Maconha pode reverter declínios cognitivos no cérebro de idosos

Pesquisa publicada na revista Nature Medicine sugere que a maconha pode afetar o cérebro idoso de forma bastante diferente do que nos jovens. Ao invés de prejudicar a memória e o aprendizado como acontece nos jovens, a substância parece reverter os declínios cognitivos dos ratos idosos. 

O pesquisador principal responsável pela pesquisa foi Andreas Zimmer, da Universidade de Bonn (Alemanha). Sua equipe deu doses baixas de tetra-hidrocarbinos (THC), a substância ativa da maconha, para dois grupos de ratos: jovens e idosos.

Como esperado, jovens tratados com THC tiveram um desempenho pior nos testes de memória e aprendizado. Eles demoraram mais tempo para aprender onde estavam plataformas escondidas em um labirinto de água e tiveram mais dificuldade em reconhecer ratos que já haviam encontrado antes.

Sem a droga, os ratos idosos tiveram resultados piores que os jovens, mas depois de receber o THC os ratos idosos tiveram resultados semelhantes aos dos jovens sem tratamento. “Os efeitos foram muito robustos e muito profundos”, diz Zimmer.

Quando os pesquisadores examinaram os cérebros dos ratos idosos tratados, eles notaram que os neurônios do hipocampo – região responsável pelo pensamento crítico necessário para a memória e aprendizado – haviam criado mais espinhas dendríticas, os prolongamentos dos neurônios que permitem a recepção de estímulos nervosos.

Outro fato que chamou atenção é que o padrão dos genes dos idosos tratados com THC era radicalmente diferente do que os ratos dessa idade deveriam ter. “Isso é algo que absolutamente não esperávamos: os animais mais velhos que receberam THC pareciam muito semelhantes aos jovens sem tratamento do grupo controle”, diz Zimmer

A descoberta levanta a possibilidade de THC e outros canabinóides agirem como moléculas anti-envelhecimento no cérebro.

Estudo em idosos humanos

O estudo dos efeitos da maconha em adultos mais velhos não é muito frequente, já que a maioria dos estudos foca nos jovens.

“Por causa da preocupação com a saúde pública, as pesquisas têm foco muito grande nos efeitos da marijuana na adolescência”, diz Mark Ware, um pesquisador a Universidade McGill (Canadá) que não participou do estudo com os ratos idosos.

O curioso é que o uso de maconha entre pessoas mais velhas tem aumentado drasticamente nos últimos anos, conforme a imagem negativa associada à da substância se altera.

Um estudo publicado no início de 2017 mostrou que o uso da droga por pessoas com idades entre 50 e 64 anos aumentou 60% entre 2006 e 2013, e entre idosos de mais de 65 anos, o uso saltou 250%.

Zimmer, porém, não recomenda que idosos humanos corram consumir maconha para melhorar a memória e aprendizado. Estudos ainda precisam ser feitos em humanos para averiguar se os resultados observados nos ratos também serão vistos nas pessoas.

Os pesquisadores da universidade alemã pretendem fazer exatamente isso, e já conseguiram um investimento do governo alemão. Assim que as licenças para a pesquisa forem feitas, os testes devem começar com humanos idosos com problemas cognitivos leves.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

"Gangue" de cabras selvagens toma conta das ruas de uma cidade britânica em quarentena

Um rebanho de cabras selvagens simplesmente tomou as ruas desertas de Llandudno, no País de Gales, enquanto seus residentes ficam dentro de casa para limitar a propagação do coronavírus. O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, …

Floresta tropical de mais de 90 milhões de anos é descoberta na Antártica

Os restos do que outrora teria sido uma floresta tropical na Antártica foram descobertos em uma amostra de gelo obtida no continente congelado. A floresta, que existiu há 90 milhões anos, quando os dinossauros ainda habitavam …

Há uma mensagem codificada no rover Perseverance, que será enviado a Marte

Em breve, a missão Mars 2020 levará, no rover Perseverance, três chips com os nomes de 10.932.295 pessoas ao Planeta Vermelho. Uma foto da placa onde os chips estão anexados foi divulgada, mas o que …

Brasil ruma para "tempestade perfeita" em meio a pandemia

Abril teria sido um mês ocupado para os hospitais brasileiros, de qualquer modo: enquanto a população ainda enfrentas o vírus da dengue, a estação da gripe vai começar a se manifestar. Em 2020, porém, o …

Empresa japonesa testa nova molécula contra a Covid-19

O grupo japonês Fujifilm anunciou nesta quarta-feira (1) o início de testes clínicos de seu medicamento antigripal Avigan para avaliar sua eficácia contra o novo coronavírus. Até o final de junho, o produto vai ser …

Razão pela qual tubarões caçam em torno da Europa e EUA é revelada

Tubarões e grandes prestadores marinhos evitam caçar em águas quentes equatoriais e preferem viver mais ao norte e ao sul, em zonas que compreendem a Europa, os Estados Unidos e a África do Sul. Os tubarões …

Os distanciamentos do coronavírus mudaram a maneira como a Terra se move

As pessoas têm ficado em casa para diminuir a velocidade com a qual o novo coronavírus se espalha. Mas essa atitude pode significar que o planeta também está se movendo um pouco menos. Pesquisadores que estudam …

Facebook não quis investigar desinformação vinda de site norte-americano

“Facebook” e “transparência” são duas palavras que geralmente estão juntas em pautas mais espinhosas, e desta vez não é diferente: segundo uma reportagem veiculada pelo jornal norte-americano The New York Times, a rede social mais …

Maduro denuncia navio turístico 'pirata' português que afundou embarcação da Marinha venezuelana

O presidente venezuelano Nicolás Maduro denunciou o ataque e afundamento de um barco da Marinha da Venezuela por um navio turístico "pirata", a noroeste da ilha de La Tortuga. Na noite de segunda-feira (30), o navio …

Mundo do futebol tenta atenuar perdas financeiras com reduções de salários

O mundo do futebol, como qualquer actividade que gera dinheiro e emprega pessoas, começa a sentir os efeitos do confinamento visto que em quase todas as partes do mundo não se pratica futebol e os …