Não há provas de que monogamia seja o melhor tipo de relacionamento

Pesquisadores da Universidade de Michigan (EUA) analisaram como psicólogos e outros cientistas que estudam relacionamentos acabam se voltando, mesmo que inconscientemente, para resultados que promovem a monogamia. A conclusão é que a atual forma de estudar intimidade é problemática.

Terri Conley, a autora principal do estudo, diz que nossas atitudes em relação à monogamia são “tão impregnadas que chegam a ser invisíveis”. “Não é nem sobre o que acreditamos ser correto. Apenas vemos isso como a única forma possível”, afirma ela. O estudo deve ser publicado na revista Perspectives on Psychological Science em breve.

Para começar, a revisão de literatura mostrou vários exemplos em que os pesquisadores poderiam ter feito com que relacionamentos monogâmicos atingissem notas mais altas que os não monogâmicos.

Um dos exemplos é a “Escala do Amor Romântico”, desenvolvida nos anos 1980 e utilizada para medir a força do afeto nas relações. A escala inclui uma pergunta que questiona se a pessoa sentiria ciúmes do parceiro se ele ou ela se apaixonasse por outra pessoa.

Quanto maior o nível de ciúme, mais pontos a pessoa soma no nível de paixão no relacionamento. Mas um relacionamento que é não-monogâmico por consentimento de todos os envolvidos, por exemplo, não necessariamente seria livre de ciúmes se um dos envolvidos se apaixonasse por outras pessoas.

Logo, a pergunta não seria um bom termômetro para saber se os sentimentos eram “apaixonados”.

Expressões tendenciosas

Outro problema é que esses estudos não utilizam palavras neutras quando tratam de relacionamentos não-monogâmicos. As palavras “infidelidade” e “traição” acabam direcionando a pessoa a dar uma resposta específica, assim como os termos “vítima” e “parte traída”.

A pesquisadora também conta que muitos de seus artigos publicados enfrentam resistência moralista de outros pesquisadores. Em um deles, Conley descobriu que pessoas que fazem parte de relacionamentos não-monogâmicos consensuais tendiam a praticar sexo de forma mais segura que casais monogâmicos que traíram seus parceiros secretamente.

Um dos revisores chamou seu trabalho de “irresponsável”. “O fato de que permitimos que nossa discussão seja guiada de forma tão emocional provavelmente não nos deixa pensar de maneira lógica”, argumenta ela.

Uma segunda parte da pesquisa estudou diferentes tipos de relacionamentos, e concluiu que casais não-monogâmicos são tão funcionais quanto monogâmicos, com base em uma série de fatores.

Mais de 2 mil pessoas com mais de 25 anos foram estudadas. 617 delas estavam em relacionamentos não-monogâmicos consensuais, todos eles heterossexuais. Com base em índices de confiança, ciúmes, paixão e satisfação geral, não foi possível apontar diferenças de funcionalidade entre os grupos.

A parte final do estudo focou na reação das pessoas quando os pesquisadores perguntavam sobre relacionamentos não-monogâmicos. Os pesquisadores eram vistos como mais tendenciosos quando faziam perguntas sobre o poliamor do que quando perguntavam sobre a monogamia.

Por enquanto, a premissa de que a monogamia é superior a qualquer outra forma de relacionamento continua a permear a forma com a qual os pesquisadores constroem e testam suas teorias de amor e intimidade.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Um traumatizado veterano SEAL da Marinha dos EUA disse que uma viagem "mágica" de cogumelo pôs fim à sua depressão

Antes de sua primeira viagem guiada de cogumelos “mágicos”, Chad Kuske era prisioneiro de sua própria raiva no trânsito. Se um carro parasse na frente dele, ele ficava consumido pela raiva, ultrapassando todos os veículos em …

Esta espécie rara de uva é maior que um ovo de galinha

Não, as fotos de uvas gigantes (do tamanho de ovos de galinha) não são falsas. Se você passa um tempo considerável na internet, deve ter visto imagens dessas frutas atípicas por aqui. Para a surpresa …

Reino Unido anuncia novas restrições após fim do lockdown para tentar conter segunda onda de covid-19

O Reino Unido sai na próxima semana de um novo lockdown, mas, diante do aumento de casos de covid-19 no país, não entra em um período de flexibilização das medidas de distanciamento social. Nesta quinta-feira (26/11), …

Neandertais podem ter usado as mãos de maneira diferente à dos humanos modernos

Os neandertais podem ter feito um uso diferente das mãos em comparação à forma como os humanos modernos as usam, para eles seria difícil repetir muitos gestos normais para nós hoje em dia. Os dedos do …

Catarro? Som da tosse? Conheça métodos alternativos para detectar a covid-19

Desde o início da pandemia, a realização de testes para detectar a covid-19 fez-se extremamente necessária. No entanto, com o passar dos meses, instituições e empresas privadas ao redor do mundo deram início ao desenvolvimento …

Ativistas preparam protesto global contra a Amazon

Um grupo internacional de ativistas climáticos, aliados a trabalhadores de armazéns da Amazon, lançou uma campanha online global, cujo objetivo é pressionar a gigante do e-commerce a oferecer melhores condições de trabalho para seus funcionários …

Pesquisadores descobrem em cometa elemento essencial para vida na Terra

A descoberta indica que os elementos imprescindíveis para o surgimento da vida podem ter chegado à Terra por meio de cometas. Pesquisadores identificaram fósforo e flúor em partículas de poeira sólida coletadas no interior do cometa …

Consumo de plásticos explode na pandemia e Brasil recicla menos de 2% do material

Com o avanço do delivery de alimentos e do comércio eletrônico, além do maior uso de material hospitalar descartável como máscaras e luvas, o consumo de plásticos explodiu durante a pandemia do coronavírus. O aumento do …

Cientistas explicam por que não se consegue parar a pandemia

Cientistas turcos descobriram que a quantidade de vírus SARS-CoV-2 no organismo de pacientes assintomáticos é mais alta do que nos que apresentam sintomas, o que diferencia radicalmente o novo coronavírus de outros patógenos e explica …

Al-Ahly venceu Liga dos Campeões da CAF

A equipa egípcia do Al-Ahly arrecadou o troféu da Liga dos Campeões da Confederação Africana de futebol pela nona vez ao derrotar o outro clube egípcio, o Zamalek, por 1-2. A final 100% egípcia decorreu no …