Decaimento radioativo da Partícula de Deus é observado pela primeira vez

(dr) ATLAS

Físicos observaram o decaimento radioativo do bóson de Higgs, partícula que dá massa a outras elementares, em um par de outras partículas menores, os quarks bottom, processo previsto no modelo padrão da física de partículas.

A descoberta, anunciada nesta terça-feira (28), foi obtida no maior acelerador de partículas do mundo, do Centro Europeu de Física de Partículas (CERN), que anunciou o feito.

O modelo padrão da física de partículas, teoria que descreve as partículas elementares que compõem a matéria do Universo, prevê que o bóson de Higgs se desintegre em quarks bottom em 60% dos casos.

Apesar de o decaimento radioativo (ou desintegração) ser o mais frequente de todos, sua observação é extremamente difícil, uma vez que é necessário distingui-lo entre o “ruído” de muitas outras formas de produzir esta partícula elementar.

A observação foi registrada passados seis anos da descoberta do bóson de Higgs, também conhecido como Partícula de Deus, e envolveu duas experiências do acelerador – ATLAS e CMS – na qual participam cientistas do Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas (LIP).

Os quarks, assim como o bóson de Higgs, são partículas elementares. O quark bottom é o segundo quark mais pesado de um total de seis – up, down, strange, charm, bottom e top. 

Os quarks up e down são as partículas mais leves, se encontram no núcleo dos átomos da matéria comum, sendo assim os constituintes dos nêutrons e prótons. As quatro partículas restantes – strange, charm, bottom e top – existiram no início do Universo e são hoje criadas nos aceleradores de partículas e nas colisões dos raios cósmicos com os átomos presentes na atmosfera terrestre.

Para o Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas, a observação “abre caminho para estudar com maior precisão as interações do bóson de Higgs com os quarks top e bottom, e assim testar as propriedades desta partícula única”, podendo “vir a responder a alguns dos mais profundos mistérios da física de partículas”.

Para obterem uma “observação estatisticamente significativa” do decaimento radioativo do bóson de Higgs em um par de quarks bottom, os físicos “combinaram dados de vários períodos de funcionamento” do acelerador e “empregaram métodos de análise de dados muito complexos”, refere o LIP em comunicado.

Seis anos depois, os cientistas conseguiram finalmente confirmar o decaimento da Partícula de Deus. A descoberta abre as portas para se estudar em mais detalhes a partícula elementar e a forma como ela interage com outras matérias e partículas ainda não descobertas, como a matéria escura. Os próximos passos da pesquisa implicam refinar as medições de forma a observar o decaimento com uma maior precisão.

Recentemente, no início de junho, o CERN anunciou a interação da Partícula de Deus com um quark top, uma das partículas elementares mais pesadas. Semanas depois, confirmava que o Bóson de Higgs decai para dois quarks bottom – interação que tinha se mostrado muito difícil de provar.

O Grande Colisor de Hádrons é o maior acelerador de partículas do mundo, instalado em um túnel com 27 quilômetros na fronteira entre a França e a Suíça. Em 2013, o laboratório ganhou destaque na imprensa internacional ao detectar o Bóson de Higgs, que passou a ser conhecido como “a Partícula de Deus”.

Ciberia, Lusa // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Metade da matéria do universo havia sumido, mas foi encontrada

Uma equipe internacional de pesquisadores parece ter finalmente resolvido o “problema dos bárions desaparecidos”. Bárion é uma classificação genérica para um tipo partículas que engloba prótons e nêutrons. Estas partículas, por sua vez, são os blocos …

Máscara elétrica autolimpante que carrega celular deverá custar apenas 1 dólar

Devido à pandemia do coronavírus, diversos especialistas alertam para a, cada vez mais real, possibilidade de usarmos máscaras para sair de casa até, no mínimo, o final do ano. Por isto, diversas empresas estão estendendo …

Bolsonaro bate recorde de rejeição, mostra Datafolha

Na primeira pesquisa feita após divulgação de vídeo da reunião ministerial, 43% dos entrevistados consideram governo ruim ou péssimo. Entre os quatro últimos presidentes eleitos, Bolsonaro é o pior avaliado. O índice de rejeição ao presidente …

Renault detalha plano econômico e anuncia 4.600 cortes na França

A empresa automobilística revelou nesta sexta-feira seu plano de cortes no país que integra um plano de economias de cerca de € 2 bilhões (cerca de R$ 12 bilhões) em três anos. A Renault …

Asteroide que dizimou os dinossauros teria atingido a Terra em "ângulo letal"

A teoria mais aceita é a de que os dinossauros foram extintos após um asteroide atingir a Terra de maneira catastrófica há 66 milhões de anos, causando danos sem precedentes em todo o planeta. Agora, segundo …

Repórter da CNN é preso ao vivo em protesto por morte de homem negro. Trump pede tiros em manifestantes

Minneapolis vive uma escalada de violência provocada por um policial branco que matou, de forma brutal, um homem negro. George Floyd foi asfixiado pelo joelho do oficial enquanto era filmado em plena luz do dia. Nem …

Diário de oficial nazista revela suposta localização de toneladas de ouro em castelo

Pesquisadores que buscam bilhões de dólares em tesouros nazistas roubados da Europa acreditam ter encontrado a localização de toneladas de ouro debaixo de antigo castelo alemão. Os pesquisadores acreditam ter encontrado 28 toneladas de ouro roubadas …

Coreia do Sul registra aumento de casos de coronavírus e teme nova onda da epidemia

A Coreia do Sul anunciou nesta quinta-feira (28) o maior aumento de novas contaminações por coronavírus em quase dois meses, devido a um surto de casos em um armazém de uma empresa de comércio …

Desigualdade eleva letalidade da covid na favela, diz estudo

Quase todos os dias, com ou sem pandemia, a diarista Joceliane Gomes Santos de Freitas, 29 anos, sai de casa às 7h em Barra do Ceará, comunidade de Fortaleza onde mora com o marido e …

Descoberta galáxia raríssima em forma de "anel de fogo" a 10 bilhões de anos-luz

Astrônomos capturaram uma imagem de uma galáxia localizada a cerca de 10,8 bilhões de anos-luz de distância. Mas o que realmente impressionou os pesquisadores é que se trata de um tipo muito raro: uma galáxia …