Trump lança Comando Espacial dos EUA

Gage Skidmore / Flickr

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

SpaceCom terá função de assegurar a defesa dos EUA a partir do espaço, contrapondo-se às ameaças da China e Rússia, que, segundo o Pentágono, já investem na guerra espacial.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, lançou nesta quinta-feira o novo Comando Espacial dos Estados Unidos, estabelecido pelo Pentágono para manter o domínio americano na última e definitiva fronteira militar. O SpaceCom cria no espaço um novo palco de combates, principalmente com a utilização de satélites e aeronaves de grande altitude.

Este é um dia marcante, em que reconhecemos a centralidade do espaço na defesa e segurança da América”, disse Trump em cerimônia na Casa Branca. O novo comando deverá “assegurar que a superioridade no espaço jamais seja questionada ou ameaçada”.

“Os perigos para o nosso país evoluem constantemente, e nós também devemos evoluir”, disse Trump. “Nossos adversários já armam a órbita terrestre com novas tecnologias que visam satélites americanos fundamentais tanto nas operações nos campos de batalha quanto em nosso modo de vida em casa.”

“Nossa liberdade de operar no espaço é também essencial para detectar e destruir qualquer míssil lançado contra os EUA“, acrescentou. A Força Aérea americana já realiza operações balísticas no espaço, que serão agora reforçadas pelo SpaceCom. O novo órgão de defesa promoverá sistemas especializados e treinamentos para futuros combates no espaço.

Chefes das Forças Armadas do país alertam que China e a Rússia representam ameaças crescentes ao domínio americano no espaço. O general da Força Aérea John Raymond, que vai coordenar o novo comando, disse antes da cerimônia na Casa Branca que as duas nações rivais já destinam grandes somas para suas operações espaciais, as quais, em caso de conflito, seriam capazes de comprometer a superioridade americana.

As agressões variam de interferências nas comunicações e em satélites de GPS até ataques de mísseis lançados a partir do solo para destruir satélites, como demonstrou a China em 2007.

“Estamos num ponto de inflexão estratégico em que não há nada que façamos como força conjunta de coalizão que não seja viabilizado a partir do espaço”, disse Raymond. “Estou convencido de que o espaço é um domínio de combates de guerra. Estou convencido de que nosso modo de vida e nosso modo de guerrear dependem das capacidades espaciais.”

Na verdade, Trump possuía ambições maiores em termos de guerra espacial. Em junho de 2018 ele ordenou a criação da Força Espacial (Space Force), que se tornaria um braço das Forças Armadas, assim como o Exército, Marinha, Guarda Costeira, os Marines e a Força Aérea.

Essa medida, muito mais complexa e custosa, necessitaria de aprovação no Congresso. Muitos no Pentágono se opõem à ideia, da qual Trump ainda não desistiu. “O Comando Espacial será seguido do estabelecimento da Força Espacial dos EUA como a sexta ramificação das Forças Armadas”, afirmou. “A Força Espacial vai organizar, treinar e equipar guerreiros para dar apoio à missão do SpaceCom.

O SpaceCom é o 11º comando estabelecido pelo Pentágono em dois anos. Em 2018, o governo lançou o CyberCom, para reconhecer as ameaças de ataques online e a necessidade de defesa nessa área.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Metade da matéria do universo havia sumido, mas foi encontrada

Uma equipe internacional de pesquisadores parece ter finalmente resolvido o “problema dos bárions desaparecidos”. Bárion é uma classificação genérica para um tipo partículas que engloba prótons e nêutrons. Estas partículas, por sua vez, são os blocos …

Máscara elétrica autolimpante que carrega celular deverá custar apenas 1 dólar

Devido à pandemia do coronavírus, diversos especialistas alertam para a, cada vez mais real, possibilidade de usarmos máscaras para sair de casa até, no mínimo, o final do ano. Por isto, diversas empresas estão estendendo …

Bolsonaro bate recorde de rejeição, mostra Datafolha

Na primeira pesquisa feita após divulgação de vídeo da reunião ministerial, 43% dos entrevistados consideram governo ruim ou péssimo. Entre os quatro últimos presidentes eleitos, Bolsonaro é o pior avaliado. O índice de rejeição ao presidente …

Renault detalha plano econômico e anuncia 4.600 cortes na França

A empresa automobilística revelou nesta sexta-feira seu plano de cortes no país que integra um plano de economias de cerca de € 2 bilhões (cerca de R$ 12 bilhões) em três anos. A Renault …

Asteroide que dizimou os dinossauros teria atingido a Terra em "ângulo letal"

A teoria mais aceita é a de que os dinossauros foram extintos após um asteroide atingir a Terra de maneira catastrófica há 66 milhões de anos, causando danos sem precedentes em todo o planeta. Agora, segundo …

Repórter da CNN é preso ao vivo em protesto por morte de homem negro. Trump pede tiros em manifestantes

Minneapolis vive uma escalada de violência provocada por um policial branco que matou, de forma brutal, um homem negro. George Floyd foi asfixiado pelo joelho do oficial enquanto era filmado em plena luz do dia. Nem …

Diário de oficial nazista revela suposta localização de toneladas de ouro em castelo

Pesquisadores que buscam bilhões de dólares em tesouros nazistas roubados da Europa acreditam ter encontrado a localização de toneladas de ouro debaixo de antigo castelo alemão. Os pesquisadores acreditam ter encontrado 28 toneladas de ouro roubadas …

Coreia do Sul registra aumento de casos de coronavírus e teme nova onda da epidemia

A Coreia do Sul anunciou nesta quinta-feira (28) o maior aumento de novas contaminações por coronavírus em quase dois meses, devido a um surto de casos em um armazém de uma empresa de comércio …

Desigualdade eleva letalidade da covid na favela, diz estudo

Quase todos os dias, com ou sem pandemia, a diarista Joceliane Gomes Santos de Freitas, 29 anos, sai de casa às 7h em Barra do Ceará, comunidade de Fortaleza onde mora com o marido e …

Descoberta galáxia raríssima em forma de "anel de fogo" a 10 bilhões de anos-luz

Astrônomos capturaram uma imagem de uma galáxia localizada a cerca de 10,8 bilhões de anos-luz de distância. Mas o que realmente impressionou os pesquisadores é que se trata de um tipo muito raro: uma galáxia …