Donald Trump quer professores armados nas salas para acabar com tiroteios em escolas

Kevin Lamarque / Reuters

Donald Trump

O presidente dos Estados Unidos recebeu nesta quarta-feira (21) na Casa Branca professores, estudantes e familiares das vítimas do tiroteio da Florida.

Donald Trump sugeriu que armar professores poderia ser a solução no que toca a prevenir massacres como o de quarta-feira da semana passada quando, em uma escola da Florida, um rapaz de 19 anos, Nikolas Cruz, entrou armado e causou 17 mortes.

Depois de se reunir com os sobreviventes do tiroteio, o presidente disse: “Se tivéssemos um professor especialista em armas de fogo, o ataque poderia terminar muito rapidamente”. Donald Trump admitiu saber que a ideia seria controversa, segundo a Reuters.

Em semicírculo, no restaurante estatal da Casa Branca, o presidente dos Estados Unidos ouviu professores, familiares das vítimas e estudantes que exigem mudanças para que novos massacres não voltem a acontecer.

Trump se comprometeu a tomar medidas para melhorar a verificação de antecedentes de quem adquire armas de fogo, avança a RT.

Na reunião participaram seis estudantes da escola que foi pega de surpresa por Nikolas Cruz que, com uma semiautomática AR-15, matou indiscriminadamente quem aparecia à sua frente.

Por fim, o presidente assegurou a todos os participantes da reunião que sua administração trataria de fazer “firmeza” nas melhorias para comprovar antecedentes e a saúde mental dos alunos em um esforço para tornar as escolas mais seguras.

Esse foi o 18º tiroteio em uma escola dos Estados Unidos só em 2018, e o segundo mais mortífero desde o de Sandy Hook, que aconteceu em 2012 e fez 26 mortos.

De acordo com a Everytown Research, que contabiliza tiroteios em escolas e universidades desde 2013, 291 tiroteios aconteceram em escolas dos EUA desde 2013, ou seja, uma média de um por semana.

Trump precisou ser lembrado de mostrar empatia com vítimas de tiroteio

Durante a reunião, Donald Trump segurou uma folha que acabou fotografada pelos jornalistas presentes. A página tinha cinco pontos, como: “O que gostariam que eu soubesse sobre a sua experiência?”, “O que podemos fazer para ajudá-los a se sentirem seguros?”.

O ponto três e quatro são imperceptíveis, mas o que está captando a atenção é o ponto cinco: “I hear you“, que traduzido literalmente, seria “eu escuto vocês”, mas a expressão poderia ser traduzida como “eu entendo vocês”.

De acordo com o Jornal de Notícias, vários canais de comunicação norte-americanos e utilizadores de redes sociais criticaram o presidente por, aparentemente, precisar ser lembrado de mostrar empatia para com as vítimas.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

COVID-19: produção de vacina pode causar morte de meio milhão de tubarões, alertam especialistas

Óleo natural feito a partir do fígado dos tubarões é um componente-chave entre os ingredientes utilizados por vários candidatos a vacina contra a COVID-19. A Shark Allies, uma organização de defesa aos tubarões, da Califórnia, EUA, …

Quem é Amy Barrett, a indicada de Trump para Suprema Corte?

Se aprovada pelo Senado, atual juíza federal e católica devota poderá influenciar a vida pública dos EUA por décadas e mover de vez a composição da Corte para uma orientação conservadora. Se no Brasil o presidente …

Uber ganha 18 meses de licença para atuar em Londres

Após uma longa batalha jurídica, a Uber ganhou uma licença para restabelecer suas operações em Londres pelos próximos 18 meses. Em novembro de 2019, a empresa havia sido impedida de atuar na capital inglesa, depois que …

Testes de DNA da moda não identificam indígenas brasileiros

Testes de DNA estão na moda. Se você pensou em exames para comprovar paternidade ou algo nesse sentido: não é disso que estamos falando (embora pudéssemos). A nova tendência — entre aqueles que têm condições para …

EUA e Brasil querem barrar governo Maduro na Organização Pan-Americana da Saúde

Os Estados Unidos, o Brasil e outros 11 países rejeitaram nesta segunda-feira (28) a legitimidade do governo de Nicolás Maduro na Venezuela para participar do Conselho Diretor da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas). A …

Água líquida em Marte: descobertas mais reservas no polo sul do Planeta Vermelho

Em 2018, pesquisadores italianos anunciaram que haviam encontrado evidências da existência de água líquida em Marte, abaixo da calota polar sul. Agora, a equipe voltou em mais uma série de informações que não apenas sustentam essa …

Cientistas russos encontram nova forma de tratamento para covid-19

Uma equipe de cientistas russos sugeriu tratar os pacientes gravemente afetados pelo coronavírus SARS-CoV-2 da mesma maneira que são tratados alguns casos de intoxicação. De acordo com os especialistas do Instituto de Pesquisa de Medicina de …

Covid-19 já causou a morte de um milhão de pessoas no mundo

Nove meses após seu surgimento na China, a pandemia de Covid-19 superou, neste domingo (27), o número simbólico de um milhão de mortos no mundo. No total, o coronavírus causou 1.000.009 mortes e 33.018.877 casos …

Homem que comia alcaçuz todos os dias morre e médicos alertam sobre riscos à saúde

Um homem de 54 anos morreu após consumir alcaçuz em excesso. Segundo os médicos do Hospital Geral de Massachussets (EUA), após duas semanas ingerindo alcaçuz preto em excesso, o homem teve uma overdose de uma …

Conflito armado se acirra na fronteira entre Armênia e Azerbaijão

A Armênia e o Azerbaijão se acusaram mutuamente neste domingo (27/09) de iniciar confrontos mortais na região separatista de Nagorno-Karabakh, na fronteira entre os dois países, em meio a uma disputa territorial de décadas. Ao …