Diana, a princesa que lutou por uma monarquia menos rígida e mais popular

Nick Parfjonov / Wikimedia

Diana de Gales, a Princesa do Povo

O Reino Unido lembra amanhã, 31 de agosto, o 20º aniversário da morte de Diana de Gales, mãe dos príncipes William e Harry, que lutou a favor de uma monarquia britânica menos rígida e mais próxima de seus súditos.

Por ocasião da data, documentários sobre a vida da princesa, exposições com seus vestidos e objetos pessoais e imagens inéditas foram divulgados e mostraram alguns de seus segredos mais íntimos.

Diana, que estava divorciada do herdeiro ao trono britânico, o príncipe Charles, morreu em um acidente de trânsito em Paris.

Seus filhos quiseram homenageá-la mostrando ao público, em um documentário transmitido recentemente, uma coleção de fotos carinhosas e até então inéditas, que mostram uma Diana alegre aproveitando um piquenique ou passando um dia em um parque de diversões.

Com esse documentário, os príncipes quiseram aproximar os valores da sua mãe das novas gerações, como seu trabalho para ajudar aos mais desfavorecidos ou sua campanha para combater as minas terrestres.

William e Harry disseram no documentário “Diana, a nossa mãe: vida e legado”, transmitido há algumas semanas pela emissora ITV, que falar sobre a trágica morte “teve um efeito balsâmico“, ainda que tenham ressaltado que se tratava da “última vez que o fariam de uma forma tão sincera”.

Talvez uma das declarações mais reveladoras foi a do príncipe Harry, que se expressou pela primeira vez sem rodeios e criticou os ‘paparazzi’ que a seguiram pelo túnel da Ponte de l’Alma, em Paris, e fizeram fotos do local do acidente enquanto sua mãe morria no banco de trás do veículo.

Por sua vez, William mostrou ter um estilo de monarquia próxima do povo ao estilo de sua mãe, como pôde ser visto em junho, quando o príncipe consolou as vítimas do devastador incêndio na Torre Grenfell, no oeste de Londres, no qual pelo menos 80 pessoas morreram.

A BBC também transmitiu o documentário “Diana em suas próprias palavras”, composto por áudios e vídeos gravados pelo seu professor de oratória, Peter Settelen, e nos quais a princesa contava detalhes da sua vida particular e pública.

Em alguns trechos do vídeo é possível escutar Diana falando que estava em um “casamento a três”, em referência à relação extramatrimonial que Charles tinha com Camilla Parker Bowles, a atual duquesa da Cornualha e esposa do príncipe de Gales.

Por ocasião do aniversário, o povo britânico volta a lembrar uma das mulheres mais famosas do mundo, que se caracterizava pela sua elegância, seu trabalho humanitário e por ser generosa e ter “compaixão e vocação de serviço”, como contou Tessy Ojo, diretora da entidade beneficente Diana Awards, dedicada a ajudar aos jovens mais desfavorecidos.

Diana estava em um carro com seu namorado, Dodi al Fayed, quando aconteceu o acidente fatal, depois que ‘paparazzi’ os perseguiram desde que saíram do hotel Ritz. Na tragédia também morreram Dodi e o motorista, Henri Paul.

Diana, ou simplesmente Lady Di, é lembrada no Reino Unido como a “princesa do povo”, como disse o ex-primeiro-ministro Tony Blair após saber da sua morte naquele domingo, 31 de agosto de 1997.

Ciberia // EFE

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …