Estudo sugere que lítio em água potável reduz riscos de demência

Pessoas que bebem água com níveis mais elevados de lítio parecem ter um risco menor de desenvolver demência, sugere uma pesquisa dinamarquesa. O lítio é comumente encontrado na água da torneira ou outras fontes de água corrente, ainda que em quantidades variadas.

A descoberta, baseada em um estudo com 800 mil pessoas, pode dar pistas de como avançar na busca pela prevenção da demência e do mal de Alzheimer. O estudo da Universidade de Copenhague, publicado no periódico JAMA Psychiatry, analisou os registros médicos de 73.731 dinamarqueses com demência e 733.653 sem a doença.

Os resultados do estudo mostram que níveis moderados de lítio – entre 5,1 e 10 microgramas por litro – aumentavam o risco de demência em 22%, em comparação com níveis baixos – menos de 5 microgramas por litro.

Por outro lado, as pessoas que beberam água com níveis elevados de lítio – acima de 15 microgramas por litro – tinham menos 17% de risco de desenvolver a doença.

A diferença de impacto das doses de lítio pode ser explicada pelo facto de apenas algumas dosagens específicas mudarem a atividade cerebral de modo benéfico. “A exposição mais alta e de longo prazo ao lítio na água potável pode estar associada com uma incidência menor de demência”, disseram os pesquisadores.

O lítio já é conhecido pelos efeitos protetores em diversos processos biológicos cerebrais, sendo, inclusive, utilizado para tratamento da bipolaridade.

O tema já tinha sido estudado por pesquisadores. Em 2007, artigo científico coassinado pelo médico Wagner Gattaz, do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, concluiu que “o tratamento com lítio reduziu a prevalência de Alzheimer em pacientes com bipolaridade“.

“O lítio inibe uma enzima crucial no desenvolvimento do Alzheimer”, explicou Gattaz.

O médico brasileiro também testou o lítio em pessoas com transtorno cognitivo leve – como perdas moderadas de memória, casos que muitas vezes evoluem para um quadro de demência – e identificou novamente que a substância tinha um efeito benéfico.

Ainda assim, é cedo para recomendar que o lítio seja acrescentado à água que todos bebemos, segundo o médico.

“Antes de fazer qualquer recomendação desse tipo, ainda temos que estudar os efeitos (no corpo) das micro doses de lítio a longo prazo”, explica Gattaz, lembrando que a substância tem alguns efeitos colaterais, como tremores e o comprometimento da tiroide e dos rins, dependendo da quantidade que se acumula no sangue.

O lítio pertence ao grupo dos metais alcalinos, com sódio e potássio. É usado em baterias, produtos farmacêuticos, cerâmicas e carros, e encontrado naturalmente em rochas, água, grãos, verduras e legumes.

Ciberia // BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

"Gangue" de cabras selvagens toma conta das ruas de uma cidade britânica em quarentena

Um rebanho de cabras selvagens simplesmente tomou as ruas desertas de Llandudno, no País de Gales, enquanto seus residentes ficam dentro de casa para limitar a propagação do coronavírus. O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, …

Floresta tropical de mais de 90 milhões de anos é descoberta na Antártica

Os restos do que outrora teria sido uma floresta tropical na Antártica foram descobertos em uma amostra de gelo obtida no continente congelado. A floresta, que existiu há 90 milhões anos, quando os dinossauros ainda habitavam …

Há uma mensagem codificada no rover Perseverance, que será enviado a Marte

Em breve, a missão Mars 2020 levará, no rover Perseverance, três chips com os nomes de 10.932.295 pessoas ao Planeta Vermelho. Uma foto da placa onde os chips estão anexados foi divulgada, mas o que …

Brasil ruma para "tempestade perfeita" em meio a pandemia

Abril teria sido um mês ocupado para os hospitais brasileiros, de qualquer modo: enquanto a população ainda enfrentas o vírus da dengue, a estação da gripe vai começar a se manifestar. Em 2020, porém, o …

Empresa japonesa testa nova molécula contra a Covid-19

O grupo japonês Fujifilm anunciou nesta quarta-feira (1) o início de testes clínicos de seu medicamento antigripal Avigan para avaliar sua eficácia contra o novo coronavírus. Até o final de junho, o produto vai ser …

Razão pela qual tubarões caçam em torno da Europa e EUA é revelada

Tubarões e grandes prestadores marinhos evitam caçar em águas quentes equatoriais e preferem viver mais ao norte e ao sul, em zonas que compreendem a Europa, os Estados Unidos e a África do Sul. Os tubarões …

Os distanciamentos do coronavírus mudaram a maneira como a Terra se move

As pessoas têm ficado em casa para diminuir a velocidade com a qual o novo coronavírus se espalha. Mas essa atitude pode significar que o planeta também está se movendo um pouco menos. Pesquisadores que estudam …

Facebook não quis investigar desinformação vinda de site norte-americano

“Facebook” e “transparência” são duas palavras que geralmente estão juntas em pautas mais espinhosas, e desta vez não é diferente: segundo uma reportagem veiculada pelo jornal norte-americano The New York Times, a rede social mais …

Maduro denuncia navio turístico 'pirata' português que afundou embarcação da Marinha venezuelana

O presidente venezuelano Nicolás Maduro denunciou o ataque e afundamento de um barco da Marinha da Venezuela por um navio turístico "pirata", a noroeste da ilha de La Tortuga. Na noite de segunda-feira (30), o navio …

Mundo do futebol tenta atenuar perdas financeiras com reduções de salários

O mundo do futebol, como qualquer actividade que gera dinheiro e emprega pessoas, começa a sentir os efeitos do confinamento visto que em quase todas as partes do mundo não se pratica futebol e os …