Faxineira brasileira autodidata é convidada para dar palestra nos EUA

Uma faxineira brasileira e autodidata vai contar a própria história em palestra nesta sexta (15), na Cuny University, em Nova York. O evento, mediado pelo doutor Eduardo Vianna, será transmitido ao vivo pelo Facebook do BradoNYC e vai contar ainda com poesia e projeções da vida da mineira na Big Apple.

A mineira Alline Parreira nasceu no sertão, em Manga, foi adotada duas vezes e aos 3 meses foi criada por uma família branca.

Ela não possui curso superior, é ativista social e se sustenta fazendo faxinas em casas nova-iorquinas, onde vive há dois anos. “Para nós, mulheres negras, não foi permitido narrar nossas histórias em primeira pessoa, eu quebro esse paradigma, eu que conto minha história, para mim é muito importante”, aponta.

Universidade da vida

“A vida foi a minha universidade. Eu sem curso superior, sem nada, adquiri todas essas informações. Aprendo e pesquiso muito. Minha construção identitária é baseada no que aprendi lendo os autores acadêmicos Angela Davis e Frantz Fanon”, relembra.

“Com Angela Davis, em ‘Mulheres, Raça e Classe’, eu identifiquei que em todo este processo da construção de minha identidade, gênero, raça e classe sempre caminharam juntos, sou mulher negra e pobre. Com Frantz Fanon, no livro ‘Peles Negras Máscaras Brancas’, de uma forma muito radical eu me descolonizei, modifiquei totalmente o meu ser, me libertei”, conta Alline.

“Não podemos dicotomizar os dois tipos de conhecimento”, aponta Eduardo Vianna. “O conhecimento conceitual, teórico, tem que estar a serviço da prática, mas a prática precisa ser analisada, o que requer conceitos”, defende o mediador.

Durante a palestra, Alline incluirá uma performance surpresa que será seguida de uma conversa sobre privilégio, identidade e transformação social.

História

Sem a aplicação correta do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), Alline foi doada pela mãe e adotada por uma mulher extremamente pobre que também morava em Manga, e mais tarde foi adotada pela mãe dessa mulher.

Elas moravam no sertão de Minas Gerais, quase na divisa com a Bahia, à beira do Rio São Francisco, e Alline passou por todo tipo de privação possível. Na escola, sofreu rejeição e teve de ser alfabetizada pela mãe, analfabeta. Elas aprenderam a ler e escrever juntas.

Apesar de todas as impossibilidades, Alline conseguiu dar a volta por cima ao descobrir programas governamentais.

Outro ponto marcante na história da brasileira foi quando ela ganhou uma bolsa e viajou sozinha pelo continente africano. “Mudou meu rumo, e ampliou os meus horizontes, com o conhecimento prático, de uma mulher negra viajando sozinha”, relembra.

Daí em diante, Alline – que já havia tomado gosto pelos estudos e pela leitura – passou a aplicar os conceitos críticos que ia aprendendo com autores que combatem opressões, como racismo e misoginia, à sua própria realidade e trajetória de vida.

“Quando relato minha trajetória, as pessoas se surpreendem: fui adotada de forma ilegal, cresci numa família branca e extremamente pobre, completamente disfuncional. Vivi muitas opressões tanto da minha família adotiva quanto na escola. Ninguém nunca esperou nada de bom de mim”, relembra.

“Quando fala-se de uma criança negra adotada por uma família branca, logo se imagina que a família seja rica, mas a minha era muito pobre, não tínhamos luz elétrica, cozinhávamos em fogão a lenha, por falta de gás”, contou ao site Geledes.

Alline espera narrar sua história em livro. Para isso, está buscando parcerias e editoras.

Ciberia // Só Notícia Boa

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA:

Tempestade de areia em Marte obrigou o Opportunity a “hibernar”

O robô Opportunity da NASA – que desde 2004 explora a superfície de Marte – perdeu o contato com a Terra. Uma enorme tempestade atingiu o planeta, privando o rover de receber energia solar, que …

Descoberto um novo tipo de fotossíntese

A maioria da vida na Terra usa luz vermelha visível para realizar o processo da fotossíntese, mas os cientistas descobriram um novo tipo de fotossíntese que usa luz infravermelha. Cientistas do Imperial College London, no Reino …

Paleontólogos descobriram as “pegadas mais antigas da Terra”

Um grupo de cientistas da China afirma ter descoberto as “pegadas mais antigas” já encontradas. Os fósseis, localizados no Yangtze Gorges, no sul da China, foram formados em trilhas paralelas na lama e datam de …

Família de Anne Frank pode ter sido traída por mulher judia

Ans van Dijk. Esse é o nome da possível informante do regime que traiu a família de Anne Frank, afirma o livro De achtertuin van het Achterhuis. Um novo livro publicado na Holanda alega que a …

Freiras mexicanas estão empenhadas em salvar o axolote da extinção

O axolote está em perigo crítico de extinção. Mas há um grupo de freiras mexicanas que estão empenhadas em salvar a espécie. O axolote é uma espécie de salamandra aquática pequena que está atualmente em perigo …

Elon Musk vai construir túnel que liga aeroporto até o centro de Chicago

O próximo desafio de Elon Musk é nada mais do que um túnel entre o centro da cidade de Chicago e o aeroporto internacional O’Hare, com carros elétricos sem motorista. A cabeça de Elon Musk não para …

Macron promete óculos, próteses dentárias e aparelhos auditivos grátis

O presidente francês, Emmanuel Macron, se comprometeu a estabelecer gradualmente, até 1º de janeiro de 2021, um reembolso de 100% a óculos, aparelhos auditivos e próteses dentárias. Esta era uma das medidas que constava no …

Terremoto de magnitude 6,1 em Osaka faz três mortos e 200 feridos

Um sismo de magnitude 6,1 provocou, nesta segunda-feira (18), pelo menos três mortos e 200 feridos em Osaka, no Japão. O tremor causou estragos em estradas, residências e zonas industriais. De acordo com a televisão pública …

Preço do diesel diminui, mas ainda não chega às bombas R$ 0,46 menor

Pela segunda semana consecutiva, o preço do diesel nos postos do Brasil recuou, segundo levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). A queda é resultado do programa de subsídios ao combustível que …

Brasil deixou de arrecadar quase R$ 355 bilhões com renúncias fiscais em 2017

Com meta de deficit primário de R$ 159 bilhões neste ano e com um teto de gastos pelas próximas duas décadas, o governo teria melhores condições de sanear as contas públicas, de acordo com o …