Coca-Cola usa a mesma tática das empresas de cigarros

A ONG europeia Foodwatch acusou nesta quarta-feira (4) a Coca-Cola de tentar preservar o modelo de negócio “completamente ultrapassado” ao adotar táticas desesperadas, semelhantes às de empresas gigantes de tabaco, ao tentar negar o impacto dos seus produtos na saúde dos consumidores.

A associação de consumidores europeia pediu também ao governo alemão que siga o exemplo de vários outros países europeus, mais recentemente o Reino Unido, na introdução de um “imposto sobre o açúcar”, que já incentivou empresas de outros países a criar novas receitas com menos açúcar.

“As bebidas com açúcar são os novos cigarros“, declarou Martin Rücker, diretor da Foodwatch Alemanha, em coletiva de imprensa em Berlim, numa analogia reproduzida também na capa do novo relatório da ONG: o estudo mostra a imagem do icônico caubói das antigas propagandas da Marlboro segurando uma Coca-Cola em vez de cigarros.

Rücker estava sentado ao lado de uma cadeira vazia com o logótipo da multinacional de refrigerantes colada na parte de trás. O assento era destinado a Patrick Kammerer, chefe do departamento de relações públicas da Coca-Cola na Alemanha, que não aceitou o convite para comparecer à coletiva.

A organização acusou a multinacional norte-americana de usar medidas irresponsáveis de marketing e lobby para proteger sua participação no mercado global, estimada em 24%, especialmente por “visar conscientemente crianças e jovens” nas campanhas publicitárias.

Influenciar influenciadores

No relatório de 108 páginas, a Foodwatch mostrou que a empresa recrutou dezenas de estrelas do YouTube e Instagram, alguns dos quais com milhões de jovens seguidores, para fazer propaganda do seu principal refrigerante.

A Coca-Cola Alemanha alegou que não direciona nenhum anúncio para crianças menores de 12 anos, mas a Foodwatch lembrou os acordos da multinacional com a seleção alemã e a campanha publicitária anual com pais natais como prova de que a gigante dos refrigerantes tentava claramente conquistar jovens consumidores.

“Quando a buzina emite o som e o caminhão de Natal brilhante da Coca-Cola se aproxima, os sonhos de muitas crianças se realizam”, diz o slogan de um anúncio com o Papai Noel.

A Foodwatch viu paralelos com a indústria do tabaco na forma como a Coca-Cola nega que exista qualquer prova científica clara de que seus refrigerantes são maus para os consumidores.

Quase para ilustrar esse ponto, a Coca-Cola Alemanha divulgou uma declaração antes da coletiva de imprensa desta quarta para evitar críticas da Foodwatch.

“A obesidade é um fenômeno complexo. Se houvesse uma ligação simples e direta entre o consumo de bebidas com açúcar e obesidade, isso deveria estar nas estatísticas“, afirma o porta-voz Patrick Kammerer. “Mas, de acordo com os dados da Organização Mundial da Saúde, essa suposição não é verdadeira. Um exemplo: em países como a Finlândia, onde jovens consomem pouco refrigerante, há uma alta taxa de excesso de peso. Na Holanda acontece exatamente o oposto”.

Rücker, da Foodwatch, disse que esse era exatamente o tipo de ofuscação que as empresas de tabaco usavam para negar a ligação entre cigarros e câncer. “Os produtos são sistematicamente dados como inofensivos. Não refrescam: causam diabetes. E a Coca-Cola faz tudo o que pode para preservar seu modelo de negócios completamente ultrapassado”.

Tanto a OMS como a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico afirmaram que o mundo está à beira de uma “epidemia de obesidade” que causa cada vez mais casos de diabetes, gota, doenças cardíacas e câncer do colo do útero.

Segundo a Foodwatch, 80% dos estudos financiados de forma independente encontraram uma ligação entre bebidas com açúcar e a obesidade.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …