Celulares “seguros” da Samsung pegam fogo após reparos

galaxynote7info.com

Samsung Galaxy Note 7

Samsung Galaxy Note 7

A empresa de tecnologia Samsung se viu novamente em uma situação embaraçosa depois de pela segunda vez um de seus celulares Galaxy Note 7 pegar fogo nos EUA, apesar de a companhia ter feito um imenso recall do produto no mês passado.

Os dois incidentes, curiosamente, aconteceram no Estado do Kentucky, ambos esta semana.

Na terça-feira, um homem na cidade Nicholasville foi parar no hospital depois de inalar fumaça quando seu Note 7 pegou fogo durante a noite em seu quarto.

Segundo Michael Klering, o aparelho não estava ligado ao carregador – foi um problema de aquecimento na bateria que levou a Samsung a fazer o recall.

No dia seguinte, quarta-feira, houve um incidente bem mais sério e perigoso: um Galaxy Note 7 pegou fogo dentro de um avião da companhia Southwest que taxeava na pista do aeroporto de Louisville e provocou uma operação de evacuação da aeronave.

Os dois telefones já faziam parte do lote de substituição do celular, segundo a mídia americana.

“Meu telefone era supostamente uma susbstituição, então pensei que estava a salvo”, reclamou Klering, em entrevista à rede de TV WKYT.

Para o especialista em tecnologia da BBC Dave Lee, os incidentes representam uma imensa crise para a Samsung, que agora “terá que responder a sérios questionamentos em relação a sua obrigação de proteger o público”.

Quando fez o recall, a Samsug disse ter identificado e corrigido o problema com o Note 7.

Em um comunicado, a empresa disse que o superaquecimento da bateria tinha sido causado por um “raro” defeito de fabricação que fazia com que eletrodos da bateria entrassem em contato. E que os novos telefones reparados estavam seguros.

Na quarta-feira, a Samsung disse que estava investigando junto com a Southwest as causas do problema no voo.

// BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Ataques iranianos teriam deixado 11 militares dos EUA feridos

Ao menos 11 militares norte-americanos foram retirados do Iraque para receberem tratamento médico em decorrência dos ataques iranianos contra as bases dos EUA. "Quando ficarem aptos para o serviço, estes militares regressarão ao Iraque", declarou à …

Evo recua e diz que não pretende mais criar milícias

Em carta pública divulgada nesta quinta-feira (16/01), o ex-presidente da Bolívia Evo Morales, que está refugiado na Argentina há mais de um mês, recuou da ideia de promover a formação de milícias no país. "Há alguns …

Dinossauros foram extintos por impacto de asteroide, defende pesquisa científica

O mistério que levou ao fim da era dos dinossauros motiva pesquisadores do mundo inteiro a debater o que teria provocado essa extinção. Um novo estudo busca descartar a teoria de que a atividade vulcânica …

Microsoft assume compromisso de ser uma empresa carbono negativo até 2030

A Microsoft fez uma transmissão ao vivo para contar ao mundo o seu engajamento com o meio ambiente, a fim de trazer um futuro mais sustentável. Em apresentação conduzida por Satya Nadella (CEO), Amy Hood (CFO) …

Marine Le Pen se lança em pré-campanha presidencial

A líder da extrema direita francesa, Marine Le Pen, anunciou nesta quinta-feira (16) o lançamento de sua campanha “pré-presidencial”. O pleito acontece apenas em 2022, mas a candidata derrotada no segundo turno em 2017, que enfrenta …

Bolsonaro é autor de mais da metade dos ataques a jornalistas em 2019

Em todo o ano foram registrados 208 casos de ataques a veículos de comunicação e jornalistas, um aumento de 54%. Presidente foi responsável por 121 deles, afirma a entidade. O presidente Jair Bolsonaro, sozinho, é responsável …

Qual a idade em que somos mais infelizes, segundo a ciência

A chamada crise dos 40 deixou de ser um mito, pelo menos de acordo com uma ampla pesquisa realizada em 134 países pelo economista David Blanchflower, professor da universidade Dartmouth College, nos EUA, e ex-membro …

Trump fecha acordo e sinaliza fim da "guerra fiscal" com a China

Na última quarta-feira, os Estados Unidos e a China firmaram um acordo que pode ser o primeiro passo para o fim da chamada “guerra comercial” entre as potências. O pacto, que foi anunciado em dezembro do …

YouTube vincula anúncios em vídeos controversos sobre mudanças climáticas

Uma notícia deixou algumas empresas anunciantes do YouTube surpresas. Segundo estudo feito pela Avaaz, a plataforma de vídeos da Google tem vinculado anúncios de grandes companhias em vídeos que têm como propósito desinformar as pessoas …

Premiê renuncia após Putin propor reformas constitucionais

Líder russo propõe pacote de mudanças com as quais, segundo críticos, poderia permanecer no poder após fim do mandato. Premiê Medvedev renuncia com todo o gabinete para "abrir espaço" às reformas. O presidente da Rússia, Vladimir …