Células sanguíneas podem se transformar em células cerebrais

A menos que sejamos super-heróis, não conseguimos nos transformar em tudo o que queremos. Mas nossas células sim. Recentemente, uma equipe de cientistas descobriu uma forma de transformar uma célula do sangue em neurônio.

Cientistas descobriram recentemente uma forma de transformar uma célula do sistema imunológico em um neurônio – duas células com formas e funções totalmente diferentes. A esperança é que a técnica possa ajudar os pesquisadores a estudar o cérebro de um paciente a partir de uma simples amostra de sangue.

“O sangue é uma das amostras biológicas mais fáceis de se obter”, disse Marius Wernig, professor de patologia da Universidade de Stanford, em comunicado. “Quase todos os pacientes que vão ao hospital deixam lá uma amostra de sangue, que muitas vezes é congelada e armazenada para ser utilizada em estudos futuros”, continua.

As células-tronco – capazes de se transformar em muitos tipos diferentes de células – são o caminho escolhido pelos pesquisadores quando querem criar uma célula qualquer.

Mas, às vezes, outras células que já se diferenciaram ou atingiram seu estado maduro (isto é, já se transformaram em células da pele ou células do sangue, por exemplo) podem também se transformar em um tipo de célula completamente diferente. Essa transformação é chamada pelos cientistas de transdiferenciação.

Wernig e sua equipe de cientistas demonstraram, pela primeira vez, sua técnica de transdiferenciação em um estudo publicado na revista Nature em 2010. A equipe conseguiu converter células da pele de ratinhos de laboratório em neurônios, sem ser preciso transformá-las em células-tronco.

No entanto, as células da pele tiveram que ser cultivadas em laboratório durante algum tempo, e esse processo poderia originar mutações genéticas que alterariam as células de um ser humano.

Para evitar esse atraso, os cientistas se concentraram nas células T – glóbulos brancos que desempenham um importante papel no sistema imunológico. Wernig e sua equipe descobriram que, com a adição de quatro proteínas, as células T conseguiam se transformar em neurônios do próprio paciente… num curto período de tempo.

“É chocante ver como é simples converter células T em neurônios funcionais em apenas alguns dias”, disse Wernig. O estudo foi publicado em 4 de junho nos Proceedings of National Academy of Sciences.

“As células T são células imunológicas muito especializadas, com uma forma arredondada simples. O fato de a transformação em neurônios ser tão rápida é surpreendente”, continuou o cientista.

No futuro, a técnica pode ser utilizada para estudar os neurônios de um paciente com esquizofrenia ou autismo, de modo a entender as origens da doença e identificar possíveis tratamentos.

Ainda assim, os neurônios criados pelos cientistas não podem formar sinapses maduras – espaços entre os neurônios que são necessários para as células se comunicarem umas com as outras. A equipe espera poder melhorar a técnica.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Rede 5G pode transmitir energia elétrica e aposentar as baterias no futuro

O mundo já conhece os benefícios da tecnologia 5G como a alta velocidade na transmissão de dados e baixa latência. Agora, os cientistas do Instituto de Tecnologia da Geórgia, nos EUA, descobriram que essas redes …

Covid: como evitar a trágica marca de 5 mil mortes por dia no Brasil?

No dia 19 de maio de 2020, o Brasil atingiu pela primeira vez a marca das mil mortes diárias por covid-19. Esse número permaneceu relativamente estável, em um patamar considerado alto, durante todo o segundo semestre …

Físicos afirmam que o universo é um computador de aprendizado de máquina

Físicos teóricos que trabalham com a Microsoft lançaram um artigo na sexta-feira afirmando que o universo é essencialmente um computador de aprendizagem de máquina (machine learning, em inglês). Os pesquisadores, vários afiliados à Microsoft, pré-publicaram um …

Mundo ainda tem países sem uma única dose de vacina

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 600 milhões de doses de vacina contra a covid-19 já foram aplicadas em todo o mundo. Mas a discrepância entre países é alta: enquanto, …

Covid: site calcula quando você será vacinado. Resultados não animam

Um grupo de voluntários chamado CoronavirusBra desenvolveu uma plataforma para calcular quando você será vacinado contra a covid-19. O ‘Quando vou ser vacinado?’ utiliza dados públicos como a média de imunizados com o número de pessoas …

Rússia inicia desenvolvimento de mais uma vacina contra COVID-19

Sendo o primeiro país a registrar uma vacina contra a COVID-19, a Rússia anunciou o início do desenvolvimento de mais uma vacina contra o coronavírus. A criação do novo medicamento estará a cargo do Instituto Smorodintsev …

Especialista chinês: ascensão da China faz EUA entrarem em pânico e ficarem nervosos

O desenvolvimento econômico e a ascensão do país asiático fazem os EUA ficarem nervosos e entrarem em pânico, mas este medo se origina em seus preconceitos, disse em entrevista à Sputnik um especialista chinês. Li Junru, …

Interação de múons, a nova força da natureza que cientistas acreditam ter descoberto

Desde colar um ímã na porta de uma geladeira até jogar uma bola em uma cesta de basquete, as forças da física funcionam em todos os momentos de nossas vidas. Todas as forças que experimentamos todos …

Receita afirma que "só rico lê" e reforça preconceito de classe brasileiro

A Receita Federal deseja manter o projeto que cobra impostos sobre livros. Através da mesclagem entre PIS e Cofins, a nova CBS (Contribuição sobre bens e serviços), uma espécie de imposto sobre valor agregado, o …

Tribunal europeu dá aval a vacinação obrigatória

Corte de direitos humanos diz que medida pode ser necessária em sociedades democráticas e abre precedente no combate à covid-19. Tribunal julgava ação de famílias tchecas que se recusaram a vacinar os filhos. O Tribunal Europeu …