Facebook perde usuários para YouTube nos EUA

O Facebook perdeu a preferência entre jovens, sendo ultrapassado por YouTube, Instagram e Snapchat.

A conclusão é de uma pesquisa divulgada nesta semana pelo Centro de Pesquisas em Internet e Sociedade Pew Research Center, grupo de investigação sediado nos Estados Unidos e famoso internacionalmente.

O levantamento ouviu 743 adolescentes entre 13 e 17 aos e mais de mil pais norte-americanos entre março de abril. Os dados são uma indicação mas não refletem a situação de outros países do mundo, muitos com índices de acesso à internet e a redes sociais diferentes dos EUA.

De acordo com o estudo, o YouTube é a plataforma mais popular, usada por 85% dos entrevistados. Em seguida, estão Instagram (72%), Snapchat (69%), Facebook (51%) e Twitter (32%). Entre aqueles que usam frequentemente, o Snapchat assume a liderança (35%), seguido pelo YouTube (32%), Instagram (15%) e Facebook (10%).

Na edição anterior da pesquisa, realizada em 2015, o Facebook foi a plataforma preferida dos adolescentes, sendo acessada por 71% dos entrevistados. Na sequência, Instagram (52%), Snapchat (41%) e Twitter (32%). Nessa rodada, o YouTube não era considerado nas entrevistas com meninos e meninas.

No recorte por renda, o Facebook ganha popularidade entre os menos abastados. Do total de entrevistados, o Facebook faz parte do dia a dia de 70% daqueles com renda anual por lar abaixo de US$ 30 mil. Entre aqueles com receita total da família acima de US$ 75 mil, o índice cai para 36%.

Na distribuição por gênero, o Snapchat foi mais popular entre meninas (42%) do que entre meninos (29%). Já o YouTube teve mais registros entre rapazes (39%) do que moças (25%).

Efeito das redes sociais

Quanto ao efeito das redes sociais, a divisão é equilibrada. Dos participantes do levantamento, 31% as classificaram como positiva, 24% como negativa e 45% tiveram uma postura mais neutra, comentando que não veem impactos predominantes, benéficos ou prejudiciais.

Entre os que avaliam positivamente a presença das redes sociais, a maior contribuição seria viabilizar a conexão com amigos e com membros da família (40%), seguida pela facilidade na busca de informações (16%) e a interação com pessoas com interesses semelhantes (15%).

Os mais pessimistas sobre essas plataformas indicam como principais problemas o bullying e a difusão de rumores (27%), relacionamentos prejudiciais e a falta de contato humano (17%) e a produção não realista de imagem das pessoas sobre suas vidas (15%).

O levantamento também procurou entender os hábitos online dos adolescentes. Entre os entrevistados, 95% disseram possuir um smartphone e quase metade (45%) afirmou estar conectado praticamente durante todo o tempo.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Pequena (e estranha) galáxia orbita a Via Láctea; e ninguém sabe como

Segue 1 é o nome da pequena galáxia que orbita muito perto da Via Láctea. O corpo celeste é fraco e de pequenas dimensões, tendo surpreendido os cientistas – pois ninguém sabe ao certo como …

Cientistas podem ter descoberto por que a menstruação dói tanto

Um grupo de cientistas pode ter descoberto novas pistas que ajudam a explicar o motivo da dor menstrual e por que os sintomas pré-menstruais (TPM) podem ser tão dolorosos para algumas mulheres.  Em um grande estudo …

Sepultura mais antiga que as pirâmides do Egito é encontrada na Rússia

Uma equipe de arqueólogos encontrou uma sepultura antiga na proximidades da cidade de Aksay, na região de Rostov, na Rússia, área onde será construída uma rodovia, revelou a empresa estatal Avtodor. De acordo com os cientistas, …

Matemática desvenda (finalmente) quem escreveu "In My Life", dos Beatles

Mais de 50 anos depois da criação da música “In My Life”, um dos sucessos dos Beatles, a matemática concluiu quem foi o autor da canção, depois de tanto John Lennon como Paul McCartney reclamarem …

Já pode ser muito tarde para salvar o Taj Mahal

O Taj Mahal, monumento que é cartão postal da índia, tem ficado amarelado devido à poluição. O Supremo Tribunal indiano já ameaçou o governo: “ou restauram ou demolem”. Há um ditado que diz que o Taj …

Amazônia: pesca ilegal e desmatamento estão associados a paraísos fiscais

Nesta segunda-feira (13), cientistas pediram uma maior transparência no uso de paraísos fiscais por empresas envolvidas em atividades que prejudicaram os oceanos e a floresta tropical da Amazônia. Em um estudo publicado na Nature Ecology and …

Participação de transexuais nas eleições dos EUA é a maior da história

A participação de pessoas transgênero nas eleições de meio-termo nos Estados Unidos – que serão realizadas em novembro - já é a maior da história norte-americana. Pelo menos 43 candidatos se apresentaram na fase das …

Estudo mostra que Zika chegou ao Brasil proveniente do Haiti

Estudo desenvolvido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em Pernambuco revela que o vírus Zika chegou ao Brasil proveniente do Haiti. De acordo com pesquisadores, imigrantes ilegais e militares brasileiros que participaram da missão de paz …

Jacarta, a capital da Indonésia, pode ficar submersa já em 2050

Os especialistas alertam que, se nada for feito, alguns lugares da capital da Indonésia podem acabar completamente debaixo de água até 2050. “A possibilidade de Jacarta ficar submersa não é brincadeira”, adverte Heri Andreas, cientista do …

Cabral admite ter recebido R$ 5 milhões de caixa 2 do Rei Arthur (mas "nunca aceitou propina")

O ex-governador do Rio Sérgio Cabral sustentou, em depoimento à Justiça Federal, que todo o dinheiro que recebeu era recurso de caixa 2 e que nunca aceitou propina. Ele foi interrogado nesta segunda-feira (13) pelo juiz Marcelo Bretas, …