Celular pode ouvir o que você assiste na televisão

E se os seus hábitos televisivos estivessem sendo escutados pelo seu celular? Há mais de duzentos aplicativos móveis que fazem uso do microfone no smartphone para identificar séries, filmes e programas televisivos mais vistos pelos usuários.

A Alphonso, startup indiana que desenvolveu a tecnologia, reúne a informação para a vender posteriormente a publicitários. O curioso é que este programa funciona mesmo quando o aplicativo não está sendo utilizada.

Há perto de 250 aplicativos na loja online do Google usando o Alphonso, e uma pesquisa na App Store mostrou que algumas estão também disponíveis para iOS.

De acordo com o New York Times, a maior parte dos aplicativos são jogos, muitos dos quais destinados a crianças, como o Doodle Flip ou o Rat Rescue. Segundo a informação que consta no site da startup, a tecnologia está presente em mais de 40 milhões de “televisões inteligentes, boxes e dispositivos móveis” no total.

O objetivo da tecnologia, segundo o Público, é identificar as séries, filmes e programas televisivos mais vistos por cada pessoa para que os aplicativos móveis consigam apresentar conteúdo publicitário personalizado, de acordo com os gostos e preferências pessoais de cada um.

Segundo consta na política de privacidade publicada no site da empresa, “a Alphonso apenas recebe pequenas amostras de áudio do microfone do dispositivo em que o app está instalado se o usuário concordar“. No entanto, realça o Público, são feitas poucas perguntas aos utilizadores.

Mas como funciona a autorização? Esta surge quando um aplicativo móvel que use o sistema da Alphonso é instalada. Primeiro, parte-se do pressuposto de que o usuário leu a descrição completa do app na loja online do Google. “O aplicativo vem integrado com o Sistema de Reconhecimento de Conteúdo da Alphonso (ACR)”, lê-se.

Depois de instalada, o app pergunta ao usuário se pode gravar o áudio e, em caso de resposta afirmativa, o dispositivo passa a conseguir acessar o microfone do aparelho.

O reconhecimento do áudio é feito pela Shazam, aplicação para smartphones capaz de reconhecer conteúdo de áudio. No entanto, segundo a empresa, o sistema não reconhece conversas humanas ou som ambiente.

O problema reside no fato de muitos consumidores não saberem sobre a autorização. “Parece um pouco de especulação ligar o microfone através aplicativos instalados em 50 mil dispositivos e esperar que o Shazam reconheça”, diz Justin Brookman, diretor de política de privacidade da Consumers Union, organização dos direitos dos consumidores nos EUA.

“Ainda assim, é bom clarificar estes tipos de modelos e tecnologias dúbias antes que fiquem mais sofisticadas”, refere.

Através das definições do smartphone, é possível saber se ele tem este tipo de funcionalidades instaladas. Se um determinado aplicativo autoriza o uso do microfone e não é um app de mensagens, voz ou um jogo que necessite dele, então pode estar sendo utilizado para fins publicitários.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Governo britânico vai pagar parte da conta de consumo em pubs e restaurantes

Incentivos não vão faltar para quem estava com saudades de frequentar bares, pubs e restaurantes no Reino Unido. Durante o mês de agosto, o governo britânico vai bancar parte da conta de quem sair …

Cientistas revelam origem de estranhos meteoritos encontrados na Terra

Uma equipe de cientistas norte-americanos teoriza que alguns dos meteoritos, que não se encaixam nas duas categorias principais, têm uma origem até hoje desconhecida por astrônomos. Um grupo significante de meteoritos, que existem hoje na Terra, …

Twitter pode ser multado em US$ 250 milhões por abuso de dados dos usuários

O Twitter confessou que, possivelmente, será multado em até US$ 250 milhões pela Comissão Federal de Comércio dos EUA (FTC, no original em inglês) por ter desrespeitado um acordo firmado em 2011 com a agência …

OMS afirma que não há solução milagrosa para lutar contra Covid-19

A Organização Mundial de Saúde avisou na segunda-feira que não há, nem haverá uma solução milagre contra a pandemis de Covid-19, não obstante a corrida que se verifica actualmente de forma a descobrir uma vacina …

Alemanha quer exigir de viajantes teste de covid-19 feito antes de embarque

Ministro da Saúde alemão defende que passageiros vindos de territórios de risco, incluindo o Brasil, apresentem exame negativo realizado em país de origem para entrar na Alemanha. O ministro da Saúde alemão, Jens Spahn, defendeu nesta …

Uma poção medieval provou ser eficaz contra bactérias

Uma fórmula de mil anos de idade para o tratamento infecções nos olhos talvez leve os cientistas a um novo caminho para lutar contra a resistência aos antibióticos. A poção parece mesmo bruxaria: cebola, vinho, alho …

Microsoft confirma intenção de comprar o TikTok

Em um final de semana conturbado para o aplicativo TikTok, o presidente norte-americano Donald Trump deu um prazo de 45 dias para a Microsoft concretizar a aquisição da rede social chinesa. A notícia divulgada pela agência …

Com 200.000 mortes, América Latina é segunda região do mundo mais afetada pela Covid-19

A região da América Latina e do Caribe alcançou a fúnebre marca de 200.212 mortes pelo novo coronavírus e é a segunda no mundo mais afetada pela pandemia, depois da Europa (210.435 óbitos para …

Autoridade de saúde da administração Trump rejeita hidroxicloroquina como tratamento para COVID-19

O responsável por coordenar a aplicação de testes de COVID-19 nos EUA afirmou neste domingo (2) que não há evidências de que a hidroxicloroquina seja um tratamento eficaz contra o novo coronavírus. O secretário assistente do …

Julho foi mês mais fatal da pandemia de covid-19 no Brasil

Com quase 33 mil vítimas, julho foi o pior mês desde as primeiras infecções com o coronavírus no país. Em São Paulo, estado mais atingido, Instituto Butantan oferece testes grátis da doença respiratória na capital. O …