Coronavírus expõe chaga do trabalho escravo. Imigrantes ganham R$ 0,05 por máscara

Uma profunda investigação da Folha de São Paulo sobre as condições de trabalho de imigrantes durante a pandemia do novo coronavírus mostrou que costureiras podem receber até R$ 0,05 por máscara confeccionada.

Isso mesmo que você leu: para produzir uma máscara que pode ser vendida por preços altos, as trabalhadoras fabris que confeccionam o equipamento de proteção mais importante no combate ao novo coronavírus podem receber até 5 centavos por peça.

Com a queda da demanda das fábricas e a retração econômica causada pelo combo de pandemia e ineficiência do governo, o preço pago pelos serviços de costura diminuiu muito.

As produções, em sua maioria dominadas por imigrantes de Bolívia e Paraguai, têm condições insalubres de trabalho. A concorrência de baixo preço tem acabado com os rendimentos de famílias imigrantes, que estão em situação de completa vulnerabilidade no país.

Se o trabalho em condições análogas a escravidão era comum no pré-pandemia, a derrocada econômica e a demanda intensiva por equipamentos de proteção como aventais e máscaras esticou ainda mais a corda da já precarizada massa de trabalhadores imigrantes do mercado de confecção, especialmente na região de São Paulo.

“Eles te pressionam, ficam te ligando dizendo: ‘Você tem que me entregar, comigo não tem brincadeira’. Tem dia que trabalhamos das 6h30 até as 4h do dia seguinte, com um descanso de 20 minutos”, diz ela. “Temos crianças em casa, não podemos trabalhar dessa maneira. Mas às vezes temos que aceitar porque, se não, como vamos seguir adiante?”, contou uma trabalhadora à Folha.

A apuração da jornalista Flávia Mantovani ainda descobriu que o preço dos contratos pode chegar ao custo de 5 centavos por máscara, variando entre 40 e 60 centavos, em média. Além disso, foram registrados calotes na casa dos milhares de reais que colocaram famílias em situação de risco. Serve também para nos trazer a reflexão:

“É um trabalho que parece fácil à primeira vista, mas dependendo do modelo de máscara é difícil de fazer. O avental, então, é como uma peça de roupa normal, demora até 40 minutos. Se fizer muito rápido não fica bom. E temos que tomar muito cuidado com a higiene, não pode cair um fio de cabelo na peça, porque vai para hospital”, afirmou uma das trabalhadoras à Folha, em anonimato.

A reportagem descobriu que com a pandemia, os preços das máscaras aumentaram e os atravessadores – negociantes que fazem os contratos com os hospitais e terceirizam a produção – podem levar R$3 por máscara, triplicando seu lucro sem repassar nada para os trabalhadores imigrantes, que se arriscam para poder sobreviver.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …