Famílias de vítimas de atentado estão processando Google, Twitter e Facebook

European Parliament / Flickr

-

Familiares de três vítimas do tiroteio de San Bernardino, nos Estados Unidos, estão processando Google, Twitter e Facebook por, na visão deles, terem fornecido “apoio material” ao Estado Islâmico (EI).

De acordo com a ação, as empresas falharam em barrar os esforços dos terroristas em suas plataformas, permitindo que o ataque fosse organizado e realizado diretamente.

Os parentes afirmam ainda, de maneira mais geral, que as redes sociais garantem que as ideias extremistas do EI “floresçam”, enquanto novos membros são recrutados, recursos são obtidos e, acima de tudo, as palavras de ódio são proliferadas.

Eles alegam que, sem o apoio indireto das plataformas, o ISIS jamais se tornaria uma das organizações terroristas mais perigosas e temidas do mundo.

O processo foi movido em uma corte de Los Angeles por parentes de Sierra Clayborn, Tin Nguyen e Nicholas Thalasinos, três das 14 pessoas assassinadas por um casal de terroristas em um centro comunitário da cidade de San Bernardino, na Califórnia.

Em 2 de dezembro de 2015, Syed Rizwan Farook e Tashfeen Malik abriram fogo contra funcionários durante uma confraternização de Natal, além de tentarem, sem sucesso, detonar um explosivo.

Esta já é a segunda vez que alegações semelhantes motivam um processo contra as empresas. No final do ano passado, Google, Facebook e Twitter também foram acionados judicialmente pelas famílias de três mortos após um tiroteio em uma boate de Orlando, na Flórida.

O ataque foi realizado por um cidadão americano em nome do Estado Islâmico.

Leis federais dos Estados Unidos protegem sites e redes sociais, eximindo a responsabilidade deles sobre conteúdos postados pelos usuários, que estariam fora de seu controle. Por conta disso, diversas ações judiciais desse tipo, além de investigações federais, falharam em passar até mesmo por fases preliminares, sem que as companhias de tecnologia fossem acionadas diretamente.

Há, entretanto, de se levar em conta a notória morosidade na moderação realizada pelas plataformas, assunto que sempre surge quando existe qualquer tipo de proliferação de discurso de ódio, ou, pior ainda, atentados como os citados nos processos.

As companhias podem não ser as responsáveis pelos atos de seus usuários, é claro, mas são duramente criticadas quanto à falta de ação para evitar que tais conteúdos se espalhem pela internet.

Como em ações passadas desse tipo, Google, Facebook e Twitter não se pronunciaram sobre os processos judiciais.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Cientistas acabam de descobrir um órgão misterioso escondido no centro da cabeça humana

Cientistas fizeram uma descoberta anatômica surpreendente, encontrando o que parece ser um misterioso conjunto de glândulas salivares escondidas dentro da cabeça humana que de alguma forma passaram despercebidas até agora. Essa “entidade misteriosa” foi identificada acidentalmente …

Estudo revela por que formigas são excepcionalmente fortes

Neste trabalho, os pesquisadores conseguiram obter imagens detalhadas do que ocorre no tórax de uma formiga, tirando raios-X e criando modelos 3D para analisar os músculos e o esqueleto interno. Pesquisadores de universidades do Japão e …

Hackers russos são acusados de planejarem ataques contra as Olímpiadas do Japão

Hackers russos estariam planejando uma nova onda de ataques contra a organização das Olímpiadas de 2020, que aconteceriam neste ano, no Japão, e foram transferidas para 2021 devido à pandemia do novo coronavírus. Mais uma …

Pais de 545 crianças separadas na fronteira dos EUA não foram localizados

Famílias foram separadas como parte da política anti-imigração de Trump a partir de 2017. Muitos dos pais podem ter sido deportados sem os filhos. Os pais de 545 crianças migrantes que foram separadas deles nos Estados …

ONG Repórteres Sem Fronteiras denuncia deterioração da liberdade de imprensa no Brasil

Um novo relatório publicado nesta terça-feira (20) pela ONG Repórteres sem Fronteiras (RSF) denuncia o aumento de ameaças a jornalistas e veículos de comunicação no Brasil em 2020. Para a organização civil, sediada em …

Empreendedor mineiro cria vassoura mágica que também é meio de transporte

A sensação de voar em uma vassoura mágica se tornou possível em Belo Horizonte, Minas Gerais, pelas mãos do empreendedor Alexandre Russo, de 28 anos. Fundador da empresa Nuvem Vassouras, o mineiro criou a “Real Flying …

Bebês ingerem 1,5 milhão de partículas de microplástico por dia, diz estudo

Um bebê de 12 meses ingere, em média, mais de 1,5 milhão de partículas de microplástico por dia que são liberadas da mamadeira, revelou um estudo divulgado nesta segunda-feira (19/10). O impacto destas micropartículas para …

Aumento na densidade do espaço fora do sistema solar é descoberto pela sonda espacial Voyager

Em novembro de 2018, após uma viagem épica de 41 anos, a Voyager 2 finalmente cruzou a fronteira que marcava o limite da influência do Sol e entrou no espaço interestelar. Mas a missão da …

Polícia Federal faz operação de busca e apreensão na 77ª fase da Lava Jato

São sete mandatos no Rio de Janeiro e em Niterói contra suspeita de propina na Petrobras envolvendo pouco mais de três bilhões de litros de combustíveis. Por determinação da 13ª Vara Federal em Curitiba (PR), a …

Suspeitos de COVID-19 podem ter dados compartilhados com a polícia na Inglaterra

  As informações pessoais de suspeitos de contaminação pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2) podem ser utilizadas pela polícia da Inglaterra para garantir que eles não quebrem o isolamento. De acordo com as informações oficiais, as autoridades poderão ter …