Cobra bebê mais velha do mundo é encontrada em “túmulo” de âmbar

Uma cobra bebê nasceu há 99 milhões de anos – ainda no tempo dos dinossauros – no sudeste da Ásia, mas nunca teve a oportunidade de crescer. O pequeno réptil encontrou um fim “pegajoso” na resina de uma árvore que acabou por se tornar o seu “túmulo” de âmbar.

O fóssil – o mais antigo de uma cobra recém-nascida – era originalmente de propriedade privada, mas foi doado para o museu do Instituto de Paleontologia de Dexu, perto de Pequim, na China, onde os cientistas tiveram a oportunidade de analisá-lo.

Segundo o estudo, publicado na quarta-feira (18) na revista Science Advances, o pedaço de âmbar contém dois fósseis notáveis: o primeiro e mais valioso é o do filhote de serpente, pertencente ao Cretáceo – período da era Mesozoica datado há cerca de 145 milhões e 66 milhões de anos. Os cientistas identificaram 97 vértebras do réptil recém-nascido que mede 4,8 centímetros de comprimento.

A pequena cobra não tem cabeça, mas os autores do estudo poderiam identificá-la como uma nova espécie que chamaram de Xiaophis myanmarensis, revelou Michael Caldwell, coautor do estudo e professor do Departamento de Ciências Biológicas da Universidade de Alberta, no Canadá.

O segundo fóssil encontrado é um pedaço de pele de uma serpente maior. No entanto, o fragmento fossilizado é tão pequeno que os cientistas não conseguiram determinar com exatidão se pertence à mesma espécie da cobra bebê.

Ambas as descobertas são uma evidência intrigante dos ancestrais das cobras modernas, que viveram há milhões de anos. Além disso, esses fósseis são os mais antigos do gênero encontrados até agora. Por esses motivos, oferecem aos cientistas uma janela única para um passado muito distante.

No mesmo pedaço de âmbar, existiam outros restos orgânicos menos significantes que o esqueleto e a pele, mas que também ajudam a identificar e detalhar o habitat dessa espécie primitiva, explicou Caldwell.

“O âmbar recolhe tudo aquilo em que toca, funciona mais ou menos como uma cola, e depois o preserva durante 100 milhões de anos. Quando tocou na cobra bebê, também pegou vestígios do solo da floresta, juntamente com seus insetos, plantas e excrementos e, por isso, fica claro que a cobra vivia em uma floresta“, rematou.

Ciberia // Sputnik / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Biblioteca Pública de NY coloca clássicos no Stories do Instagram de forma integral

A ideia do projeto ‘Instanovels’ é tornar os livros acessíveis ao maior número de pessoas e revolucionar a forma como lidamos com as redes sociais Não há dúvidas de que as redes sociais são ferramentas poderosas …

Cientistas criam ligamentos e tendões impressos em 3D

Ligamentos e tendões humanos impressos em 3D. Esta é a grande novidade de uma equipe de engenheiros biomédicos da Universidade de Utah, nos Estados Unidos. Eles criaram um método para imprimir células 3D para produzir tecido humano, …

Francisco proclama santos o bispo salvadorenho Óscar Romero e o papa Paulo VI

O papa Francisco proclamou santos o arcebispo salvadorenho assassinado Óscar Romero, emblema de uma Igreja comprometida com os pobres, e o papa italiano Paulo VI, o pontífice do diálogo, em uma multitudinária missa de canonização …

Após furacão Leslie, Portugal lembra zona de guerra

Pelo menos 27 pessoas ficaram feridas em Portugal em resultado do furacão Leslie, que atingiu a costa do país na noite de sábado para domingo (14), deixando milhares de casas sem eletricidade. Segundo comunica o jornal …

Impostos sobre a internet tomam conta da África subsaariana, silenciando os cidadãos

Em meio à “imposição de impostos aos blogueiros” na Tanzânia e o recente imposto sobre as redes sociais em Uganda, o governo da Zâmbia igualmente aprovou um imposto sobre os usuários das redes sociais e …

Dieta da moda quer ajudar no combate ao aquecimento global

Novas evidências científicas indicam que as mudanças climáticas estão se acentuando e estamos ficando sem tempo para arrumar uma solução e evitar uma catástrofe. Mas não se desespere ainda. De acordo com um novo estudo, podemos …

Asteroide deixa cientistas perplexos com sua superfície incomum

Cientistas receberam os primeiros dados e fotos do rover MASCOT, que pousou recentemente na superfície do asteroide Ryugu, que os deixaram perplexos, informa o site do Centro Aeroespacial Alemão, DLR. Os dados obtidos apontam para uma …

Twitter teve 2,7 milhões de postagens sobre divergências políticas

Entre as 19h de domingo (7) e as 15h de quinta-feira (11), usuários do Twitter movimentaram a rede com 2,7 milhões de postagens relacionadas a ataques motivados por divergências político-ideológicas, no contexto das eleições, e …

Com recompensa de US$ 25 mi, líder do grupo EI é o homem mais procurado do mundo

A revista francesa Le Point desta semana traz uma longa reportagem sobre Abu Bakr al-Baghdadi, o líder do grupo Estado Islâmico (EI). O texto conta como as forças sírias, mas também soldados curdos, norte-americanos e …

Apple Watch gravou assassinato de jornalista, diz imprensa turca

O Apple Watch usado pelo jornalista saudita Jamal Khashoggi, que desapareceu após entrar no consulado da Arábia Saudita em Istambul, no último dia 2, gravou seu assassinato, afirma o jornal turco "Sabah". "Jamal Khashoggi sincronizou o …