De escola pública, Beatriz tirou nota 1000 na redação do Enem: “Filha de pobre também pode ser médica”

O dia mais importante na vida de um jovem talvez seja quando ele descobre que entrou na tão sonhada universidade. Pode-se multiplicar essa felicidade por mil se a faculdade for pública e se o curso for medicina, um dos mais difíceis.

Beatriz Albino Servilha, de 19 anos, passou 3 anos estudando para entrar em medicina, mas graças a nota máxima que tirou na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), ela não somente conseguiu, como foi aprovada em uma das melhores universidades públicas do país, a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

O pai de Beatriz é pedreiro. A mãe, telefonista. Mas mesmo sem condições para bancarem seus estudos, a jovem nunca desistiu. O que a impulsionou a continuar tentando foi a vontade de mostrar para eles, que mesmo sendo filha de pobre, ela conseguiria um dia, ser médica.

E o esforço não foi pouco: “era meu 3º ano tentando entrar na faculdade. Eu sabia que minha família não teria condições de manter meus estudos. Mas, mesmo assim, nunca me direcionaram para outra área. Nossa situação financeira não me impediu de correr atrás do que eu queria”.

Apenas 53 candidatos do Brasil inteiro tiraram nota 1000 na redação e ela foi um deles. O tema “Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil” ajudou a jovem falar com propriedade e garantir a nota máxima, já que fazia dois anos que ela estudava Libras para poder se comunicar com uma amiga surda.

A emoção foi tanta quando recebeu a folha da redação, que ela começou a chorar. “Não achei tão difícil, porque tenho contato direto com a comunidade surda, que me impulsionou a continuar”, afirmou.

Ela, que é intérprete da língua de sinais na igreja em que frequenta, argumentou na redação dizendo que o Brasil carece de profissionais capacitados. “Não basta formar qualquer tipo de profissional. Existem aqueles que têm capacidade de trabalhar em tribunal, em teatro, em igreja ou em escolas. A sociedade é muito ignorante e não vê Libras como algo importante e oficial”, disse ao G1.

Depois de 2 anos de cursinho preparatório para vestibular, ela comemora sua conquista, que é apenas o começo de uma grande carreira na medicina. Sempre aluna aplicada, ela conta que conseguiu bolsa integral nos 2 anos em que fez cursinho, no primeiro, porque a prima já havia estudado lá e, no segundo, por causa da boa nota na redação do Enem.

Aprovada pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), na cota de estudantes de escola pública, autodeclarados pretos, pardos ou indígenas, com renda familiar per capita inferior a 1,5 salário mínimo, Beatriz mostra que não é apenas de redação que ela entende e diz que o sistema de cotas não é um benefício, mas sim uma maneira do governo consertar um erro.

“Isso não é sistema de benefício a ninguém. É a forma de o governo corrigir um erro que é deixar o negro de lado, negligenciar a educação do pobre. Por anos, não tive matemática nem biologia”, conclui.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …