Biblioteca de São Paulo ganha óculos que leem para deficientes visuais

Uma biblioteca de São Paulo saiu na frente e disponibilizou óculos inteligentes que leem o que está escrito nos livros para pessoas com deficiência visual.

É o OrCam MyEye, um dispositivo montado na armação dos óculos que tem uma câmera projetada. O equipamento fotografa, escaneia e transforma textos em áudio com um simples apontar de dedo. A novidade está na Unibes Cultural – centro que atua como hub da cultura, do empreendedorismo criativo e das causas sociais na cidade de São Paulo.

O dispositivo irá permitir que todo deficiente visual tenha acesso a qualquer obra impressa do acervo, num total aproximado de 600 títulos.

Dados do IBGE mostram que o Brasil tem cerca de 6,5 milhões de deficientes visuais, que até agora só conseguiam ter acesso a livros em braile ou em áudio.

Neste novo espaço, a equipe da Unibes, em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura, vai agregar 300 livros relevantes da literatura mundial, que nunca ganharam versões acessíveis. Em torno de 100 destes títulos já estão disponíveis desde a abertura, no dia 1º de março.

O equipamento

O OrCam MyEye, é a inovação tecnológica vestível mais avançada do mundo. Criada pelo empreendedor israelense Ziv Aviram e pelo professor da Universidade de Jerusalém, Amnon Shashua, a tecnologia trabalha a partir dos algoritmos da inteligência artificial.

Em 1999, eles idealizaram um carro autônomo, um “carro do bem” que não causasse acidentes e criaram a startup Mobileye. Hoje, 90% dos principais fabricantes de automóveis do mundo confiam na tecnologia da Mobileye para tornar seus veículos mais seguros para dirigir.

Em 2010, essa tecnologia foi ampliada e aplicada para humanos por meio do OrCam MyEye. Trata-se de uma ferramenta de inclusão que aproveita o poder da visão artificial e da tecnologia vestível para trazer bem-estar às pessoas com deficiência visual, auxiliando nas tarefas diárias.

Com o dispositivo, o usuário consegue “ler” em qualquer plataforma: livros, revistas, jornais, placas de sinalização, cardápios, telas de smartphones e computadores de maneira totalmente offline.

O texto capturado pelo aparelho é lido imediatamente. Após o reconhecimento, o dispositivo retransmite a informação discretamente no ouvido do usuário por meio de um fone de ouvido pessoal. “Nossa missão é auxiliar pessoas com deficiência visual para que possam estudar, trabalhar e viver suas vidas com independência”, ressalta Ziv Aviram, cofundador e CEO da empresa OrCam.

O Espaço de Leitura Bibliotech contará ainda com a presença de um profissional para auxiliar no uso do equipamento.

Ciberia // Só Notícia Boa

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Em nome da ciência, polvos tomaram ecstasy (e teve muito amor envolvido)

O que acontece quando um polvo consome drogas, mais precisamente ecstasy? Cientistas norte-americanos tiveram a oportunidade de descobrir. De acordo com o Science Alert, a equipe de pesquisadores deu MDMA, substância psicoativa também conhecida por ecstasy, …

Companhia austríaca cria método que transforma plástico em petróleo

A companhia petrolífera austríaca OMV apresentou nesta quinta-feira um inovador procedimento que permite a produção de petróleo a partir de resíduos de plástico (material fabricado a partir desse recurso natural). A inovadora tecnologia, batizada de ReOil, …

Múmia e amuletos divinos são descobertos no Egito

Um grupo de arqueólogos descobriu várias múmias antigas no Egito – incluindo os restos de um misterioso indivíduo extremamente bem conservado – em uma sepultura comum na margem oeste do Rio Nilo.  A tumba foi encontrado …

Em caso raro, mulher doa órgãos e transmite câncer a quatro pessoas

Quatro pessoas que receberam órgãos da mesma doadora desenvolveram posteriormente câncer de mama, revelou um novo estudo. O caso, que remota a 2007, representa uma situação extremamente rara. Rins, pulmões, fígado e coração foram retirados de …

Criatura “alienígena” é encontrada em praia na Nova Zelândia

Uma família neozelandesa passeava ao longo de uma praia no norte de Auckland quando encontrou uma bizarra criatura vermelha em forma de bolha. A criatura, que foi identificada como uma espécie específica de medusa, tem um …

Veneza quer proibir turistas de sentarem ou deitarem no chão

Veneza, famosa pelos seus canais, testemunhou um dilúvio de turistas nos últimos anos, que ultrapassa em muito a população residente e sobrecarrega a cidade. As autoridades da cidade italiana têm tomado várias medidas para travar …

Teia de aranha gigantesca cobre praia na Grécia

Um enorme teia de aranha com cerca de 300 metros cobriu uma área à beira-mar na cidade de Aitoliko, na região oeste da Grécia. A época de acasalamento das aranhas transformou a praia no pior …

Depois dos morangos, agulhas chegam às maçãs e bananas na Austrália

As autoridades australianas investigam mais de 100 casos por todo o país. Agora, além dos morangos, as agulhas também já chegaram a frutas como maçãs, bananas e mangas. A Austrália investiga uma série de casos misteriosos …

Proibição de doações empresariais não blinda política de interesses privados, afirma cientista político

Apesar da proibição do financiamento empresarial de campanhas, que vigora no país desde 2015 por força de uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), a classe empresarial continua engajada em diferentes candidaturas. Se, por um lado, …

Brasileiros são finalistas em Campeonato Mundial de Cubo Mágico

Criado nos anos 80, o cubo mágico é um dos brinquedos mais simples e fascinantes que existem. Quem nunca passou horas, dias, semanas ou até meses tentando acertar as cores de todas as faces ou …