Misteriosos “sinais de rádio extraterrestres” continuam a deixar os cientistas perplexos

As misteriosas rajadas rápidas de rádio, potenciais “sinais extraterrestres”, não são acompanhadas por fluxos de neutrino, o que as torna ainda mais enigmáticas, afirmam astrônomos em um artigo, publicado no Astrophysical Journal.

Em um artigo publicado no Astrophysical Journal foi divulgado que “neutrinos e rajadas rápidas de rádio são os dois enigmas mais interessantes do Universo neste momento.

“Acreditamos que possam estar ligados entre si. No entanto, tal ligação não existe, o que indica que buracos negros e erupções de raios gama não sejam as fontes desses sinais de rádio”, afirmou Justin Vandenbroucke da Universidade de Wisconsin-Madison (EUA).

Pela primeira vez, astrônomos começaram a estudar misteriosas rajadas rápidas de rádio (fast radio-burst, FRB, em inglês) em 2007, quando as últimas foram descobertas por acaso durante observações através do telescópio Parkes (Auatrália).

Nos próximos anos, cientistas conseguiram encontrar traços de mais nove erupções semelhantes, cujo estudo mostrou que podem ser de origem artificial, não sendo excluída, assim, a possibilidade de serem sinais de civilizações extraterrestres devido à periodicidade de sua estrutura.

Mais posteriormente, astrofísicos descobriram que sinais FRB são repetitivos, encontrando outras propriedades extraordinárias dos mesmos, incompatíveis com as versões sobre origem natural das erupções.

Vandenbroucke e seus colegas observaram as erupções com o telescópio de neutrinos IceCube no Polo Sul e descobriram novas provas de que buracos negros e fortíssimas explosões de estrelas não podem originar estes sinais de rádio enigmáticos.

Ao realizarem observações, cientistas se basearam em um princípio simples — a maioria das “explosões espaciais” é acompanhada por grandes emissões de neutrino. Deste modo, se as rajadas FRB fossem originadas naturalmente, seriam acompanhadas por um fluxo de neutrino de força igual.

No total, a equipe de cientistas do IceCube e astrônomos do observatório Parkes conseguiram seguir 30 sinais de rádio, inclusive 17 que vieram de um mesmo lugar.

Em nenhum dos casos, o radar especial detectou traços destas partículas, o que prova que erupções de raios gama, supernovas e buracos negros não podem ser fontes destes “sinais extraterrestres”.

Por sua vez, comenta Vandenbroucke, após esta descoberta, os cientistas estão mais próximos de descobrir a origem destas erupções. Estão mais misteriosas, pois a partir de agora uma séria de astros não pode servir de fonte.

A equipe de IceCube planeja em breve realizar mais uma série de observações por erupções FRB para detectar suas fontes de origem.

Ciberia // Sputnik News

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Rede 5G pode transmitir energia elétrica e aposentar as baterias no futuro

O mundo já conhece os benefícios da tecnologia 5G como a alta velocidade na transmissão de dados e baixa latência. Agora, os cientistas do Instituto de Tecnologia da Geórgia, nos EUA, descobriram que essas redes …

Covid: como evitar a trágica marca de 5 mil mortes por dia no Brasil?

No dia 19 de maio de 2020, o Brasil atingiu pela primeira vez a marca das mil mortes diárias por covid-19. Esse número permaneceu relativamente estável, em um patamar considerado alto, durante todo o segundo semestre …

Físicos afirmam que o universo é um computador de aprendizado de máquina

Físicos teóricos que trabalham com a Microsoft lançaram um artigo na sexta-feira afirmando que o universo é essencialmente um computador de aprendizagem de máquina (machine learning, em inglês). Os pesquisadores, vários afiliados à Microsoft, pré-publicaram um …

Mundo ainda tem países sem uma única dose de vacina

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 600 milhões de doses de vacina contra a covid-19 já foram aplicadas em todo o mundo. Mas a discrepância entre países é alta: enquanto, …

Covid: site calcula quando você será vacinado. Resultados não animam

Um grupo de voluntários chamado CoronavirusBra desenvolveu uma plataforma para calcular quando você será vacinado contra a covid-19. O ‘Quando vou ser vacinado?’ utiliza dados públicos como a média de imunizados com o número de pessoas …

Rússia inicia desenvolvimento de mais uma vacina contra COVID-19

Sendo o primeiro país a registrar uma vacina contra a COVID-19, a Rússia anunciou o início do desenvolvimento de mais uma vacina contra o coronavírus. A criação do novo medicamento estará a cargo do Instituto Smorodintsev …

Especialista chinês: ascensão da China faz EUA entrarem em pânico e ficarem nervosos

O desenvolvimento econômico e a ascensão do país asiático fazem os EUA ficarem nervosos e entrarem em pânico, mas este medo se origina em seus preconceitos, disse em entrevista à Sputnik um especialista chinês. Li Junru, …

Interação de múons, a nova força da natureza que cientistas acreditam ter descoberto

Desde colar um ímã na porta de uma geladeira até jogar uma bola em uma cesta de basquete, as forças da física funcionam em todos os momentos de nossas vidas. Todas as forças que experimentamos todos …

Receita afirma que "só rico lê" e reforça preconceito de classe brasileiro

A Receita Federal deseja manter o projeto que cobra impostos sobre livros. Através da mesclagem entre PIS e Cofins, a nova CBS (Contribuição sobre bens e serviços), uma espécie de imposto sobre valor agregado, o …

Tribunal europeu dá aval a vacinação obrigatória

Corte de direitos humanos diz que medida pode ser necessária em sociedades democráticas e abre precedente no combate à covid-19. Tribunal julgava ação de famílias tchecas que se recusaram a vacinar os filhos. O Tribunal Europeu …