Dois em cada três casos de câncer são azar

https://secure.flickr.com/photos/tim_ellis/402207052/sizes/l

tim_ellis / Flickr

Cerca de dois terços das mutações que causam câncer se devem a “erros” que ocorrem ao acaso durante a replicação do DNA, segundo um estudo publicado nesta quinta-feira pela revista especializada “Science”.

Uma nova pesquisa, feita pelos cientistas Cristian Tomasetti e Bert Vogelstein, do Johns Hopkins Kimmel Cancer Center, dos Estados Unidos, se baseia em um novo modelo matemático baseado no sequenciamento do DNA e em dados epidemiológicos recolhidos em todo o mundo.

Os mesmos dois pesquisadores já tinham divulgado conclusões semelhantes numa pesquisa de 2015. A nova pesquisa foi publicada esta sexta-feira (24) na revista Science.

“É bem sabido que devemos evitar fatores ambientais, como fumar, para diminuir o risco de contrair câncer. No entanto, não é tão sabido que, cada vez que uma célula normal se divide e replica seu DNA para produzir duas novas células, comete múltiplos erros“, afirmou Tomasetti, professor de bioestatística.

Esses equívocos são uma “potente fonte de mutações cancerígenas que historicamente foram subestimadas do ponto de vista científico”, por isso o novo estudo apresenta a “primeira estimativa da fração das mutações causadas por esses erros”.

Os autores da pesquisa incentivam a população a evitar agentes ambientais ou estilos de vida que aumentam o risco de sofrer um câncer, mas, mesmo assim, muitas pessoas terão a doença pela natureza perigosa desses erros genéticos.

Nesse contexto, ressaltou Vogelstein, codiretor do Ludwig Center, são “urgentemente” necessários métodos para detectar o câncer mais cedo, “enquanto é ainda curável”.

Os cientistas admitem que suas conclusões estão de acordo com estudos epidemiológicos que indicam que aproximadamente 40% dos cânceres podem ser prevenidos caso sejam evitados entornos ou estilos de vida pouco saudáveis.

Tomasetti e Volgesltein enfatizam que o estudo demonstra que o câncer, às vezes, atinge pessoas que cumprem todas as regras de uma vida saudável – não fumar, dieta equilibrada, peso ideal e exposição pouca ou nula a agentes cancerígenos – e que não têm um histórico familiar da doença.

Essa situação suscita com frequência no paciente a pergunta “por que eu?“, para a qual os especialistas dizem ter achado a resposta: erros ao acaso na replicação do DNA. “Esses cânceres serão produzidos independentemente do quão perfeito for o ambiente“.

Os pesquisadores chegaram a essa conclusão após analisarem as mutações que provocam um crescimento anormal das células em 32 tipos de câncer, nos quais 65% das mutações cancerígenas resultaram dos erros na replicação do DNA.

Segundo os autores do estudo, são necessárias em geral duas ou mais mutações de genes críticas para que se desencadeie um câncer. Em uma pessoa, essas mutações podem se dever a erros ao acaso em replicação do DNA, ao ambiente ou a genes herdados.

Tendo essa circunstância em conta, os cientistas usaram seu modelo matemático para mostrar, por exemplo, que no caso do câncer de pâncreas, 77% das mutações se devem a erros ao acaso na replicação do DNA.

Em outros tipos de câncer, como o de próstata, o cerebral e o nos ossos, mais de 95% das mutações ocorrem devido a essa mesma causa. Vogelstein acredita que o estudo deveria consolar os pacientes que evitaram os fatores de risco.

Não é culpa sua. Nada do que fez ou não fez foi responsável por sua doença”, afirmou.

// EFE

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …