Cientistas transplantaram a memória de uma lesma para outra (e funcionou)

mattyfioner / Flickr

Lesma da espécie Arion fuscus

A transferência de memória já aparece, há décadas, em livros e filmes de ficção científica. Agora, parece estar mais perto de se tornar um fato científico.

Uma equipe de cientistas conseguiu, com sucesso, fazer uma espécie de “transplante de memória” – transferindo material genético conhecido como RNA de um caracol marinho para outro. Alguns dos animais envolvidos foram treinados para desenvolver uma resposta defensiva perante choques elétricos em laboratório.

Quando o RNA destes caracóis foi transferido para outros que não tinham sido treinados, reagiram da mesma forma dos que tinham recebido choques moderados. A pesquisa, publicada esta semana na revista científica eNeuro, ajuda no conhecimento sobre as bases fisiológicas da memória.

RNA significa ácido ribonucleico. Trata-se de uma molécula ligada a funções essenciais de organismos vivos – incluindo a síntese de proteínas no corpo que definiria a expressão dos genes de uma forma mais geral, descreve a BBC.

Os cientistas administraram uma série de choques elétricos leves na cauda dos caracóis da espécie marinha Aplysia californica.

Os animais reagem a adversidades contraindo o corpo. Com os choques, passaram a ter contrações que duravam 50 segundos – uma espécie de reação defensiva extrema.

Depois, quando tocavam levemente nos animais que receberam os choques, eles reagiam com a mesma contração de 50 segundos, enquanto caracóis que não tinham recebido choques reagiam com uma contração de apenas um segundo.

O próximo passo foi extrair RNA de células nervosas de ambos os tipos de caracóis: os condicionados e os não-condicionados. As moléculas foram depois injetadas em dois grupos de caracóis não treinados.

Os cientistas observaram, surpresos, que os caracóis que receberam o RNA de animais condicionados, quando eram tocados, reagiam com contrações de cerca de 40 segundos. Os caracóis que receberam o RNA de animais não-condicionados não demonstraram nenhuma mudança no comportamento defensivo.

Os cientistas notaram um efeito parecido em células sensoriais que estavam sendo analisadas em placas de Petri. O professor da Universidade da Califórnia em Los Angeles, David Glanzman, um dos autores do estudo, afirmou que os resultados indicam algo como “uma transferência de memória”.

Glanzman destacou ainda que os caracóis usados na experiência não foram feridos.

“São caracóis marinhos. Quando percebem ameaças, soltam uma tinta roxa e se escondem dos predadores. Os caracóis usados no estudo se assustaram e soltaram tinta, mas não foram fisicamente afetados pelos choques“, defende Glanzman.

Tradicionalmente, pensava-se que as memórias de longo prazo ficavam armazenadas nas sinapses do cérebro, as junções entre os neurônios. Cada neurônio tem milhares de sinapses. “Se as memórias ficassem nas sinapses, nossa experiência não funcionaria de forma nenhuma”, diz o cientista.

Para Glanzman, as memórias estão alocadas nos núcleos dos neurônios. O estudo vai de encontro a algumas hipóteses levantadas há algumas décadas, segundo as quais o RNA estaria relacionado com a memória.

De acordo com os cientistas, os processos celulares e moleculares nos caracóis são similares aos dos humanos, apesar de o sistema nervoso dos animais marinhos ter apenas 20 mil neurônios – comparados com os cerca de 100 bilhões de neurônios que cada um de nós tem.

Acredita-se que os resultados publicados no eNeuro podem contribuir para a procura de tratamentos para atenuar efeitos de doenças como o Alzheimer e o Estresse Pós-Traumático.

Perguntado se o processo poderia levar a um eventual transplante de memórias adquiridas em experiências de vida, Glanzman disse não ter certeza, mas expressou otimismo de que uma maior compreensão sobre o mecanismo de armazenamento da memória pode levar a mais oportunidades para explorar diferentes aspectos da memória.

Ciberia // HypeScience / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Restaurante alemão proíbe entrada de crianças

Chamado "cozinha da vovó" em alemão, estabelecimento barra menores de 14 anos após 17h. Proprietário diz querer proporcionar um "oásis de paz" a seus clientes. Um restaurante no balneário de Binz, na ilha alemã de Rügen, …

Sobe número de mortos com queda de ponte em Gênova

Com a morte do motorista romeno de 36 anos Marian Rosca, subiu para 43 o número de mortos após o desabamento de um viaduto na cidade de Gênova, na Itália. Dos nove feridos que estavam …

Identificadas as galáxias mais antigas do Universo (no quintal da Via Láctea)

Astrônomos identificaram algumas das galáxias mais antigas do Universo em órbita da Via Láctea. Encontrar estas entidades cósmicas é como encontrar os restos dos primeiros humanos que habitaram a Terra. Segundo os autores do estudo, publicado …

Sul da Índia "se afoga" nas piores inundações em um século

O estado indiano de Kerala vive há dez dias as piores inundações em um século por causa das torrenciais chuvas de monção, que já deixaram cerca de 200 mortos e mais de 220 mil evacuados …

200 mil bombas de Hiroshima: o poder do supervulcão de Santorini

Um novo estudo, realizado com base em análises de anéis de árvores, pode definir com mais precisão o momento em que o supervulcão de Santorini, na Grécia, entrou em erupção. A nova pesquisa ajudou a …

Matemáticos do MIT resolvem um velho mistério sobre o espaguete

Partir um palito de espaguete seco em somente dois pedaços é uma missão praticamente impossível. Ou era, até que matemáticos do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos EUA, conseguiram descobrir um truque que permite …

Colapso de ponte em Gênova: sobe para 41 o número de mortos

O número de vítimas da desmoronamento de uma pontos na cidade de Gênova, no noroeste da Itália, subiu para 41, depois que as equipes de bombeiros encontraram entre os blocos de concreto um veículo com …

Morre o ex-secretário-geral da ONU e Nobel da Paz Kofi Annan

Morreu neste sábado (18) o ex-secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) e vencedor do prêmio Nobel da Paz, o ganês Kofi Annan, de 80 anos. A informação foi confirmada pela família. Não foram divulgados …

Dos 27,4 mil registros de candidaturas, 8,4 mil são de mulheres

As candidaturas femininas nas eleições de outubro chegam a 30,7%, o equivalente a 8.435, do total de 27.485 pedidos de registros encaminhados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O Centro-Oeste é a região com maior percentual …

"Multa do bem" diminui casos de atropelamento no trânsito

Elogiar motoristas que dão preferência aos pedestres no trânsito é uma maneira simples de evitar atropelamentos. Afinal, quem não gosta de ser elogiado quando faz a coisa certa? Qualquer pessoa gosta, e a psicologia tem …