Especialista pode ter encontrado a resposta para estátuas egípcias com nariz quebrado

Na arte e na simbologia religiosa do antigo Egito, a representação da figura humana era celebrada como possível receptáculo de nossas almas ou mesmo de um Deus, em estátuas que possuíam profunda função ritualística.

Passados alguns bons milhares de anos, naturalmente o efeito do tempo se faz presente, e hoje em museus por todo o mundo tais estátuas apresentam pequenos ou grandes danos sobre suas estruturas.

Curiosamente, foi para responder a uma das mais recorrentes perguntas em seu trabalho como curador no Museu do Brooklyn, que Edward Bleiberg iniciou vasta pesquisa: por que os narizes das estátuas egípcias estão sempre quebrados? Sua descoberta, no entanto, foi muito além do óbvio.

O justo padrão levou o curador a desconfiar de motivo que ia além do mero efeito do tempo – em pesquisa publicada como base para uma exposição intitulada “Striking Power: Iconoclasm in Ancient Egypt” (Poder impressionante: inconoclastia no Egito antigo, em tradução livre), exibida no ano passado.”

A consistência do padrão sobre onde os danos são encontrados nas esculturas sugere que os danos foram feitos de propósito”, afirmou Bleiberg, a partir de uma porção de motivações políticas, religiosas, pessoais e criminosas para explicar os atos de vandalismo.

A facilidade de quebrar um nariz protuberante em uma estátua explica a escolha, mas o propósito estaria em justamente reduzir a força da simbologia – e, com isso, a força enquanto império – da cultura egípcia. Pois o ato não se deu só em estátuas: em estruturas planas é comum que a figura humana tenha sido atacada ao longo da história.

Segundo Bleiberg, sem seu nariz a estátua/espírito deixa de respirar, e perde assim seus poderes – quebrar o nariz, portanto, seria uma maneira de “matar” o símbolo. E não só o nariz: destruir a representação humana na cultura egípcia foi uma arma utilizada por inimigos desde os primeiros tempos do antigo império, e tinha propósito político. “Não eram vândalos, não estavam aleatoriamente atacando obras de arte”, diz o curador.

A destruição era uma maneira de reescrever a história – já que a ideia de “arte” propriamente não existia em exatidão no antigo Egito. “As imagens em espaços públicos são um reflexo de quem tinha o poder de contar a história, de determinar o que deveria ser lembrado”, diz o curador.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

China exorta Trump a não abrir 'caixa de Pandora' com aquisição do TikTok

China apela aos EUA que não abram a caixa de Pandora, exigindo vender a companhia TikTok, eles serão os próprios culpados pelas consequências, declarou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Wang Wenbin. O presidente …

Twitter bloqueia conta oficial de campanha de Trump

O Twitter anunciou nesta quarta-feira (5) ter bloqueado temporariamente a conta oficial da campanha de reeleição do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por conta de um tuíte que continha informação equivocada sobre a …

Líbano inicia luto nacional e recebe ajuda internacional

Diversos países enviam suprimentos médicos a Beirute. Presidente da França chega ao Líbano para avaliar situação. Megaexplosão deixou ao menos 137 mortos, incluindo diplomata alemão, e mais de 5 mil feridos. Beirute amanheceu nesta quinta-feira (06/08) …

StarShip finalmente levanta voo: a nave que um dia levará cem humanos para Marte e Lua

A SpaceX fez um lançamento de teste com sucesso do seu gigantesco protótipo do StarShip SN5 em Boca Chica, Texas (EUA), a uma altura planejada de 150 metros. A massiva torre de aço inoxidável flutuou no …

EUA conduzem lançamento de teste do míssil balístico Minuteman III

O projétil não tinha ogiva de combate, mas era equipado com três veículos recuperáveis que foram submetidos a testes. Militares dos EUA lançaram na manhã desta terça-feira (4) um míssil balístico Minuteman III a partir da …

Beirute soma mais de 100 mortos e 4000 feridos após explosões

O Líbano vive nesta quarta-feira (5) um dia de luto nacional, após as explosões na região portuária de Beirute, na tarde de ontem. A tragédia soma pelo menos 100 mortos, 4.000 feridos e 300.000 …

Mensagem na areia salva marinheiros desaparecidos no Oceano Pacífico

Trio de marinheiros que havia se desviado de rota e ficado sem combustível foi localizado numa pequena ilha da Micronésia após três dias. Aeronaves avistaram sinal gigante de SOS escrito na areia da praia. Três homens …

Problemas cardíacos duradouros se apresentam em 78% dos pacientes de coronavírus

O entusiastas do retorno da economia para a normalidade defendem suas opiniões geralmente com base no fato da maioria dos pacientes exibirem sintomas leves ou sequer ter qualquer sintoma de coronavírus, comparando negligentemente o Covid-19 …

Governo britânico vai pagar parte da conta de consumo em pubs e restaurantes

Incentivos não vão faltar para quem estava com saudades de frequentar bares, pubs e restaurantes no Reino Unido. Durante o mês de agosto, o governo britânico vai bancar parte da conta de quem sair …

Cientistas revelam origem de estranhos meteoritos encontrados na Terra

Uma equipe de cientistas norte-americanos teoriza que alguns dos meteoritos, que não se encaixam nas duas categorias principais, têm uma origem até hoje desconhecida por astrônomos. Um grupo significante de meteoritos, que existem hoje na Terra, …