Irmã de Kim Jong-un pode ser a verdadeira líder da Coreia do Norte

(dr)

Kim Sul-song, irmã do líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un

Kim Sul-song, irmã mais velha do líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un

O líder norte-coreano Kim Jong-un pode não ser tão poderoso como parece. Ultimamente, cada vez mais especialistas da vizinha Coréia do Sul proclamam que a meia-irmã do líder norte-coreano, Kim Sul-song, poderia realmente ser a única que tem poder real no país.

Os rumores começaram a surgir na Coreia do Sul em 2013, quando vários especialistas disseram que Kim Sul-song, que é 11 anos mais velha que seu meio-irmão, foi quem realmente governou o país quando Kim Jong-un chegou ao poder.

Durante um discurso na Universidade de Koryo, em Kaesong, o especialista sul-coreano Cheong Seong-Chang disse recentemente que muitas das decisões tomadas pelo líder norte-coreano são geralmente aprovadas por sua meia-irmã.

“De acordo com fontes confiáveis, parece ser verdade que no atual sistema da liderança da República Popular da Coreia (RPDC), qualquer decisão do chefe de Estado requer a aprovação de sua irmã mais velha”, afirmou o diretor do Departamento de Estudos de Estratégia de Unificação no Instituto Sejong.

De acordo com vários relatos, tal distribuição de poder entre a irmã e o irmão poderia ter sido planejada por seu pai, Kim Jong-il.

Em 2013, o semanário coreano Sisain relatou que “Kim Jong-il apreciava muito o potencial de sua filha, que tinha educação no campo de TI, e até confiava em gerenciar todo o setor de TI da RPDC”.

Ao mesmo tempo, algumas pessoas acreditam que as suposições não são nada mais do que apenas rumores.

Segundo Kim Jeongbong, antigo funcionário do Serviço Nacional de Inteligência da Coreia e professor da Universidade de Hanzhong, Kim Sol-song “é uma mulher comum, que definitivamente não está morrendo de fome, por ser filha e irmã do chefe do país”.

Além disso, já em 2014 os mídia tinham sugerido que uma irmã de Kim Jong-un tinha o poder real na Coreia do Norte – mas na altura, se referindo à irmã mais nova do líder coreano, Kim Yo-jong.

Segundo o The Guardian, quando Kim Yo-jong foi apresentada como membro do Comitê Central do Partido dos Trabalhadores da Coreia, foi sugerido entre os especialistas em política norte-coreana que a irmã mais nova de Kim Yong-un poderia estar sendo promovida para dar uma ajudinha ao irmão a gerir o país.

Kim Jong-un tornou-se líder norte-coreano em 2011 após a morte de seu pai Kim Jong-iI. Desde que tomou posse, acredita-se que ele tenha autoridade absoluta no país. O líder é notório por sua política de poder duro para com seus próprios membros do partido e é dito ter executado mais de 100 militares e funcionários do governo que ousaram criticá-lo.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …