-feira (12). As partículas do coronavírus na vacina da COVID-19 não podem prejudicar …

Mistura inusitada de amônia e água cria raios superficiais e granizos em Júpiter

Júpiter, o maior gigante gasoso do Sistema Solar, é um lugar coberto por tempestades estranhas. O que os cientistas ainda não sabiam é que no meio dessas tormentas, existem raios de natureza bem diferente dos …

Emocionante avanço da teoria para a realidade: bizarro efeito quântico é observado

No núcleo toda estrela anã branca — o denso resto de uma estrela que queimou todo seu combustível — existe um fenômeno quântico enigmático: enquanto ganha massa ela reduz de tamanho chegando a um ponto …

Estudo prevê 300 mil mortes por covid até fim do ano nos EUA

Pesquisadores da Universidade de Washington pintam cenário sombrio caso restrições não sejam respeitadas. Enquanto primeiros epicentros registram queda, outros estados americanos divulgam taxas de infecções recordes. A epidemia de covid-19 deve matar aproximadamente 300 mil americanos …

Coronavírus: Exportações devem cair mais de 20% na América Latina, diz ONU

As exportações da América Latina e do Caribe podem cair mais de 20% em 2020 devido às consequências da pandemia do coronavírus, que também terá um impacto negativo nas importações, disse uma agência da …

O que é nitrato de amônio, que pode provocar explosões como a de Beirute?

A recente tragédia no país árabe trouxe de novo à tona preocupações sobre o armazenamento do perigoso material, tornando necessário saber como esses incidentes ocorrem para os prevenir. A explosão de nitrato de amônio em Beirute, …

Astrônomos descobrem nuvens gigantes "escondidas" em Vênus há 35 anos

Uma equipe de astrônomos encontrou nuvens venenosas, com gotas de ácido sulfúrico em sua formação, em meio à densa atmosfera de Vênus. Curiosamente, essas nuvens já estavam presente na atmosfera venusiana há pelo menos 35 anos, …