Brasil é considerado epicentro mundial da covid-19. Só 32% dos estados detalham infecções

Antonio Cruz / ABr

A situação da epidemia de coronavírus no Brasil passou a ser observada com grande preocupação por parte da comunidade internacional.

As cenas bizarras observadas em Manaus e o crescimento exponencial de casos e mortes – mesmo com a subnotificação – nos grandes centros urbanos, como São Paulo e Rio de Janeiro, apontam que o Brasil pode ser o novo epicentro mundial da pandemia.

Com o reconhecimento do Ministério da Saúde e de diversos estados, já se sabe que há uma grande subnotificação de casos no nosso país. Segundo o Laboratório de Inteligência em Saúde, o número de casos no Brasil pode superar 1,6 milhão, índice que ultrapassaria os EUA (primeiro no ranking de infectados) e colocaria nosso país como principal foco da Sars-Cov-2.

Outro problema é que apenas 32% dos Estados comunicam informações completas sobre a situação da epidemia, como o número de testes disponíveis ou o quadro dos pacientes, segundo a OKBR.

Uma reportagem do Wall Street Journal define bem a situação brasileira: “O Brasil já é o epicentro global do coronavírus. Estudo da Universidade de São Paulo aponta que o número de infeções no Brasil já pode ter atingido 1,6 milhão. Isso significa que o país pode já ter mais casos que os Estados Unidos. O Brasil testou apenas cerca de 1.600 por milhão de pessoas, muito abaixo dos 20.200 testes por milhão realizados nos EUA até agora, segundo a empresa de pesquisa Statista”.

A demora para aquisição de testes e a baixa taxa de isolamento social (em São Paulo, cidade mais afetada pela doença, nível chegou a 46% no meio de abril, voltando a subir para 59% neste fim de semana) são alguns dos fatores que justificam o alto espalhamento do vírus.

Manifestações contra a quarentena nas últimas semanas em São Paulo, em Brasília e outras cidades do país também mostram que a situação pode piorar drasticamente.

“Se você for ver as minhas previsões feitas em março, antes mesmo do comitê científico ser criado, eu já dizia que o Brasil dava toda a impressão de ser, depois dos Estados Unidos, o novo epicentro da crise mundial. É bem claro para mim que o Brasil será o novo centro mundial da covid. Se você olhar e projetar as curvas, o Brasil tem uma subnotificação enorme, então os nossos números de casos reais devem ser de 10 a 12 vezes maiores do que o oficial.”, afirmou Miguel Nicolelis, neurocientista e professor da Universidade de Duke, nos EUA, ao Jornal do Comércio.

No Rio de Janeiro, mais de 300 pessoas com suspeita de covid-19 estão no aguardo de uma vaga na UTI. A taxa de ocupação de leitos no Sistema Único de Saúde é de 97%. Somente o Hospital Zilda Arns, em Volta Redonda, na região sul do estado, possui vagas de tratamento intensivo. A cidade de São Paulo, que tem o maior número de leitos hospitalares no país, já registra uma taxa de ocupação de 89% e vai começar a transferir internados por covid-19 para o interior paulista.

Em Manaus, o número de mortos é 108% maior do que a média do período, segundo o estudo de um infectologista para o G1 Amazonas. No período entre 15 de março e 25 de abril, a média era 1.277 de falecidos na capital amazoneses entre 2016 e 2019. Durante a pandemia, o índice foi de 2.653. Foram 1.376 mil mortes a mais. Apenas 246 notificadas como o novo coronavírus.

Átila Iamarino, uma das principais vozes da divulgação científica durante a pandemia, acredita que em breve o lockdown – que colocaria uma obrigação legal de manter as pessoas em casa – seria tomada pelas autoridades. Nessa semana, a Ilha de São Luís, no Maranhão, adotou a medida. Outras cidades, como Belém (PA), também estudam a possibilidade.

O Brasil está perdendo 90% dos seus casos. Se não é o pior país, é o segundo pior. A gente retomou a um crescimento que parece o começo da pandemia, com entre dois e três infectados por pessoa infectada e estamos com um caso de subnotificação seríssimo de 90%”, afirmou o biólogo em uma live.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Apesar de ter vacinado mais da metade da população, Israel teme 2ª onda de Covid

O primeiro-ministro israelense, Naftali Bennett, alertou nesta terça-feira que o país pode enfrentar uma nova onda de coronavírus. Segundo ele, o aumento do número de doentes, causado pela chegada da variante Delta, “importada” por …

Cientistas resolvem enigma de esculturas de pedra de 3.200 anos da Turquia

Um recente estudo permitiu descobrir finalmente o significado e a função dos relevos em pedra criados há 3.200 anos no santuário de Yazilikaya, na Turquia, após 200 anos de conjeturas. No século XIII a.C., a alguns …

EUA não devem esperar retomada do diálogo com Pyongyang, diz irmã de Kim Jong-un

As expectativas de retomada do diálogo entre os EUA e a Coreia do Norte são erradas, podendo levar a uma "decepção ainda maior", declarou a irmã do líder norte-coreano. Na terça-feira (22), Kim Yo Jong, alta …

Ministro da Saúde diz que não há mudança de estratégia para a Coronavac

No início desta segunda-feira (21), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, revelou que não haverá qualquer mudança de estratégia para a aplicação da CoronaVac. A declaração do ministro foi feita em audiência ao Senado Federal, revelando …

Há 80 anos, Hitler invadia a URSS – e começava a perder a guerra

Adolf Hitler e seus generais vinham planejando há meses para este momento. No domingo, 22 de junho de 1941, havia chegado a hora: às 3h15 da manhã, a Wehrmacht, forças armadas nazistas, atacou a União …

Com apenas 2% da população imunizada, África quer fabricar suas próprias vacinas anticovid

A África do Sul anunciou nesta segunda-feira a primeira etapa para capacitar seu continente na produção de vacinas anticovid. A conclusão do projeto ainda não tem data prevista, mas a iniciativa já é vista …

Pessoas feias superestimam drasticamente suas aparências

Pessoas pouco atraentes parecem menos capazes de julgar com precisão sua própria atratividade, e tendem a superestimar sua aparência. Não faltam disparidades entre pessoas atraentes e pouco atraentes. Estudos mostram que os mais belos entre nós …

Noruega acusa Pequim de ciberataque contra serviços do governo

Pela primeira vez na história, o Serviço de Segurança Policial da Noruega (PST, na sigla em inglês) identificou a China como sendo responsável por um ataque hacker contra as autoridades do país nórdico. A agência de …

China supera marca de 1 bilhão de vacinas contra a covid-19 aplicadas

Quantia representa mais de um terço das doses aplicadas no mundo. Após início lento da imunização, autoridades chinesas querem vacinar completamente 40% da população até o final de junho. O número de doses de vacinas contra …

Brasileiros protestam no exterior contra Bolsonaro e gestão da epidemia

Dezenas de milhares de pessoas tomaram as ruas de várias capitais brasileiras neste sábado para protestar contra o presidente Jair Bolsonaro e sua gestão da pandemia, que já deixou mais de meio milhão de …