Em estudo, pesquisadores mostram por que é tão difícil encontrar vida em Marte

ATG Medialab / ESA

O orbitador TGO (Trace Gas Orbiter) e seu módulo de entrada, descida e pouso, Schiaparelli, em aproximação a Marte

Julho de 2020 foi um mês agitado: três missões foram lançadas com destino ao Planeta Vermelho e, entre elas, está a missão Mars 2020, da NASA, levando consigo o rover Perseverance e helicóptero Ingenuity rumo a Marte.

A ideia é que o Perseverance busque bioassinaturas, ou seja, possíveis sinais de vida no Planeta Vermelho. Em pouco mais de uma década, receberemos amostras do solo marciano para serem analisadas

. Entretranto, pesquisadores da Universidade Cornell, nos Estados Unidos, e Centro de Astrobiología, da Espanha, alertam em um estudo recente que os sinais — se existirem — podem ter sido destruídos.

A argila presente na superfície de Marte poderia proteger o material molecular das possíveis formas de vida. Entretanto, o planeta já conteve fluidos ácidos que podem ser responsáveis por destruir as evidências biológicas escondidas nas rochas marcianas.

Para testar essa possibilidade, os pesquisadores simularam as condições da superfície marciana para tentar preservar a glicina, um aminoácido, em argila exposta aos fluidos ácidos.

A glicina foi escolhida porque poderia se degradar rapidamente sob as condições ambientais do planeta, explica Alberto G. Fairén, autor correspondente e, por isso, seria a informante perfeita para “denunciar” as possíveis consequências.

Depois de uma longa exposição à radiação ultravioleta semelhante àquela de Marte, os pesquisadores observaram que houve fotodegradação das moléculas da glicina. “Quando a argila é exposta a fluidos ácidos, suas camadas colapsam e a matéria orgânica não é preservada; elas são destruídas”, explica.

Na busca de vida em Marte, o solo de argila na superfície do planeta é um dos favoritos na busca por vida por ser um possível abrigo para elas.

Entretanto, a presença de ácido na superfície do planeta poderia comprometer a proteção que a argila poderia fornecer: “sabemos que os fluidos ácidos fluíram na superfície de Marte no passado, alterando a argila e a capacidade de proteger a vida orgânica”, diz Fairén. Assim, os resultados indicam a dificuldade para encontrar componentes orgânicos em Marte.

O artigo com os resultados do estudo foi publicado na revista Nature Scientific Reports.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Chilenos decidem a favor de nova Constituição por ampla maioria

Em plebiscito, quase 80% dos eleitores votam a favor de uma nova Carta Magna, em substituição à herdada da era Pinochet, e de que ela seja escrita por uma Assembleia Constituinte com igualdade entre mulheres …

'Vai comprar lá na Venezuela', rebate presidente a apoiador que reclamou de preço do arroz

O presidente Jair Bolsonaro rebateu neste domingo (25), durante passeio de moto por Brasília, crítica de apoiador sobre a alta do preço do arroz. No momento em que saia da Feira Permanente do Cruzeiro, região administrativa …

Espanha, Itália e França ampliam restrições em fim de semana com recorde de casos da Covid-19

Os líderes europeus intensificam as medidas de combate à pandemia do coronavírus, depois da alta de 42% de novos casos da Covid-19 em uma semana. A Itália reforçou neste domingo as medidas de restrição …

Pistachio, o cãozinho filhote que nasceu com pelo verde na Itália

O fazendeiro italiano Cristian Mallocci esperava uma ninhada normal de cachorros de sua cadelinha labradora. Entretanto, ao ver os filhotinhos que nasceram, ele percebeu que um era um pouquinho diferente. ‘Pistachio’, como foi nomeado posteriormente, …

Fóssil de pterossauro nunca antes visto de 100 milhões de anos é descoberto na China

Um novo gênero e uma nova espécie de pterossauro dsungaripterídeo, que viveu durante o Cretáceo Inferior, foram catalogados na China após análise de uma mandíbula inferior incompleta. Pterossauros eram répteis voadores que viveram simultaneamente com os …

A consciência é um campo energético: afirma estudo

Uma nova ideia incomum em neurociência sugere que nossa consciência é derivada de um campo de ondas eletromagnéticas emitidas pelos neurônios quando disparam suas cargas elétricas. A ideia é que essas ondas de atividade elétrica sejam …

Pais gays viram alvo de investigações na Rússia

Alguns anos atrás, o advogado Vladimir (nome modificado), morador de uma grande cidade russa, decidiu ter um filho com o auxílio de uma mãe de aluguel. Sua família inteira ficou contente quando uma menina nasceu. …

Líbano: Saad Hariri volta ao posto de primeiro-ministro para formar novo governo

Saad Hariri foi nomeado novamente primeiro-ministro do Líbano, com o desafio de chegar a um acordo com as várias forças políticas do país e formar um governo capaz de realizar as reformas necessárias para …

Alunos incentivam câmeras ligadas para que professores não ‘falem’ com telas em branco

Para amenizar a sensação de solidão de professores em aulas online, alunos norte-americanos começaram a usar o TikTok para incentivar mais estudantes a abrirem as câmeras durante encontros educacionais à distância. A usuária da rede social …

Identificada a causa da maior extinção em massa na história da Terra

A vida na Terra tem uma história longa, mas também extremamente turbulenta. Em mais de uma ocasião, a maioria de todas as espécies foi extinta e uma biodiversidade já altamente desenvolvida reduziu para um mínimo …