Maior projeto de reflorestamento do mundo vai plantar 73 milhões de árvores na Amazônia

Marcelo Camargo / Agência Brasil

A floresta amazônica tem sido muito maltratada desde a década de 1970. Agora, o desmatamento na área, apesar de lento, ainda causa enormes estragos para o meio ambiente. Por isso, um novo projeto espera ajudar a restaurar essa maravilha natural para sua antiga glória.

O projeto, liderado pela Conservation International (CI), é o maior esforço de reflorestamento tropical do mundo, com a esperança de plantar 73 milhões de árvores na Amazônia brasileira até 2023. Através do plantio de espécies nativas selecionadas, a nova área de floresta deve cobrir cerca de 30 mil hectares de terras.

Este enorme impulso visa ajudar o Brasil, e o mundo em geral, a alcançar o compromisso do Acordo de Paris de 2015 de reflorestar 12 milhões de hectares até 2030.

Este é um projeto muito audacioso. O destino da Amazônia depende disso – assim como os 25 milhões de habitantes da região, suas inúmeras espécies e o clima do nosso planeta”, disse M. Sanjayan, CEO da CI, em comunicado.

É sabido que a Amazônia está sendo desmatada em uma taxa alarmante devido à exploração de recursos naturais, minerais e projetos de infraestrutura, embora este tenha diminuído significativamente nos últimos anos.

No entanto, aproximadamente 20% da floresta amazônica foi cortada desde a década de 1970. Antes disso, a floresta já chegou a cobrir mais de 4 milhões de quilômetros quadrados.

As árvores são uma parte fundamental do ciclo global do carbono porque eles “comem” dióxido de carbono e bombeiam o oxigênio através da fotossíntese. As florestas saudáveis ​​também são realmente importantes para a cultura da população local e da biodiversidade. Afinal, a amazônia abriga pelo menos 10% da biodiversidade conhecida mundialmente.

Este esforço da Conservação Internacional faz parte de um projeto ainda maior do Banco Mundial, que visa revitalizar paisagens sustentáveis ​​da Amazônia e deve gastar mais de 60 milhões de dólares (cerca de R$ 190 milhões) na restauração das florestas tropicais do Brasil, bem como promover a conectividade das áreas protegidas dentro da região.

Um novo capítulo está sendo escrito para a Amazônia brasileira com esta iniciativa. Proteger a Amazônia não é algo que devemos pensar no futuro – temos que fazê-lo agora”, disse Rodrigo Medeiros, vice-presidente da CI no Brasil, citado pelo IFLScience.

Trump Forest, outro projeto com base nos EUA, também mira em reflorestar a Terra, a fim de compensar os danos causados ​​pela política climática do presidente Donald Trump.

Eventualmente, eles esperam usar crowdsourcing para plantar aproximadamente 100 mil quilômetros quadrados de floresta em todo o mundo. Na última contagem, cerca de 850 mil árvores já tinham sido prometidas.

EM, Ciberia // IFLScience

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Esse novo tratamento alivia a depressão em 90% dos pacientes

De acordo com uma nova pesquisa americana, um tratamento com estimulação magnética transcraniana pode ser muito eficaz para pessoas com depressão severa: em um experimento, foi capaz de aliviar os sintomas em 90% dos pacientes. Normalmente, …

Israel: ministro que definiu Covid-19 como ‘castigo divino a gays’ está com coronavírus

Aos 71 anos, Yaakov Litzman, ministro da Saúde de Israel e também líder do partido ultra-ortodoxo “Judaísmo Unido da Torá”, testou positivo para Covid-19. O diagnóstico foi divulgado nesta terça-feira (7) pela imprensa local e chamou …

Saúde de Boris Johnson preocupa britânicos, mas governo garante que premiê passa bem

O Reino Unido acompanha com preocupação a degradação do estado de saúde do primeiro-ministro Boris Johnson, que anunciou publicamente ter sido contaminado pelo novo coronavírus há dez dias. Depois de ser hospitalizado no domingo (5), …

Cortes na ciência comprometem resposta à covid-19 no Brasil

A fila de 16 mil testes para covid-19 no Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, expõe a vulnerabilidade de um país que escolheu não investir em Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) nos últimos anos. A …

Organismo marinho de 47 metros de comprimento descoberto na Austrália

Pesquisadores conseguiram captar imagens de vídeo fascinantes de um organismo "de outro mundo" nas águas ao largo da costa ocidental da Austrália. Segundo comunica a Newsweek, uma equipe a bordo do RV Falkor, o principal navio …

Detectadas pela 1º vez estrelas binárias capazes de produzir ondas gravitacionais

Astrônomos do Centro de Astrofísica de Harvard & Smithsonian detectaram pela primeira vez anãs brancas compostas por duas estrelas binárias. As anãs brancas compostas por duas estrelas binárias possuem um núcleo orbital capaz de gerar uma …

Epidemia do coronavírus ainda não chegou ao pico e se agrava na França, diz ministro

O pico da epidemia do novo coronavírus ainda não foi atingido na França, disse nesta terça-feira (7) o ministro da Saúde, Olivier Véran. Devido ao número significativo de pacientes que ainda são hospitalizados diariamente …

Superlua Rosa: satélite atinge proximidade máxima com a Terra

Na próxima terça-feira (7), os entusiastas da astronomia vão poder testemunhar um conhecido e belo fenômeno dos céus que acontece anualmente. A Superlua Rosa é o momento em que o satélite atinge proximidade máxima com a …

Empresas brasileiras lançam manifesto contra demissões

Dezenas de empresas assinam texto pedindo que companhias se comprometam a não demitir nos próximos dois meses, mesmo diante dos impactos econômicos provocados pelas medidas de isolamento para conter o coronavírus. Um grupo de 41 empresas …

Bill Gates vai financiar sete pesquisas de vacina contra COVID-19

Bill Gates, o fundador, ex-CEO e atual filantropo, anunciou durante entrevista no talk show norte-americano Daily Show With Trevor Noah que, por meio de sua própria fundação, estará financiando sete pesquisas clínicas que buscam descobrir …