Com 39% da população abaixo da linha da pobreza, Ruanda patrocina PSG e causa polêmica

O time de futebolParis Saint-Germain (PSG) divulgou nesta quarta-feira (4), uma parceria de três anos com o governo de Ruanda, sem especificar o valor.

Em maio de 2018, o país africano já havia assinado um acordo desse tipo com o Arsenal, estimado em US$ 40 milhões. O objetivo de ambos os patrocínios é promover o turismo e os produtos ruandeses.

A partir da próxima temporada (2020/2021), o Parc des Princes, estádio oficial do clube parisiense, já estará com as cores do logotipo “Visit Rwanda”, o slogan que visa atrair mais turistas para o país. Um logotipo que também será encontrado nas camisas de treino dos jogadores – mas não nas dos jogos propriamente ditos – e nas camisas oficiais da equipe feminina do PSG. Além disso, os torcedores poderão provar chá e café ruandês no estádio parisiense.

A parceria foi anunciada oficialmente durante o jogo do PSG contra o Nantes, nesta quarta-feira (4), por meios de painéis luminosos que projetavam vídeos da campanha.

O Conselho de Desenvolvimento de Ruanda, a agência governamental por trás dessa parceria, conta com a notoriedade dos jogadores do PSG, que serão convidados a Ruanda, para promover os locais turísticos do país.

Ruanda já patrocinou o Arsenal

No ano passado, o anúncio de um primeiro contrato desse tipo com o Arsenal levantou muitas críticas. Parlamentares de países doadores de ajuda ao desenvolvimento em Ruanda questionaram o mérito de tal investimento em um país onde, segundo a Unicef, 39% da população vive abaixo da linha da pobreza.

Para Belize Kariza, do Conselho de Desenvolvimento de Ruanda, os críticos não entendem o impacto dessas campanhas na economia do país e, especialmente, no setor de turismo. Ele garante que, no ano passado, Ruanda recebeu 1,7 milhão de visitantes, 8% a mais que no ano anterior.

Com crescimento de 8,6% em 2018, segundo comunicado do PSG, Ruanda foi considerado o segundo país que mais cresce na África. A campanha faz parte da estratégia do país para atrair turistas e desvincular-se da imagem de violência deixada pelo genocídio de 1994. Neste ano, Ruanda relembrou os 25 anos do genocídio que devastou o país, com o extermínio de 800 mil pessoas.

O site do clube parisiense já conta com um vídeo promocional do país do leste africano, de duração de 34 segundos, em que as estrelas do PSG, como Neymar, Mbappé e Marco Verrati, dizem a frase “This is Rwanda” (“Isso é Ruanda”, em português), ao lado das paisagens naturais do país.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Davos assiste choque entre Greta Thunberg e Trump sobre o clima

A 50ª edição do Fórum Econômico Mundial de Davos começou nesta terça-feira (21) na Suíça dominada pelos debates sobre as mudanças climáticas. Pelo segundo ano consecutivo, a jovem ativista sueca Greta Thunberg foi convidada a …

China proibirá plástico não biodegradável

País asiático quer reduzir o uso de produtos como talheres e sacolas descartáveis em 30% até 2025. Plano prevê proibições escalonadas em hotéis, restaurantes e serviços de entrega do comércio eletrônico em áreas urbanas. As autoridades …

Inteligência artificial está sendo usada para combater extinção de pinguins

Uma tecnologia de inteligência artificial está sendo determinante no combate à extinção de pinguins no mundo. A ferramenta está sendo utilizada pela Gramener, empresa membro Intel AI Builder, que, a partir de imagens de regiões …

Criaram um escape room baseado em La Casa de Papel

As empresas Fever Originals, Atresmedia e Enigma Exprés criaram um escape room na Espanha baseado em “La Casa de Papel“. Mais de 80 mil pessoas participaram da primeira temporada do desafio. Vestidos com os uniformes e …

Guaidó desafia proibição de deixar Venezuela e inicia giro internacional em busca de apoio

O opositor venezuelano Juan Guaidó voltou a desafiar a proibição de deixar o país. O autoproclamado presidente interino viajou para a Colômbia, antes de seguir para Bélgica e Suíça. Ele pretende participar do Fórum …

FMI prevê melhora para economia brasileira, apesar da redução do crescimento mundial

O Fundo Monetário Internacional reduziu nesta segunda-feira (20) sua expectativa de crescimento global para este ano. A instituição é mais otimista sobre a situação do Brasil, que deve crescer nos próximos anos. O FMI disse …

Harry diz estar triste por deixar deveres reais

O príncipe Harry falou neste domingo (19/01) de sua tristeza por ser obrigado a desistir de seus deveres reais em um acordo com a família real britânica, dizendo não haver outra opção se ele e …

Ultrassom destrói células cancerosas

Cientistas do Instituto de Tecnologia da Califórnia e do Instituto de Pesquisa Beckman da Cidade da Esperança desenvolveram uma técnica de ultrassom direcionado de baixa intensidade que mata células cancerígenas sem afetar as células saudáveis …

Robôs são maior ameaça à humanidade que mudança climática, segundo especialista

Especialista em inteligência artificial acredita que robôs podem ser hackeados por terroristas, além de outros problemas, tornando-os potencialmente perigosos para o homem. Se por um lado a tecnologia pode ajudar o homem em suas tarefas do …

Sem capacidade para reciclar, Malásia devolve lixo para países desenvolvidos

A Malásia devolveu 150 contêineres de lixo ilegal para seus países de origem. Entre eles estão os Estados Unidos, a França, o Reino Unido e o Canadá, anunciaram as autoridades nesta segunda-feira (20). Segundo …