Detrito espacial humano acabou de danificar a Estação Espacial Internacional

NASA

A ISS, Estação Espacial Internacional, em órbita

O inevitável ocorreu. Um pedaço de lixo espacial muito pequeno para ser rastreado atingiu e danificou parte da Estação Espacial Internacional (EEI)- ou seja, o braço robótico Canadarm2.

O instrumento ainda está operacional, mas o objeto perfurou a cobertura térmica e danificou o a parte interna. É um lembrete preocupante de que o problema do lixo espacial na órbita baixa da Terra é uma bomba relógio.

Obviamente, agências espaciais ao redor do mundo estão cientes do problema dos detritos espaciais. Mais de 23 mil pedaços estão sendo rastreadas na órbita baixa da Terra para ajudar satélites e a EEI a evitar colisões, mas todas as partículas tem o tamanho de uma bola de tênis ou são maiores.

Qualquer coisa menor do que isso é muito diminuta para ser rastreada, mas viaja a velocidades orbitais e pode causar danos significativos, incluindo perfurar placas de metal.

Canadarm2 — formalmente conhecido como O Sistema de Manipuladores Remotos da Estação Espacial (SSRMS, na sigla em inglês), projetado pela Agência Espacial Canadense — está instalado na EEI há 20 anos. É um braço robótico de titânio multi-articulado que permite a manobra de objetos fora da EEI, incluindo veículos de carga, e manutenções na estação.

Não está claro exatamente quando o impacto ocorreu. O dano foi notado pela primeira vez em 12 de maio, durante uma inspeção de rotina. A NASA e a CSA trabalharam juntas para realizar fotos detalhadas e avaliar os danos.

“Apesar do impacto, os resultados da análise em andamento indicam que o desempenho do braço permanece inalterado”, escreveu o CSA em um post. “O dano é limitado a uma pequena parte do braço a cobertura térmica. O Canadarm2 continua a conduzir suas operações…”

Embora a ISS pareça ter tido sorte nesse episódio, o problema dos detritos espaciais parece estar aumentando. No ano passado, a ISS teve que realizar manobras de emergência três vezes para evitar colisões com detritos espaciais em sua altitude de cerca de 400 quilômetros.

Desde o lançamento do Sputnik 1 em 1957, detritos espaciais vêm se acumulando. De acordo com um relatório da Agência Espacial Europeia, estima-se que 130 milhões de fragmentos de material criado por humanos, menores do que um milímetro, estão orbitando a Terra neste momento. Essa estimativa não inclui poeira espacial natural.

“Para continuar se beneficiando da ciência, tecnologia e dados que a operação espacial nos traz, é vital que alcancemos uma melhor conformidade com as diretrizes de mitigação de detritos espaciais existentes no projeto e nas operações das naves espaciais”, disse o chefe do Escritório de Detritos Espaciais da ESA, Tim Florer, no ano passado.

“Não pode ser enfatizado o suficiente – isso é essencial para o uso sustentável do espaço.”

As operações de robótica na ISS usando o Canadarm2 continuarão como planejado no futuro próximo, disse a CSA. Mas ambas as agências espaciais continuarão coletando dados para realizar uma análise do evento, tanto para entender como ocorreu, quanto para avaliar o risco futuro.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Fábrica russa eliminará deficiências na produção da Sputnik V de acordo com recomendações da OMS

Em resultado de inspeções efetuadas na Rússia, o grupo de especialistas da Organização Mundial da Saúde fez várias observações sobre a fabricação da vacina Sputnik V. Estas são ligadas principalmente à proteção do meio ambiente …

Brasil ultrapassa Índia e volta a ser líder mundial em mortes diárias por coronavírus

Em meio ao avanço da terceira onda da pandemia, o Brasil ultrapassou a Índia e voltou à liderança do número de mortes diárias por covid-19 registradas, em média. São mais de 2.000 óbitos registrados por …

Rajadas rápidas de rádio ajudarão a mapear distribuição de matéria no universo

O novo levantamento dos dados coletados pelo radiotelescópio CHIME (Canadian Hydrogen Intensity Mapping Experiment) resultou em mais de 500 rajadas rápidas de rádio devidamente catalogadas, todas feitas durante o primeiro ano de atuação do telescópio. Agora, …

Lider da UE chama lei húngara anti-LGBT de vergonha

Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, afirma que vai usar poderes de que dispõe para garantir direitos de todos os cidadãos do bloco. Países pediram à UE que agisse. A presidente da Comissão Europeia, …

Apesar de ter vacinado mais da metade da população, Israel teme 2ª onda de Covid

O primeiro-ministro israelense, Naftali Bennett, alertou nesta terça-feira que o país pode enfrentar uma nova onda de coronavírus. Segundo ele, o aumento do número de doentes, causado pela chegada da variante Delta, “importada” por …

Cientistas resolvem enigma de esculturas de pedra de 3.200 anos da Turquia

Um recente estudo permitiu descobrir finalmente o significado e a função dos relevos em pedra criados há 3.200 anos no santuário de Yazilikaya, na Turquia, após 200 anos de conjeturas. No século XIII a.C., a alguns …

EUA não devem esperar retomada do diálogo com Pyongyang, diz irmã de Kim Jong-un

As expectativas de retomada do diálogo entre os EUA e a Coreia do Norte são erradas, podendo levar a uma "decepção ainda maior", declarou a irmã do líder norte-coreano. Na terça-feira (22), Kim Yo Jong, alta …

Ministro da Saúde diz que não há mudança de estratégia para a Coronavac

No início desta segunda-feira (21), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, revelou que não haverá qualquer mudança de estratégia para a aplicação da CoronaVac. A declaração do ministro foi feita em audiência ao Senado Federal, revelando …

Há 80 anos, Hitler invadia a URSS – e começava a perder a guerra

Adolf Hitler e seus generais vinham planejando há meses para este momento. No domingo, 22 de junho de 1941, havia chegado a hora: às 3h15 da manhã, a Wehrmacht, forças armadas nazistas, atacou a União …

Com apenas 2% da população imunizada, África quer fabricar suas próprias vacinas anticovid

A África do Sul anunciou nesta segunda-feira a primeira etapa para capacitar seu continente na produção de vacinas anticovid. A conclusão do projeto ainda não tem data prevista, mas a iniciativa já é vista …