Cientista brasileira PhD em Harvard supera pobreza, preconceito e acumula prêmios na carreira

(dr) ETEC

A PhD Joana D’Arc Felix

A PhD Joana D’Arc Felix

Filha de uma empregada doméstica e de um profissional de curtume (que trabalha com o couro cru antes de enviá-lo para a indústria e atacado), Joana D’Arc Felix nasceu em Franca (SP), em uma família de situação muito humilde.

Sem dinheiro para pagar creche e nem ter com quem deixá-la, sua mãe passou a levá-la ao trabalho todos os dias. Para que ficasse quietinha enquanto ela fazia as tarefas da casa, lhe ensinou a ler com apenas 4 anos. Assim Joana passava seus dias lendo jornais e revistas.

Esta habilidade chamou atenção da diretora do Sesi, amiga da patroa. Em visita à dona da casa, viu Joana com um jornal na mão e lhe perguntou se estava olhando as fotos. Quando a pequena começou a ler perfeitamente pediu que Joana fosse à escola.

Joana foi matriculada na primeira série de uma das turmas do Sesi e conseguiu acompanhar os colegas sem nenhuma dificuldade. O antigo colegial foi concluído quando ela tinha apenas 14 anos e inevitavelmente veio o desejo de ingressar em uma universidade.

Ela não tinha dinheiro para fazer cursinho para entrar em uma universidade pública e nem para morar em outra cidade e fazer uma universidade pública caso passasse. Mesmo assim seguiu adiante.

Recebendo muito incentivo dos pais, dedicou-se a longas jornadas de estudo com o material emprestado do filho de uma professora. Foi aprovada nas disputadas Unicamp, USP e UNESP e escolheu Campinas (SP), a 330 quilômetros de casa.

Nesta fase a situação ficou bastante apertada. O dinheiro que a família mandava mal dava para pagar o pensionato, ônibus e o almoço. O patrão do pai também ajudava, mas ainda assim Joana dormiu com fome muitas vezes.

A situação só melhorou a partir do segundo semestre quando começou a fazer a iniciação científica e passou a receber uma bolsa de R$ 300 mensais da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) até o fim do curso. Cerca de R$ 100 ela mandava para os pais em Franca.

Com apenas 24 anos, ela tornou-se doutora em química industrial na Unicamp. Um dos artigos da cientista saiu no Journal of American Chemical Society, o que lhe rendeu um convite para fazer o pós-doutorado na Universidade de Harvard, nos EUA.

Sua carreira seguia bastante promissora nos Estados Unidos, quando em outubro de 2002, a súbita perda de sua irmã com apenas 35 anos e de seu pai com 1 mês de diferença, lhe trouxeram de volta ao Brasil para ajudar sua mãe na criação dos sobrinhos.

Desde então ela passou a atuar na Escola Técnica Estadual (ETEC) em Franca e desenvolve projetos de pesquisa que já somam 56 prêmios.

Os quatro sobrinhos de Joana decidiram seguir os passos da tia na carreira e ela acredita que incentivar o estudo é sua verdadeira missão tanto com os jovens da família quanto com os alunos.

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Novos hábitos devem fazer parte da vida das sociedades no pós-pandemia, dizem especialistas

Enquanto a vacina que poderá conter a disseminação do novo coronavírus não sai, o mundo seguirá lavando as mãos. exaustivamente, abusando do álcool gel (ou de desinfetantes poderosos), caprichando na limpeza de tudo o …

Coroas de buracos negros supermassivos podem ser fonte de "partículas fantasmas"

Nas profundezas do gelo antártico, estão enterrados mais de 5.000 sensores de luz, que fazem parte do Observatório IceCube, um detector de neutrinos. Em 2018, este observatório recebeu a atenção da comunidade científica de todo …

Partícula exótica nunca vista antes é descoberta no CERN

Cientistas trabalhando no Grande Colisor de Hádrons (LHC) observaram uma partícula exótica composta de quatro quarks charm. Essa é provavelmente a primeira descoberta de uma classe de partículas jamais observada pelos físicos. O quark é uma …

Lava Jato denuncia José Serra por lavagem de dinheiro

Ministério Público Federal acusa senador de ter recebido pagamentos indevidos da Odebrecht através de contas no exterior. Verônica Serra, filha do político, também é denunciada. A força-tarefa da Operação Lava-Jato em São Paulo denunciou nesta sexta-feira …

'Morra quem morrer', diz prefeito na Bahia ao decretar reabertura do comércio

O prefeito da cidade de Itabuna (BH), Fernando Gomes, declarou em vídeo divulgado nas redes sociais que autorizará reabertura de estabelecimentos comerciais em 9 de julho. Ao anunciar a implementação do decreto que autorizará reabertura do …

Édouard Philippe, premiê francês, pede demissão e deixa cargo após três anos

O primeiro-ministro francês, Édouard Philippe, apresentou sua demissão nesta sexta-feira (3) ao presidente Emmanuel Macron, que aceitou o pedido. O anúncio foi feito nesta manhã pela assessoria do palácio do Eliseu, a sede da …

Crânio achado em tumba submarina revela aparência de homem da Idade da Pedra

Oscar Nilsson, um artista forense sueco, reconstruiu virtualmente a aparência de um homem da Idade da Pedra, cujo crânio sem mandíbula foi encontrado em uma estaca dentro de uma tumba submarina de aproximadamente oito mil …

Alemanha quer eliminar extremismo de direita de tropa de elite

Com reforma, Ministério da Defesa alemão pretende "apertar o botão de reset" no KSK, unidade de elite das Forças Armadas abalada por escândalos sobre envolvimento de seus membros com extremismo de direita. A ministra alemã da …

Putin, presidente "eterno"? Para mais de 75% dos russos, a resposta é sim

Vladimir Putin, presidente "vitalício"? Essa é uma das apostas da votação que termina hoje na Rússia, e que vem sendo apoiada por cerca de 73,55% dos eleitores, que até agora votaram “SIM” neste referendo. Se …

Funcionários da Tesla são demitidos por ficarem em casa

Quando a fábrica da Tesla na Califórnia (EUA) reabriu em meados de maio, o CEO, Elon Musk, tranquilizou os trabalhadores dizendo que não precisariam ir à fábrica se "se sentissem desconfortáveis". No entanto, apesar do comunicado, …