Empresário constrói centro para atender 600 idosos de graça

Um empresário de Sarandi, no Rio Grande do Sul (RS) construiu um Centro de Convivência para Idosos, com recursos próprios, para atender de graça 600 pessoas acima de 60 anos.

Maurício Gehlen inaugurou o centro no último dia 14 de abril em Paranavaí. O local terá atividades recreativas, educativas, oficinas e cursos de computação, culinária, artesanato, dança, mais sala de jogos, vôlei, ginástica, alongamento, pilates, musculação e hidroginástica.

Para as caminhadas, foi construída uma pista no entorno de um jardim japonês, com flores, árvores e folhagem tradicionais terá um lago com carpas.

Investimento

Para a obra física e a aquisição de equipamentos e mobiliário, o empresário investiu cerca de R$ 5 milhões. “O importante não é o que você investe, mas o retorno social deste investimento. Os nossos idosos querem ser valorizados, se sentirem úteis e se socializar”, disse o empresário ao Diário RS.

A inspiração veio de uma infância de dificuldades em 1968. “Eu nasci em Sarandi, mas ainda muito pequeno mudamos para uma cidade vizinha, chamada Chapada. Papai trabalhava como frentista num posto de gasolina. E chegamos praticamente a passar fome naquela época, quando eu tinha uns sete para oito anos”, conta o industrial.

“Só tinha um quarto. Dormíamos todos – meus pais, minha irmã e eu – no mesmo quarto. Entre os 11 e 14 anos, depois da escola ajudava papai, era engraxate à tarde e à noite ajudava no restaurante novamente. Depois, arrumei uma caixa de isopor e fui vender sorvetes”, conta.

Empresário

Formado em Química, logo passou a atuar em indústrias de processamento de mandioca. Em 1989 chegou a Paranavaí, sendo consultor de uma indústria, depois criou a própria empresa e finalmente achou um parceiro que aceitou investir numa fórmula de amido modificado de mandioca para pão de queijo.

O amido permitia a produção de pão de queijo sem necessidade de escaldar a massa. O produto não existia no mercado. Hoje, a empresa Podium Alimentos é a líder nacional do setor, dominando 25% dele.

Em 2013, fez uma viagem ao Japão, quando conheceu entidades de atenção ao idoso.

Ficou apaixonado pela ideia e criou o Instituto Maurício Gehlen (IMG), um centro para idosos. “É até uma forma de homenagear meus pais, que morreram em 2004, num acidente de carro. É uma forma de expressar minha gratidão a eles. Como os perdi e não posso dar atenção a eles, que partiram cedo, farei isto com outros idosos”, diz.

Centro de Convivência

Pra funcionar, o Centro de Convivência, assim como uma empresa, terá metas. “Mas é uma meta intangível. É dar qualidade e prolongar a vida dos assistidos”, diz ele, acrescentando que o CCI terá uma gestão empresarial.

Ele dá dois exemplos: para circular no centro todos deverão usar crachás, como nas empresas e 42 câmeras vão monitorar o centro. “Se uma família nos ligar ou vier pessoalmente e precisar falar com um idoso que está aqui, rapidamente vamos encontrá-lo. Temos que dar respostas rápidas às demandas como numa empresa”, diz ele.

Para Maurício, o CCI é “um sonho realizado. É uma sensação de poder manifestar gratidão pelo que a vida me deu. Me dá prazer dizer que é mais uma missão cumprida”.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Criatura “alienígena” é encontrada em praia na Nova Zelândia

Uma família neozelandesa passeava ao longo de uma praia no norte de Auckland quando encontraram uma bizarra criatura vermelha em forma de bolha. A criatura, que foi identificada como uma espécie específica de medusa, tem um …

Veneza quer proibir turistas de sentarem ou deitarem no chão

Veneza, famosa pelos seus canais, testemunhou um dilúvio de turistas nos últimos anos, que ultrapassa em muito a população residente e sobrecarrega a cidade. As autoridades da cidade italiana têm tomado várias medidas para travar …

Teia de aranha gigantesca cobre praia na Grécia

Um enorme teia de aranha com cerca de 300 metros cobriu uma área à beira-mar na cidade de Aitoliko, na região oeste da Grécia. A época de acasalamento das aranhas transformou a praia no pior …

Depois dos morangos, agulhas chegam às maçãs e bananas na Austrália

As autoridades australianas investigam mais de 100 casos por todo o país. Agora, além dos morangos, as agulhas também já chegaram a frutas como maçãs, bananas e mangas. A Austrália investiga uma série de casos misteriosos …

Proibição de doações empresariais não blinda política de interesses privados, afirma cientista político

Apesar da proibição do financiamento empresarial de campanhas, que vigora no país desde 2015 por força de uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), a classe empresarial continua engajada em diferentes candidaturas. Se, por um lado, …

Brasileiros são finalistas em Campeonato Mundial de Cubo Mágico

Criado nos anos 80, o cubo mágico é um dos brinquedos mais simples e fascinantes que existem. Quem nunca passou horas, dias, semanas ou até meses tentando acertar as cores de todas as faces ou …

Filhote de lobo da Idade do Gelo é encontrado preservado em mina de ouro

Enquanto procuravam por ouro nos solos gelados do território de Yukon, no Canadá, um grupo de mineiros descobriu um tesouro ainda mais raro: os corpos extremamente preservados de um filhote de lobo e de um …

Menino se despede do pai, e a foto já vale milhões (e muito mais em solidariedade)

A foto publicada no Twitter foi compartilhada milhares de vezes, gerando uma onda de solidariedade que já angariou mais de 7 milhões de rúpias. A maior parte do dinheiro servirá para ajudar a pagar as …

Programadores detectam falha de software que poderia ter destruído a Bitcoin

Programadores da Bitcoin descobriram uma vulnerabilidade de software que poderia permitir a inserção de um bloqueio na rede. O bloqueio seria capaz de derrubar todo o sistema mundial da moeda virtual. Frequentemente considerado como a grande …

Trump aconselha a Espanha a construir um muro no deserto do Saara

Donald Trump sugeriu ao governo espanhol uma medida para controlar os fluxos migratórios do Mediterrâneo. O presidente dos Estados Unidos quer que a Espanha construa um muro no deserto do Saara, na África. Depois de …