Bolsonaro chama manifestantes pró-democracia de “viciados” e “marginais”

Marcelo Camargo / Agência Brasil

Jair Bolsonaro

Em live, presidente pede que seus apoiadores não participem de atos contra o governo, convocados por torcidas e movimentos sociais para o próximo domingo, e volta a classificar grupos “antifa” de terroristas.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, em live na noite desta quinta-feira (04/06), que manifestantes que pretendem protestar contra o seu governo no próximo domingo são “viciados”, “marginais” e “terroristas”. Ele pediu que seus apoiadores não participem dos atos.

“Não vá, não compareçam a esse movimento, que esse pessoal não tem nada a oferecer para nós. Bando de marginais. Muitos ali são viciados. Outros ali têm costumes que não condizem com a maioria da sociedade brasileira. Eles querem o tumulto, querem o confronto“, disse Bolsonaro em sua live semanal no Facebook.

O presidente usou grande parte da transmissão para criticar os manifestantes que seu autodenominam antifascistas, ou “antifa”. Ele classificou tais grupos como a “terceira onda” causada pela pandemia da covid-19, atrás da crise de saúde e da crise econômica.

“Pessoal, domingo, ninguém comparece, é um pedido meu, neste evento. Vamos ficar ligados que este pessoal do antifas, o novo nome dos black blocs, quer roubar a tua liberdade”, reforçou Bolsonaro.

“Não é porque está escrito uma faixa democracia que eles estão defendendo democracia. Os caras estão ali fazendo o papel deles, no meu entender, de terroristas”, criticou. “Não estou torcendo pra ter quebra-quebra, mas a história nos diz que esses marginais de preto, com soco inglês, barra de ferro, queimam estações de trem”, disse, em outro trecho.

Atos em defesa da democracia e contra o governo Bolsonaro foram convocados para o próximo domingo por grupos ligados a torcidas organizadas, centrais sindicais, movimentos sociais e partidos de esquerda em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Salvador.

“No próximo domingo vamos à Avenida Paulista pela democracia. Todos de máscara e garantindo o distanciamento para não propagar o vírus. Pela vida e contra o fascismo. Aqui está o povo sem medo de lutar!”, lê-se na convocatória do grupo Mais Democracia, por exemplo.

Manifestações do tipo já ocorreram no último fim de semana. Em São Paulo, torcidas organizadas de clubes rivais, entre eles Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos, foram à Avenida Paulista defender a democracia e se opor à escalada autoritária do governo federal e de seus apoiadores.

O ato se encontrou com um pequeno grupo de defensores de intervenção militar e acabou reprimido pela Polícia Militar com o uso de bombas de gás lacrimogêneo. O presidente da Associação Nacional das Torcidas Organizadas do Brasil, Alex Sandro Gomes, declarou ao portal UOL que há movimentos semelhantes sendo organizados em 14 unidades da Federação.

Nesta quarta-feira, Bolsonaro já havia classificado os membros do movimento “antifa” como “marginais” e “terroristas”. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, também ameaçou nos últimos dias denunciar o movimento como organização terrorista.

O movimento “antifa” nasceu na Alemanha há um século, no período entreguerras, e nunca desapareceu totalmente da cena alemã. Hoje, ele se associa a diferentes causas, o que torna difícil uma definição precisa.

// DW

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Samsung pode ser beneficiada por tensão entre China e Índia

Enquanto os exércitos da China e da Índia se estranham na fronteira entre os dois países, quem pode sair ganhando com a rivalidade é uma empresa sul-coreana. A Samsung deve ser a principal beneficiada com o …

Com epidemia de Covid-19 controlada, Cuba inicia retomada do turismo internacional

Enquanto o coronavírus segue se propagando pelo continente americano, Cuba garante que a epidemia está controlada no país e reabre algumas praias ao turismo internacional. No total, país registrou pouco mais de 2.300 contaminações …

Pesquisadores encontram novos dados sobre época de Genghis Khan

Grande parte da vida de Genghis Khan permanece ainda um mistério, mas um novo estudo de pesquisadores da Austrália e Mongólia fornece novos dados sobre sua época. Genghis Khan, que teria vivido entre 1162 e 1227, …

Índia vê casos explodirem e vira um dos epicentros da pandemia

Com quase 700 mil casos de covid-19, a Índia ultrapassou a Rússia e se tornou nesta segunda-feira (07/07) o terceiro país mais atingido pela pandemia de covid-19 em todo o mundo. O Ministério da Saúde indiano …

Filho interrompe ao vivo de repórter para pedir biscoitos

Em mais uma das patacoadas do home-office, a jornalista Deborah Haynes da Sky News acabou sendo interrompida por seu filho, que fez um pedido bastante singelo para a mãe: ele queria alguns biscoitos. O vídeo foi …

Encontrados metais em crateras da Lua que podem dar pistas sobre sua formação

A hipótese mais aceita sobre a formação da Lua diz que ela surgiu após a colisão entre a Terra e um planeta do tamanho de Marte, chamado Theia. O suposto evento é chamado de “hipótese …

Coronavírus empurra Cuba de volta à crise

Apesar de a covid-19 estar sob controle no país, os problemas econômicos têm se agravado, e a já difícil situação de abastecimento se torna mais crítica. Segundo semestre deve ser ainda pior na ilha caribenha. Cuba …

Boicote ao Facebook: como a debandada de grandes anunciantes pode afetar sobrevivência da rede social

Boicotes podem ser extremamente eficazes: é o que o Facebook está descobrindo. No final do século 18, o movimento abolicionista encorajou o povo britânico a ficar longe de bens produzidos pelos escravos. Funcionou. Cerca de 300 …

Cientista conta quais formas de vida os humanos podem encontrar em Marte

A humanidade tem cada vez mais chances de conhecer outras formas de vida, conforme desenvolve suas capacidades de exploração espacial. Em Marte, poderemos encontrar organismos introduzidos por veículos espaciais e modificados sob influência das condições no …

O coronavírus do ocidente é uma versão mais perigosa do que a original

Esforços são realizados para identificar se o vírus SARS-CoV-2, causador da Covid-19, passou por mutações em relação ao primeiro identificado em Wuhan, na China, em dezembro do ano passado. Em abril, um estudo não revisado pelos …