Criado medicamento com veneno de cobra mais seguro para prevenir tromboses

QUT Science and Engineering / Flickr

-

Cientistas criaram um medicamento mais seguro para prevenir tromboses a partir de veneno de cobra, revela um estudo divulgado esta sexta-feira (9) pela Associação Americana do Coração.

Trata-se de um fármaco da classe de medicamentos que impedem a ativação e aglomeração de plaquetas (células sanguíneas) e a formação de coágulos, sendo usados para prevenir tromboses cerebrovasculares ou a doença cardiovascular.

Os medicamentos anticoagulantes atuais, alguns baseados também em veneno de cobra, têm um efeito secundário grave, o de poder causar hemorragia prolongada após um ferimento.

Cientistas da Universidade Nacional de Taiwan desenvolveram o novo medicamento para interagir com uma proteína, a glicoproteína VI, localizada na superfície das plaquetas.

Em um estudo anterior, a equipe descobriu que uma proteína existente no veneno da cobra Tropidolaemus wagleri, da família das víboras e nativa do sudeste asiático, estimula as plaquetas a formarem coágulos no sangue ao se ligarem à glicoproteína VI.

Trabalhos precedentes concluíram que plaquetas sem a glicoproteína VI não formam coágulos em doentes e não conduzem a hemorragias graves, o que levou os cientistas a pensarem que o bloqueamento da ação da glicoproteína poderia prevenir o aparecimento de coágulos e evitar os efeitos das hemorragias prolongadas.

O novo estudo publicado na revista Arteriosclerosis, Thrombosis and Vascular Biology pode ser o primeiro a descrever uma molécula baseada na estrutura de uma proteína específica do veneno de cobra para bloquear a atividade da proteína da superfície das plaquetas.

A equipe científica da Universidade Nacional de Taiwan administrou o novo medicamento a cobaias e observou que a formação de coágulos era mais lenta quando comparada com a de roedores que não foram tratados com o fármaco. Além disso, verificou que os camundongos medicados não sangravam mais do que os do grupo de controle.

Os cientistas pretendem otimizar os efeitos do fármaco para que interaja apenas com a glicoproteína VI e não com outras proteínas e assim evitar reações indesejáveis, e testá-lo de novo em animais, mas também em pessoas.

Alguns dos medicamentos anticoagulantes atuais têm como alvo outras proteínas, as glicoproteínas IIb/IIIa, e são baseados em outra proteína de veneno de cobra, mas podem provocar hemorragias, um efeito adverso para o qual os cientistas da universidade de Taiwan não encontraram ainda uma explicação.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Biden isola príncipe saudita, provável alvo de relatório da CIA sobre morte de jornalista

O presidente americano, Joe Biden, falou pela primeira vez por telefone nesta quinta-feira (25) com o rei Salman, da Arábia Saudita, na iminência da publicação de um aguardado relatório de inteligência sobre o assassinato …

O estudo que vacinará uma cidade inteira com a Coronavac

Serrana (SP), com 45 mil habitantes, se torna um dos laboratórios mundiais para analisar o coronavírus. Instituto Butantan quer avaliar impacto da imunização em massa na transmissão da covid-19. Wuhan é a cidade onde a pandemia …

Investigação revela terras protegidas da Amazônia à venda no Facebook

Pessoas que invadem e desmatam ilegalmente trechos da Floresta Amazônica estão anunciando as áreas no Facebook em busca de compradores. Uma investigação da BBC encontrou na plataforma dezenas de anúncios em que vendedores negociam pedaços da …

Primeiro ataque militar da era Biden mata pelo menos 17 no leste da Síria

Os Estados Unidos atacaram, nesta quinta-feira (25), infraestruturas utilizadas pelas milícias pro-iranianas no nordeste da Síria, deixando 17 mortos. Esta é a primeira operação militar organizada pelo governo de Joe Biden. A ação é …

Tiranossauros jovens impediram o desenvolvimento de espécies menores, diz estudo

A pesquisa demonstrou que grandes dinossauros, como o T-rex, que cresceram de um pequeno tamanho até se tornarem criaturas enormes, modificaram seus ecossistemas ao competirem com espécies rivais menores. Um estudo publicado nesta sexta-feira (26), no …

UE quer passaporte para vacinados até meio do ano

A União Europeia quer estabelecer um sistema de passaportes para vacinados contra covid-19 ainda antes de suas férias de verão, no meio do ano. O setor turístico é fundamental para várias economias do bloco, sobretudo …

Facebook encerra contas do exército birmanês devido ao recurso à violência

A rede Facebook anunciou hoje em comunicado ter encerrado as contas vinculadas à junta militar birmanesa devido ao uso da "violência mortífera" contra os manifestantes que têm protestado contra o golpe militar perpetrado no …

Malcolm X: carta indica plano do FBI e polícia de NY para assassinar líder negro

Morto em 1965, aos 39 anos, em Nova York, o ativista negro norte-americano Malcolm X não teve, até hoje, o assassinato totalmente esclarecido. Contudo, o surgimento recente de uma carta aponta para uma possível conspiração entre …

NVIDIA e Stefanini anunciam que desenvolverão Inteligência Artificial no Brasil

A Nvidia Enterprise e a Woopi, empresa do Grupo Stefanini focada em Inteligência Artificial (IA) anunciaram nesta quarta-feira (24) uma parceria para desenvolver soluções de IA e processamento de linguagem natural. E o primeiro projeto …

250 mil mortos por covid no Brasil: o que significa esse número

O Brasil acumula um quarto de milhão de mortes por covid-19, às vésperas de se completar um ano desde o primeiro caso de coronavírus ter sido identificado no país. Segundo as contas do consórcio de imprensa …