A “partícula de Deus” já pode ter começado a destruição do Universo

JPL-Caltech / NASA

Um novo e controverso estudo sugere que, em qualquer lugar distante do espaço, um Bóson de Higgs pode colapsar (ou já ter colapsado), produzindo uma bolha de energia no vácuo em expansão – que acabará engolindo todos nós.

O Bóson de Higgs, a famosa “Partícula de Deus“, foi descoberta em 2012, quase 50 anos depois de Peter Higgs ter previsto sua existência, após décadas de pesquisa de físicos que a procuraram incansavelmente.

Segundo um novo estudo de uma equipe de cientistas da Universidade de Harvard, nos EUA, a partícula subatômica pode um dia destruir o Universo. Mais do que isso, o irreversível processo poderia até já estar em curso.

De acordo com o estudo, publicado no mês passado no Physical Review, é possível que a partícula já tenha entrado em colapso sobre si mesma em algum lugar no espaço – o que irá, em “breve”, produzir uma bolha de energia capaz de devorar o Universo.

Essa não é a primeira pesquisa na área da física de partículas com previsões apocalípticas, e diversos estudos avançaram até agora com cálculos sobre a forma como o Universo vai acabar – ou a data em que isso vai acontecer. Em todos eles, felizmente para nós e para os bisnetos dos nossos bisnetos, o Universo acaba daqui a um bom tempo. As estimativas atuais preveem o fim do Universo em 1×10100 anos.

Segundo explica Anders Andreassen, pesquisador da Universidade de Harvard e autor principal da pesquisa, “a destruição do Universo por um Bóson de Higgs é um fenômeno altamente improvável”. Mas, diz o físico, em um Universo infinitamente grande, mesmo as coisas altamente improváveis se tornam inevitavelmente prováveis.

“Um dos objetivos do estudo é corrigir todas as aproximações anteriores e obter a data mais exata possível para a eventual destruição do Universo”, que, segundo Andreassen, está mais distante do que se pensava: tudo terminará com uma violenta explosão, daqui a cerca de 1×10139 anos. Um número com 139 zeros.

“A precisão extrema da pesquisa é impressionante”, comenta Ruth Gregory, pesquisadora da Universidade de Durham, no Reino Unido, que questiona a validade das conclusões do novo estudo.

“Foram muito precisos, o que não foram capazes é de considerar a gravidade, nem explicar a matéria escura ou a energia escura”, diz à New Scientist a pesquisadora britânica. E, como convém, está lançada a controvérsia na comunidade científica.

O fim chegará sem que a gente perceba

A bolha de energia produzida pelo eventual colapso de um Bóson de Higgs, que até já pode ter acontecido, irá assim um dia atingir a Terra e a engolir por completo (juntamente com uma boa parte desse lado do Universo conhecido).

Mas para os humanos (ou algo parecido) que então tenham a infelicidade de viver no nosso planeta, se ainda existir, há uma espécie de boa notícia: nem vão perceber o que aconteceu.

Segundo os autores do estudo, a informação foi há muito tempo proibida pela Teoria da Relatividade de Einstein de viajar mais depressa que a luz. “É empolgante imaginar essa bolha de energia negativa, vindo em nossa direção, à velocidade da luz. Mas nunca a veremos chegar”, diz Andreassen.

Assim, será impossível saber com antecedência se o Fim do Mundo pelo Bóson de Higgs está próximo ou se já aconteceu. Por isso, não vale a pena se preocupar.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Segundo física quântica esse processo já começou e também não começou.
    Vai acontecer e também não vai acontecer.

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Twitter vai ser mais rígido com conteúdo adulto na internet e preocupa criadores

Desde o ano passado tem sido mais difícil para os criadores de páginas com o perfil NSFW (Not Safe for Work ou não seguro para ver no trabalho — impróprio, em tradução livre) ter seus …

Otan tenta exibir união, enquanto líderes são flagrados falando de Trump

Chefes de Estado e de Governo de 29 países participaram nesta quarta-feira (4) do segundo dia da cúpula de aniversário de 70 anos da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), em Watford, nos arredores …

Radar aéreo descobre um navio viking em uma fazenda

Um estudo do Instituto Norueguês de Pesquisa do Patrimônio Cultural (NIKU) descobriu um navio viking em uma fazenda usando radar aéreo. O achado foi uma surpresa e um golpe de sorte, uma vez que este local …

Casamentos entre pessoas do mesmo sexo saltam 61,7% no Brasil

O número de casamentos realizados entre pessoas do mesmo sexo em 2018 aumentou 61,7% em relação ao ano anterior, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (04/12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com …

Uber do entulho te ajuda a descartar resíduos corretamente

O lixo é definitivamente um problema contemporâneo de dimensões globais – e não só a qualidade, o material ou o destino desse lixo, mas também a forma de descarta-lo. Dos 387 quilos de resíduos que o …

Asteroide passará perto da Terra a 27.000 km/h na sexta-feira, alerta NASA

Um grande corpo celeste está se movendo na direção da Terra e chegará ao ponto mais próximo do nosso planeta nesta sexta-feira (6). De acordo com as estimativas da NASA, o asteroide 2019 WR3 mede entre …

Mensagem misteriosa pintada em urso polar na Rússia alarma pesquisadores

Imagens compartilhadas por perfis russos nas redes sociais com um urso polar pintado em spray com o símbolo "T-34" ter alarmado especialistas. Eles advertem que a pintura — cujas circunstâncias ainda não foram identificadas — pode …

Experimento deve provar que microgravidade inibe crescimento de tumores

De onde estiver, Stephen Hawking segue presente na ciência, e seus últimos conselhos devem render uma descoberta para lá de impressionante (e revolucionária). Em conversa com um pesquisador da Austrália, o gênio da física falou sobre …

Justiça absolve Lula e Dilma no caso "quadrilhão do PT"

Juiz que analisou caso afirma que denúncia apresentada por Rodrigo Janot contra cúpula do PT em 2017 foi tentativa de "criminalizar a atividade política". Ministério Público pediu absolvição dos réus em outubro. A Justiça Federal do …

Chineses ativam o primeiro radiotelescópio posicionado no lado afastado da Lua

Um experimento que levou mais de um ano para ser concluído no lado afastado da Lua finalmente está em funcionamento. Não está ainda 100%, mas o Netherlands-China Low-Frequency Explorer (NCLE) já consegue captar sinais de …