Descoberto palácio de rei bíblico embaixo de túmulo destruído pelo Estado Islâmico

Voice of America / Wikimedia

Ruínas da mesquita sunita, onde estava o Templo de Jonas, em Mosul, destruída pelo EI em 2014

Ruínas da mesquita sunita, onde estava o Templo de Jonas, em Mosul, destruída pelo EI em 2014

Arqueólogos iraquianos fizeram uma descoberta surpreendente nos destroços do Túmulo do Profeta Jonas, que foi destruído pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI). Os pesquisadores encontraram no local o palácio do antigo rei assírio Senaquerib, citado na Bíblia.

O exército iraquiano recuperou das mãos do EI a zona onde se situa o túmulo, em uma colina de Mosul, no Iraque, no mês passado. A ação fez parte da forte ofensiva lançada sobre a cidade que esteve sob controle do grupo terrorista durante os últimos dois anos.

Quando os arqueólogos procediam à documentação dos estragos provocados pelo grupo terrorista no Túmulo de Jonas, que estava situado em uma mesquita sunita, encontraram vestígios do palácio do antigo Rei assírio Senaquerib que data de 600 a.C..

A existência do palácio era conhecida, mas vestígios nunca tinham sido encontrados.

O palácio foi construído para o Rei Senaquerib, cujo nome significa “O Deus da Lua Multiplicou os Seus Irmãos” e que é mencionado na Bíblia por causa da invasão comandada por ele ao antigo Reino de Judá, em 701 a.C..

Senaquerib acabou assassinado por dois de seus filhos. Outro filho, Assaradão, se tornou Rei da Assíria (681 a.C. a 669 a.C.) e tratou de ampliar o palácio que foi depois remodelado pelo seu sucessor, Assurbanípal, o último grande líder da Assíria.

“Descoberta fantástica”

O The Telegraph, que relata a descoberta, conta que os arqueólogos chegaram aos vestígios do palácio graças aos túneis escavados pelo EI para procurar artefatos antigos para tomarem posse.

Foi nessa travessia pelos túneis que a arqueóloga iraquiana Layla Salih descobriu uma inscrição em uma pedra, com referência a Assaradão, em escrita cuneiforme – uma das primeiras formas de escrita do mundo-, datada de 672 a.C., altura em que o palácio integrava a antiga cidade assíria de Nínive.

Os arqueólogos encontraram também antigas esculturas assírias em pedra.

“Os objetos não combinam com as descrições do que pensávamos estar lá em baixo, por isso a destruição do EI nos levou a uma descoberta fantástica“, explica ao The Telegraph a professora Eleanor Robson, diretora do Instituto Britânico para o Estudo do Iraque.

“Há uma grande quantidade de história lá em baixo, não apenas pedras ornamentais. É uma oportunidade para, finalmente, mapear a “casa-do-tesouro” do primeiro grande império do mundo, desde o seu período de maior sucesso”, acrescenta Eleanor.

Não se sabe ainda quais relíquias os terroristas podem ter encontrado antes de os arqueólogos terem encontrado o local. “Acreditamos que eles levaram muitos artefatos, como cerâmica e peças pequenas para vender”, refere Layla Salih ao The Telegraph.

Agora, a grande preocupação dos investigadores sãoos túneis que correm o risco de desabar, o que, se acontecer, deve parar a investigação e colocar em cheque o patrimônio histórico encontrado.

[sc name=”assina” by=”” url=”https://zap.aeiou.pt/descoberto-palacio-rei-biblico-baixo-tumulo-destruido-pelo-daesh-151872″ source=”ZAP”

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Ministra da Saúde de Macron vai disputar prefeitura de Paris em batalha de mulheres

O partido presidencial francês e seus aliados centristas encontraram neste domingo (16) na ministra da Saúde, Agnès Buzyn, 58, a sucessora ideal para Benjamin Griveaux. O candidato de Emmanuel Macron ao cargo de prefeito de …

Organização vende suposto DNA de Donald Trump e outros líderes globais

Nesta sexta-feira, uma organização chamada Earnest Project passou a oferecer a chance de possuir amostras de DNA de alguns líderes mundiais e outras celebridades. O grupo alega que coletou clandestinamente itens descartados pelos participantes do Fórum …

Tribunal alemão suspende derrubada de floresta para fábrica da Tesla

Justiça ordena que gigante americana interrompa corte de árvores nos arredores de Berlim enquanto analisa pedido de associação ambiental. Empresa de Elon Musk planeja construir ali sua primeira "gigafábrica" da Europa. Um tribunal na Alemanha determinou …

Satélites podem facilmente ser manipulados por hackers, alerta pesquisador

Talvez você já esteja por dentro da confusão toda em relação aos problemas que os satélites Starlink, da SpaceX, estão causando na comunidade astronômica. Os relativamente poucos satélites lançados (cerca de 240, como parte de um …

Na Índia, campanha faz semáforo voltar ao vermelho se os motoristas buzinarem demais

Se a Índia é um país famoso por sua religiosidade, sua culinária, suas belezas naturais e, sendo o segundo país mais populoso, por ser a maior democracia por eleitorado do mundo, ela também carrega a …

Secularismo e tolerância a minorias predizem a prosperidade de um país

Pesquisadores da Universidade de Bristol e Universidade do Tennesse analisaram dados de quase 500 mil pessoas de 109 países e concluíram que mudanças na cultura geralmente vêm antes da melhora na riqueza, educação e democracia. Os …

Estudo: declínio de abelhas se aproxima da extinção em massa

De acordo com um novo estudo liderado por cientistas da Universidade de Ottawa (Canadá), a probabilidade de uma população de abelhas sobreviver em qualquer lugar diminuiu 30% no curso de uma geração humana. Os pesquisadores sugerem …

Pesquisador diz ter descoberto droga capaz de apagar memória ruim de separação amorosa

Um pesquisador de Montreal, no Canadá, diz ter encontrado uma maneira de acabar com o sofrimento causado por uma separação traumática — ele "edita" as memórias dolorosas usando um betabloqueador e sessões de terapia. Alain Brunet …

Documento revela que Facebook poderia ter virado uma "Wikipédia da vida privada"

Steven Levy, conhecido editor da Wired, conseguiu colocar as mãos em algo que ele talvez nunca imaginou encontrar: um diário de Mark Zuckerberg, CEO e fundador do Facebook, datado de 2006 e que mostra algumas …

Missão suicida: satélite queimará na atmosfera da Terra, mas por uma boa causa

Na próxima semana, a Agência Espacial Europeia (ESA) vai destruir um satélite, lançando-o em direção à atmosfera da Terra, só para vê-lo queimar durante a reentrada. Sim, tudo de propósito. Trata-se de um experimento muito …