MH370: francês quer provar que avião da Malaysia Airlines foi abatido

O francês Ghyslain Wattrelos, que perdeu a mulher e dois dos três filhos no voo MH370, acaba de publicar um livro na França onde conta a trágica história. Ghyslain quer provar que o avião foi abatido.

O Boeing da Malaysia Airlines, que ia de Kuala-Lampur para Pequim, desapareceu dos radares em 2014, com 239 pessoas a bordo.

Ghyslain Wattrelos, diretor estratégico da empresa Lafarge, aguardava pela família na chegada do aeroporto de Pequim no dia 8 de março de 2014, mas a mulher e os filhos nunca mais saíram do avião.

Em vez disso, quem foi ao seu encontro foi o cônsul francês no país, com uma notícia trágica: o avião onde estava sua esposa e filhos tinha desaparecido.

Era o início de um pesadelo. Sem saber exatamente o que tinha acontecido, o francês alimentou a esperança de, quem sabe, encontrá-los com vida, enquanto decorriam as buscas.

Passaram dez dias até que Ghyslain recebeu uma mensagem da companhia aérea a avisá-lo de que não haveria sobreviventes do acidente. “Um choque”, descreve o francês no livro “Voo MH370, uma vida desviada”, que acaba de ser lançado, avança a RFI.

A transcrição do depoimento de Wattrelos foi feita pela jornalista Gaëlle Legenne, da revista Paris Match. O documento conta a batalha do francês pela verdade e o combate contra “uma versão absurda” que, segundo ele, tem como único objetivo esconder o que de fato aconteceu.

Cartas para Macron, Papa e Barack Obama

O marido e pai de três das vítimas acredita que o avião foi abatido, como declarou ao jornal francês Sud Ouest nesta segunda-feira (26).

Quatro anos após a catástrofe, o francês decidiu escrever ao atual presidente francês, Emmanuel Macron, para obter “informações que a França não divulga“. Antes, ele já tinha enviado cartas ao ex-presidente norte-americano Barack Obama e ao Papa Francisco.

O que aconteceu com o voo MH370? Segundo as autoridades da Malásia, o avião caiu acidentalmente no sul do oceano Índico, onde foi detectado pela última vez nos radares.

As autoridades informam que os aparelhos registraram uma meia-volta da aeronave, a oeste do Golfo da Tailândia, onde foram realizadas as primeiras buscas.

Uma semana depois do desaparecimento do avião, o primeiro-ministro da Malásia também admitiu que o avião tinha sido desviado e os sistemas de comunicação cortados voluntariamente. A partir daí, ninguém sabe, ninguém viu, e até hoje não se sabe onde foi parar o Boeing da companhia.

Ato terrorista no acidente da Malaysia Airlines

Quatro dias depois do desaparecimento do avião, Wattrelos e a cunhada decidiram formalizar uma queixa na Justiça francesa por ato terrorista. Os juízes franceses não aceitaram o termo e abriram um inquérito por homicídio involuntário.

Em abril do ano passado, segundo o jornal francês Libération, a Justiça voltou a aceitar a utilização do termo “terrorismo” no processo.

No livro, o pai também questiona por que os parentes das vítimas ou os juízes franceses nunca tiveram acesso ao relatório do BEA, a Agência Nacional de Aviação francesa, que investiga desastres aéreos.

No depoimento, Wattrelos também descreve os momentos surreais vividos após a tragédia, como quando o psiquiatra adormeceu enquanto o ouvia. Ou as cartas enviadas por pessoas de todo o mundo jurando saber onde o avião está.

No entanto, o francês reconhece ter sido ajudado por outras pessoas, apesar de, naturalmente, não imaginar que um dia poderá voltar a viver normalmente depois do que aconteceu.

O esforço de vida que faz é pelo filho mais velho, que divide com ele o triste legado de um drama sem explicação.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Caso de peste bubônica é confirmado na China

Enquanto o mundo vem buscando tratamentos para a pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2), antigas doenças e ameças podem ressurgir, como um sinal de alerta para a sociedade. É esse o caso relatado pelas autoridades da saúde …

Petição que substituir estátua de Cristóvão Colombo por uma do músico Prince

O histórico processo de revisão das estátuas, nomes de rua e outras homenagens a personagens ligados ao racismo ou outros massacres étnicos prevê a retirada de tais homenagens, mas não somente: figuras efetivamente merecedoras dos …

EUA podem proibir aplicativos chineses, incluindo TikTok, diz secretário de Estado

Mike Pompeo já acolheu uma medida semelhante da Índia, que emitiu uma ordem provisória bloqueando o TikTok e outros 58 aplicativos ligados à China em meio ao primeiro choque fronteiriço mortal em décadas. O secretário de …

Brasil tem mais de 65 mil mortes por covid-19

O Brasil superou a marca de 65 mil mortos por covid-19 nesta segunda-feira (06/07), segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e do Ministério da Saúde. Foram 620 óbitos registrados nas últimas …

Homem cria uma "cadeira de rodas" off-road para que sua esposa possa ir a lugares que ela nunca imaginou

Quem precisa de uma cadeira de rodas para se locomover sabe que não é nada fácil percorrer certos terrenos. Viagens a lugares nevados, trilhas tropicais, montanhas… Tudo isso parece impossível. Mas não deveria ser. Aliás, …

Samsung pode ser beneficiada por tensão entre China e Índia

Enquanto os exércitos da China e da Índia se estranham na fronteira entre os dois países, quem pode sair ganhando com a rivalidade é uma empresa sul-coreana. A Samsung deve ser a principal beneficiada com o …

Com epidemia de Covid-19 controlada, Cuba inicia retomada do turismo internacional

Enquanto o coronavírus segue se propagando pelo continente americano, Cuba garante que a epidemia está controlada no país e reabre algumas praias ao turismo internacional. No total, país registrou pouco mais de 2.300 contaminações …

Pesquisadores encontram novos dados sobre época de Genghis Khan

Grande parte da vida de Genghis Khan permanece ainda um mistério, mas um novo estudo de pesquisadores da Austrália e Mongólia fornece novos dados sobre sua época. Genghis Khan, que teria vivido entre 1162 e 1227, …

Índia vê casos explodirem e vira um dos epicentros da pandemia

Com quase 700 mil casos de covid-19, a Índia ultrapassou a Rússia e se tornou nesta segunda-feira (07/07) o terceiro país mais atingido pela pandemia de covid-19 em todo o mundo. O Ministério da Saúde indiano …

Filho interrompe ao vivo de repórter para pedir biscoitos

Em mais uma das patacoadas do home-office, a jornalista Deborah Haynes da Sky News acabou sendo interrompida por seu filho, que fez um pedido bastante singelo para a mãe: ele queria alguns biscoitos. O vídeo foi …