A “partícula de Deus” já pode ter começado a destruição do Universo

JPL-Caltech / NASA

Um novo e controverso estudo sugere que, em qualquer lugar distante do espaço, um Bóson de Higgs pode colapsar (ou já ter colapsado), produzindo uma bolha de energia no vácuo em expansão – que acabará engolindo todos nós.

O Bóson de Higgs, a famosa “Partícula de Deus“, foi descoberta em 2012, quase 50 anos depois de Peter Higgs ter previsto sua existência, após décadas de pesquisa de físicos que a procuraram incansavelmente.

Segundo um novo estudo de uma equipe de cientistas da Universidade de Harvard, nos EUA, a partícula subatômica pode um dia destruir o Universo. Mais do que isso, o irreversível processo poderia até já estar em curso.

De acordo com o estudo, publicado no mês passado no Physical Review, é possível que a partícula já tenha entrado em colapso sobre si mesma em algum lugar no espaço – o que irá, em “breve”, produzir uma bolha de energia capaz de devorar o Universo.

Essa não é a primeira pesquisa na área da física de partículas com previsões apocalípticas, e diversos estudos avançaram até agora com cálculos sobre a forma como o Universo vai acabar – ou a data em que isso vai acontecer. Em todos eles, felizmente para nós e para os bisnetos dos nossos bisnetos, o Universo acaba daqui a um bom tempo. As estimativas atuais preveem o fim do Universo em 1×10100 anos.

Segundo explica Anders Andreassen, pesquisador da Universidade de Harvard e autor principal da pesquisa, “a destruição do Universo por um Bóson de Higgs é um fenômeno altamente improvável”. Mas, diz o físico, em um Universo infinitamente grande, mesmo as coisas altamente improváveis se tornam inevitavelmente prováveis.

“Um dos objetivos do estudo é corrigir todas as aproximações anteriores e obter a data mais exata possível para a eventual destruição do Universo”, que, segundo Andreassen, está mais distante do que se pensava: tudo terminará com uma violenta explosão, daqui a cerca de 1×10139 anos. Um número com 139 zeros.

“A precisão extrema da pesquisa é impressionante”, comenta Ruth Gregory, pesquisadora da Universidade de Durham, no Reino Unido, que questiona a validade das conclusões do novo estudo.

“Foram muito precisos, o que não foram capazes é de considerar a gravidade, nem explicar a matéria escura ou a energia escura”, diz à New Scientist a pesquisadora britânica. E, como convém, está lançada a controvérsia na comunidade científica.

O fim chegará sem que a gente perceba

A bolha de energia produzida pelo eventual colapso de um Bóson de Higgs, que até já pode ter acontecido, irá assim um dia atingir a Terra e a engolir por completo (juntamente com uma boa parte desse lado do Universo conhecido).

Mas para os humanos (ou algo parecido) que então tenham a infelicidade de viver no nosso planeta, se ainda existir, há uma espécie de boa notícia: nem vão perceber o que aconteceu.

Segundo os autores do estudo, a informação foi há muito tempo proibida pela Teoria da Relatividade de Einstein de viajar mais depressa que a luz. “É empolgante imaginar essa bolha de energia negativa, vindo em nossa direção, à velocidade da luz. Mas nunca a veremos chegar”, diz Andreassen.

Assim, será impossível saber com antecedência se o Fim do Mundo pelo Bóson de Higgs está próximo ou se já aconteceu. Por isso, não vale a pena se preocupar.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Segundo física quântica esse processo já começou e também não começou.
    Vai acontecer e também não vai acontecer.

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Um traumatizado veterano SEAL da Marinha dos EUA disse que uma viagem "mágica" de cogumelo pôs fim à sua depressão

Antes de sua primeira viagem guiada de cogumelos “mágicos”, Chad Kuske era prisioneiro de sua própria raiva no trânsito. Se um carro parasse na frente dele, ele ficava consumido pela raiva, ultrapassando todos os veículos em …

Esta espécie rara de uva é maior que um ovo de galinha

Não, as fotos de uvas gigantes (do tamanho de ovos de galinha) não são falsas. Se você passa um tempo considerável na internet, deve ter visto imagens dessas frutas atípicas por aqui. Para a surpresa …

Reino Unido anuncia novas restrições após fim do lockdown para tentar conter segunda onda de covid-19

O Reino Unido sai na próxima semana de um novo lockdown, mas, diante do aumento de casos de covid-19 no país, não entra em um período de flexibilização das medidas de distanciamento social. Nesta quinta-feira (26/11), …

Neandertais podem ter usado as mãos de maneira diferente à dos humanos modernos

Os neandertais podem ter feito um uso diferente das mãos em comparação à forma como os humanos modernos as usam, para eles seria difícil repetir muitos gestos normais para nós hoje em dia. Os dedos do …

Catarro? Som da tosse? Conheça métodos alternativos para detectar a covid-19

Desde o início da pandemia, a realização de testes para detectar a covid-19 fez-se extremamente necessária. No entanto, com o passar dos meses, instituições e empresas privadas ao redor do mundo deram início ao desenvolvimento …

Ativistas preparam protesto global contra a Amazon

Um grupo internacional de ativistas climáticos, aliados a trabalhadores de armazéns da Amazon, lançou uma campanha online global, cujo objetivo é pressionar a gigante do e-commerce a oferecer melhores condições de trabalho para seus funcionários …

Pesquisadores descobrem em cometa elemento essencial para vida na Terra

A descoberta indica que os elementos imprescindíveis para o surgimento da vida podem ter chegado à Terra por meio de cometas. Pesquisadores identificaram fósforo e flúor em partículas de poeira sólida coletadas no interior do cometa …

Consumo de plásticos explode na pandemia e Brasil recicla menos de 2% do material

Com o avanço do delivery de alimentos e do comércio eletrônico, além do maior uso de material hospitalar descartável como máscaras e luvas, o consumo de plásticos explodiu durante a pandemia do coronavírus. O aumento do …

Cientistas explicam por que não se consegue parar a pandemia

Cientistas turcos descobriram que a quantidade de vírus SARS-CoV-2 no organismo de pacientes assintomáticos é mais alta do que nos que apresentam sintomas, o que diferencia radicalmente o novo coronavírus de outros patógenos e explica …

Al-Ahly venceu Liga dos Campeões da CAF

A equipa egípcia do Al-Ahly arrecadou o troféu da Liga dos Campeões da Confederação Africana de futebol pela nona vez ao derrotar o outro clube egípcio, o Zamalek, por 1-2. A final 100% egípcia decorreu no …