Eleição para governador do Amazonas terá lei seca e esquema de segurança

Marcelo Camargo/ABr

Neste domingo (6), de meia-noite às 18h, o consumo de bebida alcoólica estará proibido em bares, restaurantes, supermercados, mercearias e estabelecimentos similares, e ainda em locais abertos ao público, em todo o Amazonas, devido a nova eleição para governador.

Dez mil servidores estão mobilizados para garantir a segurança da votação e a chegada das urnas aos lugares remotos do estado.

Nesse dia, mais de 2,3 milhões de eleitores do estado voltam às urnas após o Tribunal Superior Eleitoral cassar, em maio, os mandatos do ex-governador José Melo (Pros) e do seu vice Henrique Oliveira (Solidariedade), e determinar a realização de um novo pleito. Eles foram condenados por compra de votos nas eleições de 2014.

A proibição do consumo de bebidas consta em uma portaria assinada pelo Presidente do Tribunal Regional Eleitoral do estado, desembargador Yêdo Simões, e pelo Secretário de Segurança Pública, Sérgio Lúcio Fontes.

No documento, eles argumentam que “a bebida alcoólica afeta a capacidade de discernimento do ser humano e o seu consumo pode gerar transtornos e comprometer a boa ordem dos trabalhos eleitorais e o exercício democrático do voto”.

Além disso, a portaria esclarece que em pleitos anteriores, a proibição resultou em redução no número de ocorrências e de distúrbios nos locais de votação.

O descumprimento da medida caracteriza crime de desobediência previsto no Código Eleitoral Brasileiro, que pode levar a prisão e pagamento de multa.

Nas eleições municipais de 2016, 72 bares foram fechados no Amazonas por descumprirem a Lei Seca, de acordo com informações da Polícia Civil.

Segurança

Mais de 4.200 militares do Exército, da Marinha e da Força Aérea vão atuar nas operações de segurança e logística durante a Eleição Suplementar do Amazonas. Segundo desembargador Yêdo Simões, por causa da realidade geográfica do estado, o apoio das Forças Armadas é fundamental.

“A presença desses organismos militares e dos órgãos de segurança do estado garantem que será uma eleição bem-sucedida e que o eleitor poderá exercer com liberdade o voto”, ressaltou o desembargador.

O Exército vai utilizar três helicópteros para transportar as urnas eletrônicas aos locais de difícil acesso. Os militares vão se deslocar até sábado, pelos rios Negro e Solimões, para 20 municípios do interior.

No total, dez mil servidores dos órgãos do Sistema de Segurança Pública do Amazonas, das Forças Armadas e de órgãos federais, estaduais e municipais vão atuar no pleito de domingo, como parte de um Plano Integrado de Segurança.

O objetivo é coibir crimes eleitorais e garantir a a tranquilidade da votação nos 1.508 locais. Também haverá um monitoramento por meio de 284 câmeras, a maioria instalada em Manaus.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Como é feito o café descafeinado? A bebida é realmente livre de cafeína?

O café é uma das bebidas mais populares do mundo, e seus altos níveis de cafeína estão entre os principais motivos. É um estimulante natural e muito popular que dá energia. No entanto, algumas pessoas preferem …

“Carros elétricos não são a solução para a transição energética”, diz pesquisador

Peter Norton, autor do livro “Autonorama”, questiona marketing das montadoras e a idealização da tecnologia. Em viagem ao Brasil para o lançamento de seu livro “Autonorama: uma história sobre carros inteligentes, ilusões tecnológicas e outras trapaças …

Método baseado em imagens de satélite se mostra eficaz no mapeamento de áreas agrícolas

Modelo criado no Inpe usa dados da missão Sentinel-2 – par de satélites lançado pela Agência Espacial Europeia para o monitoramento da vegetação, solos e áreas costeiras. Resultados da pesquisa podem subsidiar políticas agroambientais Usadas frequentemente …

Como o Brasil ajudou a criar o Estado de Israel

Ao presidir sessão da Assembleia Geral da ONU que culminou no acordo pela partilha da Palestina em dois Estados, Oswaldo Aranha precisou usar experiência política para aprovar resolução. O Brasil teve um importante papel no episódio …

O que são os 'círculos de fadas', formações em zonas áridas que ainda intrigam cientistas

Os membros da tribo himba, da Namíbia, contam há várias gerações que a forte respiração de um dragão deixou marcas sobre a terra. São marcas semicirculares, onde a vegetação nunca mais cresceu. Ficou apenas a terra …

Mosquitos modificados podem reduzir casos de dengue

Mosquitos infectados com a bactéria Wolbachia podem estar associados a uma queda de 97% nas infecções de dengue em três cidade do vale de Aburra, na Colômbia, segundo o resultado de um estudo realizado pelo …

Chile, passado e presente, ainda deve às vítimas de violações de direitos humanos

50 anos após a ditadura chilena, ainda há questões de direitos humanos pendentes. No último 11 de setembro, durante a véspera do 50° aniversário do golpe de estado contra o presidente socialista Salvador Allende, milhares de …

Astrônomos da NASA revelam caraterísticas curiosas de sistema de exoplanetas

Os dados da missão do telescópio espacial Kepler continuam desvendando mistérios espaciais, com sete exoplanetas de um sistema estelar tendo órbitas diferentes dos que giram em torno do Sol. Cientistas identificaram sete planetas, todos eles suportando …

Em tempos de guerra, como lidar com o luto coletivo

As dores das guerras e de tantas tragédias chegam pelas TV, pelas janelinhas dos celulares, pela conversa do grupo, pelos gritos ou pelo silêncio diante do que é difícil assimilar e traduzir. Complicado de falar …

Pesquisa do Google pode resolver problemas complexos de matemática

O Google anunciou uma série de novidades para melhorar o uso educativo da busca por estudantes e professores. A ferramenta de pesquisa agora tem recursos nativos para resolver problemas mais complexos de matemática e física, inclusive …