Astrônomos descobrem grande objeto na borda do Sistema Solar

Alexandra Angelich / NRAO/AUI/NSF

Os pesquisadores não conseguiam dizer se DeeDee era pequeno, mas altamente reflexivo, ou grande, mas extremamente escuro.

Astrônomos da Universidade de Michigan (EUA) encontraram um corpo planetário na borda do nosso sistema solar, chamado de DeeDee (abreviação para “Distant Dwarf”, ou “Anão Distante”).

Deedee foi descoberto pela primeira vez no final de 2016, mas pouco se sabia sobre sua estrutura física.

Agora, novos dados recolhidos pelo ALMA (o telescópio Atacama Large Millimeter/submillimeter Array) revelaram detalhes sobre a verdadeira identidade do objeto misterioso: ele tem cerca de dois terços do tamanho do planeta anão Ceres, o maior membro do nosso cinturão de asteroides, e massa suficiente para ser esférico.

Isto significa que DeeDee cumpre os critérios necessários para ser denominado um planeta anão, embora os pesquisadores ainda não lhe tenham dado esse rótulo oficial.

Desvendando o mistério

DeeDee foi visto pela primeira vez usando o telescópio Blanco no Observatório Interamericano Cerro Tololo, no Chile.

A descoberta fez parte da pesquisa Dark Energy Survey que produziu cerca de 15 mil imagens e identificou mais de 1.1 bilhão de objetos, a maioria dos quais estrelas e galáxias distantes. Apenas uma minúscula fração desses objetos acabou sendo algo interessante dentro de nosso próprio sistema solar.

Sem as observações de acompanhamento do ALMA – um conjunto de antenas de rádio que podem recriar imagens mais claras do espaço distante –, os pesquisadores não conseguiam dizer se DeeDee era pequeno, mas altamente reflexivo, ou grande, mas extremamente escuro.

Agora, os astrônomos puderam calcular que o objeto é incrivelmente frio, apenas um pouco acima do zero absoluto, e confirmaram que é incomumente grande, mas tão escuro que só reflete cerca de 13% da luz solar que o atinge. Em outras palavras, DeeDee é tão brilhante quanto uma vela colocada a meio caminho da lua.

Mais informações

DeeDee fica a aproximadamente 92 unidades astronômicas do sol, uma distância de cerca de 137 bilhões de quilômetros. Ele é o segundo objeto transnetuniano conhecido mais distante de nós, com uma órbita atrás apenas do planeta anão Eris.

De fato, a órbita de DeeDee é tão grande que ele leva 1.100 anos para completar uma volta ao redor do sol.

Só porque esses objetos estão muito longe, não significa que eles não sejam importantes. Objetos planetários como DeeDee são resquícios da criação de nosso sistema planetário.

Os cientistas esperam que obter mais informações sobre como e quando eles se formaram esclareça também como os planetas do nosso sistema solar, incluindo a Terra, se desenvolveram originalmente.

Talvez as mesmas tecnologias que usamos para estudar Deedee possam ser usadas para encontrar o hipotético Planeta Nove, previsto para orbitar ainda além deste anão.

A pesquisa foi publicada na revista científica Astrophysical Journal Letters.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Donald Trump e Joe Biden travam debate caótico

Xingamentos e interrupções marcam primeiro duelo direto. Trump se recusa a condenar racistas, e Biden chama presidente de palhaço e mentiroso. Democrata sinaliza que pretende retaliar Brasil por devastação ambiental. Faltando pouco mais de um mês …

Flight Simulator tem um bug com buraco bizarro no mapa do Brasil

Vejam só: encontraram um bug respeitável na edição 2020 de Flight Simulator, o respeitado simulador de voo da Microsoft. E, para o nosso orgulho, a falha se localiza especificamente no Brasil. Se você sobrevoar as coordenadas …

Médica fez viagem institucional para impedir aborto de criança vítima de estupro e Damares teria atuado nos bastidores

Uma reportagem da Folha de São Paulo afirmou que uma das médicas que trabalhou para impedir o aborto legal de uma criança de 10 anos que foi estuprada em São Mateus, ES, confessou, em entrevista, …

COVID-19: produção de vacina pode causar morte de meio milhão de tubarões, alertam especialistas

Óleo natural feito a partir do fígado dos tubarões é um componente-chave entre os ingredientes utilizados por vários candidatos a vacina contra a COVID-19. A Shark Allies, uma organização de defesa aos tubarões, da Califórnia, EUA, …

Quem é Amy Barrett, a indicada de Trump para Suprema Corte?

Se aprovada pelo Senado, atual juíza federal e católica devota poderá influenciar a vida pública dos EUA por décadas e mover de vez a composição da Corte para uma orientação conservadora. Se no Brasil o presidente …

Uber ganha 18 meses de licença para atuar em Londres

Após uma longa batalha jurídica, a Uber ganhou uma licença para restabelecer suas operações em Londres pelos próximos 18 meses. Em novembro de 2019, a empresa havia sido impedida de atuar na capital inglesa, depois que …

Testes de DNA da moda não identificam indígenas brasileiros

Testes de DNA estão na moda. Se você pensou em exames para comprovar paternidade ou algo nesse sentido: não é disso que estamos falando (embora pudéssemos). A nova tendência — entre aqueles que têm condições para …

EUA e Brasil querem barrar governo Maduro na Organização Pan-Americana da Saúde

Os Estados Unidos, o Brasil e outros 11 países rejeitaram nesta segunda-feira (28) a legitimidade do governo de Nicolás Maduro na Venezuela para participar do Conselho Diretor da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas). A …

Água líquida em Marte: descobertas mais reservas no polo sul do Planeta Vermelho

Em 2018, pesquisadores italianos anunciaram que haviam encontrado evidências da existência de água líquida em Marte, abaixo da calota polar sul. Agora, a equipe voltou em mais uma série de informações que não apenas sustentam essa …

Cientistas russos encontram nova forma de tratamento para covid-19

Uma equipe de cientistas russos sugeriu tratar os pacientes gravemente afetados pelo coronavírus SARS-CoV-2 da mesma maneira que são tratados alguns casos de intoxicação. De acordo com os especialistas do Instituto de Pesquisa de Medicina de …