Forças armadas alemãs consideram recrutar estrangeiros

O governo alemão está considerando permitir o ingresso de cidadãos de outros estados-membros da União Europeia nas fileiras das Forças Armadas do país (Bundeswehr) para contornar a falta de pessoal.

Após o fim do serviço militar obrigatório em 2011, a Bundeswehr passou a enfrentar dificuldades em recrutar novos membros para suas fileiras. Hoje o país conta com pouco menos de 180 mil homens e mulheres em uniforme, mas o governo pretende aumentar esse número para quase 200 mil até 2024.

A Alemanha também está sob pressão dos EUA para aumentar seus gastos militares e sua participação na Otan. No longo prazo, as Forças Armadas lutam contra o tempo: metade dos seus membros na ativa deve se aposentar até 2030, e o envelhecimento da população impõe novos desafios para substituir o efetivo.

Desde a sua criação em 1955, a Bundeswehr só permite a entrada de cidadãos alemães. “A Bundeswehr está crescendo e para isso nós precisamos de pessoal qualificado. Estamos considerando com cuidado todas as opções”, disse um porta-voz do Ministério da Defesa.

A possibilidade de permitir o ingresso de cidadãos de outros países da UE está sendo estudada desde 2011, mas nos últimos dois anos vem ganhando força no governo.

Em 2016, a hipótese foi pela primeira vez incluída no chamado “Livro Branco” da política de segurança da Bundeswehr, que estabelece diretrizes estratégicas para o futuro das Forças Armadas.

Nesta semana, o deputado Florian Hahn, que atua como porta-voz para assuntos de defesa da União Social-Cristã (CSU) – que faz parte da coalizão do governo Merkel – disse ao jornal Augsburger Allgemeine que é favorável à ideia de recrutar cidadãos dos outros 26 Estados-membros da UE.

“Com base na estrutura do liberalismo europeu, um modelo pode ser desenvolvido aqui”, disse Hahn, que também fez uma ressalva: “Um certo nível de confiança com relação a cada soldado precisa ser garantido”.

Já o deputado Karl-Heinz Brunner, que atua como porta-voz para assuntos de defesa do Partido Social-Democrata (SPD) – também se mostrou favorável ao plano de incluir estrangeiros na Bundeswehr, mas apenas se eles forem de outros países da UE. Segundo ele, isso seria uma forma de fortelecer a integração europeia.

Já no caso de estrangeiros de fora do bloco, ele aponta que existe o risco de a Bundeswehr “se tornar um exército de mercenários” se a contrapartida para o alistamento for a concessão da nacionalidade alemã.

Segundo Brunner, outros estrangeiros têm que primeiro se tornar cidadãos alemães antes se juntarem ao Exército. “Quem obtiver um passaporte alemão como parte do processo de integração será cordialmente convidado”, disse.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Cientistas resolvem enigma de esculturas de pedra de 3.200 anos da Turquia

Um recente estudo permitiu descobrir finalmente o significado e a função dos relevos em pedra criados há 3.200 anos no santuário de Yazilikaya, na Turquia, após 200 anos de conjeturas. No século XIII a.C., a alguns …

EUA não devem esperar retomada do diálogo com Pyongyang, diz irmã de Kim Jong-un

As expectativas de retomada do diálogo entre os EUA e a Coreia do Norte são erradas, podendo levar a uma "decepção ainda maior", declarou a irmã do líder norte-coreano. Na terça-feira (22), Kim Yo Jong, alta …

Ministro da Saúde diz que não há mudança de estratégia para a Coronavac

No início desta segunda-feira (21), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, revelou que não haverá qualquer mudança de estratégia para a aplicação da CoronaVac. A declaração do ministro foi feita em audiência ao Senado Federal, revelando …

Há 80 anos, Hitler invadia a URSS – e começava a perder a guerra

Adolf Hitler e seus generais vinham planejando há meses para este momento. No domingo, 22 de junho de 1941, havia chegado a hora: às 3h15 da manhã, a Wehrmacht, forças armadas nazistas, atacou a União …

Com apenas 2% da população imunizada, África quer fabricar suas próprias vacinas anticovid

A África do Sul anunciou nesta segunda-feira a primeira etapa para capacitar seu continente na produção de vacinas anticovid. A conclusão do projeto ainda não tem data prevista, mas a iniciativa já é vista …

Pessoas feias superestimam drasticamente suas aparências

Pessoas pouco atraentes parecem menos capazes de julgar com precisão sua própria atratividade, e tendem a superestimar sua aparência. Não faltam disparidades entre pessoas atraentes e pouco atraentes. Estudos mostram que os mais belos entre nós …

Noruega acusa Pequim de ciberataque contra serviços do governo

Pela primeira vez na história, o Serviço de Segurança Policial da Noruega (PST, na sigla em inglês) identificou a China como sendo responsável por um ataque hacker contra as autoridades do país nórdico. A agência de …

China supera marca de 1 bilhão de vacinas contra a covid-19 aplicadas

Quantia representa mais de um terço das doses aplicadas no mundo. Após início lento da imunização, autoridades chinesas querem vacinar completamente 40% da população até o final de junho. O número de doses de vacinas contra …

Brasileiros protestam no exterior contra Bolsonaro e gestão da epidemia

Dezenas de milhares de pessoas tomaram as ruas de várias capitais brasileiras neste sábado para protestar contra o presidente Jair Bolsonaro e sua gestão da pandemia, que já deixou mais de meio milhão de …

Relíquia do Jurássico: descoberto animal marinho cuja espécie vive há 180 milhões de anos

Um grupo de pesquisadores descreveu uma nova espécie de ofíuros – um animal marinho parecido com as estrelas-do-mar, que recebeu o nome de Ophiojura, informou nesta quinta-feira (17) Tim O’Hara, curador dos Museus Victoria (Austrália) …