Buracos negros supermassivos afinal já existiam bem no início do Universo, segundo estudo

NASA/SOFIA/Lynette Cook

Buracos negros supermassivos são bilhões de vezes maiores que o Sol, estando sua maioria ainda em forte atividade e atraindo matéria para si, aumentando sua massa.

Os buracos negros supermassivos, ao contrário dos estelares que são originados a partir da evolução de estrelas de massa elevada, formam-se por imensas nuvens de gás ou por aglomerados de milhões de estrelas colapsadas.

Sendo assim, como é possível que, como observado recentemente, os buracos negros supermassivos já estivessem presentes quando o Universo, que agora tem 14 bilhões de anos de idade, tinha “apenas” 800 milhões de anos?

Um estudo recente de cientistas de Trieste, na Itália, analisado pelo portal Phys.org, oferece novas pistas sobre a datação da presença desses buracos negros no Universo.

Recorrendo a um modelo teórico de sua autoria, os estudiosos propuseram que o processo de formação dos buracos negros supermassivos teria sido muito mais rápido em suas fases iniciais, ao contrário do que até aqui se pensava, que teria sido bem mais lento.

Monstro cósmico que cresce no centro das galáxias

O crescimento de buracos negros supermassivos ocorre nas regiões centrais das galáxias, onde a formação estelar é extremamente intensa.

Mas as estrelas subsistem pouco tempo, evoluindo rapidamente para enormes buracos negros estelares. Chegados às regiões centrais das galáxias, fundem-se, “criando a semente do buraco negro supermassivo”, lê-se no artigo, citado pelo portal.

“De acordo com as teorias clássicas, um buraco negro supermassivo cresce no centro de uma galáxia capturando a matéria circundante, principalmente gás, crescendo sobre ela e finalmente devorando-a a um ritmo proporcional à sua massa”, por isso era entendido que se trataria de um crescimento lento, disseram os pesquisadores.

O que os cientistas descobriram

Contudo, cientistas italianos demonstraram que o processo era muito mais rápido do que era tido como certo até agora. Segundo seus cálculos, buracos negros supermassivos poderiam ter se formado também no início do Universo, ou seja, 800 milhões de anos após o Big Bang.

Provando, matematicamente, que sua existência era possível em um jovem Universo, os resultados da pesquisa conciliam o tempo necessário para o seu crescimento com os limites impostos pela idade do Universo.

A teoria pode agora ser validada com recurso a detectores de ondas gravitacionais, nomeadamente o telescópio Einstein, a antena espacial a laser LISA e pelo observatório de ondas gravitacionais LIGO/Virgo.

Os cientistas pretendem ainda “desenvolver modelos teóricos, como o idealizado neste caso, que sirvam para capitalizar a informação proveniente das experiências das ondas gravitacionais atuais e futuras, e dessa forma fornecer soluções para questões não resolvidas ligadas a astrofísica, cosmologia e fundamentos da física”, referiu Andrea Lapi, autora principal, citada pelo portal.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

União Europeia começa exame contínuo da vacina russa Sputnik V

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) deu início ao exame contínuo do dossiê de registo da vacina Sputnik V para verificar sua conformidade com as normas europeias de eficácia, segurança e …

Afrouxar uso de máscaras é "pensamento neandertal", diz Biden

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, criticou nesta quarta-feira (03/03) a decisão dos estados do Texas e do Mississippi de suspender a obrigatoriedade do uso máscaras para conter a propagação do coronavírus. O democrata …

Argentina só vai habilitar motoristas que fizerem curso sobre igualdade de gênero

A partir de março e 2021 quem quiser tirar carteira de habilitação na Argentina terá de estudar mais do que somente as leis de trânsito, o funcionamento do automóvel e a própria condução de um …

ONGs denunciam grupo Casino na Justiça francesa por desmatamento na Amazônia

Organizações de defesa do meio ambiente e dos povos indígenas denunciaram nessa quarta-feira (3) o grupo Casino na Justiça francesa. A empresa é acusada de responsabilidade no desmatamento da Amazônia através da venda de …

Físico cria algoritmo de IA que pode provar que a realidade é uma simulação

Um cientista criou um algoritmo de computador que pode levar a descobertas transformadoras em energia e cuja própria existência levanta a probabilidade de que nossa realidade possa realmente ser uma simulação. O algoritmo foi criado pelo …

The Crown "é baseada na verdade", diz Harry que dá ideia de convívio com família real

Principe Harry defendeu a série “The Crown” da Netflix, dizendo que – embora não fosse “estritamente preciso” – retratava as pressões da vida dentro da família real. Em uma entrevista com James Corden, do programa americano …

Microsoft acusa hackers chineses de ciberataques a entidades dos EUA com uso de falhas desconhecidas

A Microsoft relatou a detecção de exploits desconhecidos utilizados por hackers chineses "patrocinados pelo Estado" destinados a atacar versões locais da Microsoft Exchange Server a fim de receber informações de entidades dos EUA. Exploit é uma …

Compra de mansão lança novas suspeitas sobre Flávio Bolsonaro

Filho mais velho do presidente comprou imóvel de luxo de R$ 6 milhões. Valor está bem acima do patrimônio declarado pelo senador, e condições de empréstimo para quitar mais da metade do valor levantam questionamentos. O …

Condenado a três anos de prisão, ex-presidente francês Sarkozy enfrenta outros processos na Justiça

Ele se tornou o primeiro ex-chefe de Estado francês a receber em primeira instância uma pena de prisão em regime fechado. Nicolas Sarkozy foi julgado culpado na segunda-feira (1°) por corrupção e tráfico de …

Colômbia é o 1º país latino-americano a receber vacinas da iniciativa COVAX

Nesta segunda-feira (1º), um lote de 117 mil doses da vacina da Pfizer/BioNTech chegou à Colômbia por meio da iniciativa COVAX. O país é o primeiro na região a receber os imunizantes do consórcio da …