Cientistas encontram desfiladeiros gigantes ocultos debaixo do gelo da Antártida

Uma nova pesquisa científica, que utilizou radares para obter “raios-X do gelo”, revelou a existência de extensos desfiladeiros debaixo do gelo no Polo Sul.

Uma equipe de cientistas da Universidade de Northumbria, no Reino Unido, utilizou radares capazes de penetrar no gelo para traçar um mapa geográfico da Antártida e descobriram três extensos desfiladeiros subterrâneos sob a camada de gelo.

Em 2017, um grupo de cientistas tinha descoberto uma dezena de fraturas geológicas de mais de um quilômetro de profundidade sob a superfície do gelo da Antártida. Mas as cavidades profundas agora descobertas se estendem por centenas de quilômetros, mas não são visíveis na superfície nevada do continente antártico.

O Foundation Trough, o maior desfiladeiro revelado pelas imagens, tem mais de 350 quilômetros de comprimento e quase 35 quilômetros de largura. Para alcançá-lo, seria necessário perfurar mais de dois quilômetros de gelo, revelou o estudo, publicado no início deste mês na Geophysical Research Letters.

Segundo os pesquisadores, os desfiladeiros desempenham um papel fundamental no controle do fluxo de gelo. Se o gelo da Antártida começar a derreter devido ao aquecimento global, então o relevo encontrado poderá acelerar a massa de água para o oceano, elevando ainda mais os níveis do mar.

“Se as condições climáticas mudarem na Antártida, podemos esperar que o gelo nesses desfiladeiros fluirá muito mais rápido para o mar, o que os torna realmente importantes e simplesmente não sabíamos até agora que eles existiam”, explicou à BBC Kate Winter, principal autora do estudo.

A cada ano, a Antártida perde mais de 2,8 quilômetros cúbicos de gelo. Em 2013, foi descoberto que metade do gelo desaparece por causa das correntes quentes que banham as camadas submarinas da cobertura de gelo do continente, através de um sistema de “rios” e canais submarinos.

(dr) Tom Jordan

Área da Antártida onde os desfiladeiros foram localizados

Embora existam numerosos satélites que permitem obter imagens da superfície da Terra e do seu interior, há uma grande parte do Polo Sul que não é registrada devido à inclinação das suas órbitas. O projeto PolarGAP, da Agência Espacial Europeia, ESA, foi lançado precisamente para preencher o vazio nos dados de satélite no Polo Sul.

Ciberia // Sputnik News / BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Ex-funcionários do McDonald's revelam "estratégia de espionagem" da rede de fast-food

A revista Vice analisou testemunhos de supostos trabalhadores anônimos do McDonald's que tinham conhecimento direto da vigilância, e vazou documentos que explicam as táticas de espionagem. Uma equipe de analistas de inteligência da cadeia de fast-food …

Bolsonaro usa pesquisa alemã distorcida para criticar uso de máscaras

O presidente Jair Bolsonaro usou sua live de quinta-feira (26/02) para mais uma vez desestimular o uso de máscaras contra a covid-19. No mesmo dia em que o Brasil registrou a segunda pior marca de mortes …

Cientistas congelam sêmen de corais para tentar salvar espécie da extinção no Brasil

Estima-se que até 50% dos recifes de corais já desapareceram dos oceanos. A previsão para o futuro também não é animadora: uma projeção da Unesco apontou que, caso as mudanças climáticas não sejam revertidas, eles …

Esqueletos descobertos podem revelar a história do mais rico pirata da historia, morto há 300 anos

No início do século XVIII, quem mandava nos mares sem lei do Caribe, da América Central e da América do Norte era o grande pirata inglês Samuel Bellamy, imortalizado pelo apelido de “Black Sam”. Um dos …

Biden isola príncipe saudita, provável alvo de relatório da CIA sobre morte de jornalista

O presidente americano, Joe Biden, falou pela primeira vez por telefone nesta quinta-feira (25) com o rei Salman, da Arábia Saudita, na iminência da publicação de um aguardado relatório de inteligência sobre o assassinato …

O estudo que vacinará uma cidade inteira com a Coronavac

Serrana (SP), com 45 mil habitantes, se torna um dos laboratórios mundiais para analisar o coronavírus. Instituto Butantan quer avaliar impacto da imunização em massa na transmissão da covid-19. Wuhan é a cidade onde a pandemia …

Investigação revela terras protegidas da Amazônia à venda no Facebook

Pessoas que invadem e desmatam ilegalmente trechos da Floresta Amazônica estão anunciando as áreas no Facebook em busca de compradores. Uma investigação da BBC encontrou na plataforma dezenas de anúncios em que vendedores negociam pedaços da …

Primeiro ataque militar da era Biden mata pelo menos 17 no leste da Síria

Os Estados Unidos atacaram, nesta quinta-feira (25), infraestruturas utilizadas pelas milícias pro-iranianas no nordeste da Síria, deixando 17 mortos. Esta é a primeira operação militar organizada pelo governo de Joe Biden. A ação é …

Tiranossauros jovens impediram o desenvolvimento de espécies menores, diz estudo

A pesquisa demonstrou que grandes dinossauros, como o T-rex, que cresceram de um pequeno tamanho até se tornarem criaturas enormes, modificaram seus ecossistemas ao competirem com espécies rivais menores. Um estudo publicado nesta sexta-feira (26), no …

UE quer passaporte para vacinados até meio do ano

A União Europeia quer estabelecer um sistema de passaportes para vacinados contra covid-19 ainda antes de suas férias de verão, no meio do ano. O setor turístico é fundamental para várias economias do bloco, sobretudo …