Floresta Trump: “onde a ignorância faz árvores crescer”

Mesmo entre tantas declarações e propostas polêmicas já proferidas por Donald Trump desde que começou sua campanha à presidência dos Estados Unidos, seu descaso quanto às questões ambientais consegue se destacar.

Ele já anunciou a saída dos EUA do acordo de Paris, nega que o aquecimento global seja causado pelas atividades humanas e anulou o esforço do governo Obama de diminuir o uso de carvão como fonte de energia.

Embora muitos de seus apoiadores concordem com cada um desses pontos, ambientalistas de todo o mundo estão assustados com o que o futuro nos reserva caso Trump siga na contramão do esforço mundial por diminuir a emissão de carbono.

Como fazer o presidente norte-americano mudar de ideia não parece tão simples, um grupo decidiu traçar uma meta mais fácil de se atingir: plantar 100 bilhões de árvores até 2025, o que neutralizaria o aumento da emissão de carbono que os planos de Trump parecem encaminhar.

De acordo com especialistas, o plano de Obama para fazer com que os EUA utilizassem energia mais limpa reduziria as emissões de carbono do país em 650 megatoneladas de 2017 a 2025. Após Trump decidir cancelar o programa, foi criado o projeto Trump Forest, cujo slogan é “onde a ignorância faz árvores crescer”.

Um britânico, um norte-americano e um neozelandês se juntaram para buscar a ambiciosa meta de anular a emissão das 650 megatoneladas de carbono. Para isso são necessárias 100 bilhões de novas árvores no planeta até 2025.

“Só uma pequena porcentagem do planeta votou em Trump, mas todos nós precisamos lidar com as consequências de sua ignorância em relação ao clima”, diz Adrien Taylor, um dos fundadores do projeto.

Para alcançar o objetivo, eles pedem a colaboração de pessoas de todo o mundo de duas maneiras: é possível fazer doações financeiras a parceiros, que usam o dinheiro para plantar as árvores, ou plantar por conta própria e enviar um comprovante pelo site para que os organizadores possam mapear as árvores já cultivadas.

A meta é super ambiciosa, mas os números são animadores: o projeto começou em março, e já foi responsável por plantar 260 mil árvores em vários pontos do planeta – no Brasil foram apenas dez, graças a uma doação feita por uma moradora de Nova York. Já são mais de 900 colaboradores, e o número segue crescendo.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Especialista pode ter encontrado a resposta para estátuas egípcias com nariz quebrado

Na arte e na simbologia religiosa do antigo Egito, a representação da figura humana era celebrada como possível receptáculo de nossas almas ou mesmo de um Deus, em estátuas que possuíam profunda função ritualística. Passados alguns …

Estrela massiva desapareceu sem deixar traços

Um objeto espacial integrante da galáxia anã Kinman desapareceu de nossas vistas, de acordo com uma pesquisa publicada na revista Monthly Notices of the Royal Astronomical Society. Essa estrela excepcionalmente grande foi descrita em 2001 …

Vacina da covid-19 produzida no Brasil será distribuída em dezembro, se aprovada

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) pode começar a distribuir a vacina contra a COVID-19 em dezembro deste ano, caso os testes finais se mostrem efetivos para evitar a propagação da doença. A vacina vem sendo …

Hong Kong: um dia após adoção da lei de segurança nacional, polícia prende 180 manifestantes

Um homem que carregava uma bandeira a favor da independência de Hong Kong se tornou nesta quarta-feira (1°) a primeira pessoa presa com base na nova lei de segurança do território, promulgada na véspera …

Brasil tem 1.280 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas

A contagem das vítimas da epidemia do novo coronavírus no Brasil, divulgada pelo painel do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e pelo Ministério da Saúde, voltou a registrar mais de mil mortes pela …

Google compra startup de óculos inteligentes

Após um fim de semana de boatos, o Google confirmou na terça-feira (30) que é o novo proprietário da North. A startup canadense ficou conhecida por seus óculos de realidade aumentada Focals, que mais parecem …

Cientistas trazem à tona explicação por que chovem diamantes em Netuno

Uma equipe de cientistas teorizou que diamantes podem se formar através de metano em planetas como Netuno e Urano, que possuem temperaturas maiores que as esperadas em seus centros. As profundezas dos planetas mais afastados do …

França se despede de Fessenheim, sua mais antiga central nuclear

Após 43 anos de funcionamento, na noite desta segunda-feira (29) para terça-feira (30), a central nuclear francesa de Fessenheim, localizada no nordeste do país, deixará definitivamente de operar, antes de ser desmontada. Uma vitória para …

Inteligência artificial: robô real está sendo treinado para estrelar filme de ficção científica

Uma robô japonesa chamada Erica foi escalada para ser a protagonista de um filme de ficção científica chamado “b”. Criada por cientistas japoneses, a atriz não humana recebeu aulas de atuação seguindo o clássico método …

Ministro da Educação distorceu experiência acadêmica na Alemanha

O professor Carlos Decotteli mal havia sido anunciado como novo ministro da Educação quando passou a ter suas credenciais acadêmicas contestadas. Primeiro, foi revelado que ele nunca havia completado seu doutorado, ao contrário do que …