Neurotransmissor pode influenciar generosidade de forma diferente em homens e mulheres

Homens e mulheres obtêm impulsos ligeiramente diferentes de dopamina, a droga neurológica da felicidade, quando realizam atos altruístas, de acordo com um novo estudo. Mas antes de cairmos na fácil resposta para isso e dizer coisas como “homens são de Marte, mulheres são de Vênus”, há muito para se pensar em experimentos como este.

Ainda assim, os resultados, publicados na Nature Human Behaviour, sugerem alguma bioquímica interessante por trás dos comportamentos de gênero que podem ajudar a apoiar – ou não – nossas ideias sobre o que significa ser masculino e feminino.

O novo estudo duplo-cego, projetado para identificar se as diferenças na química do nosso cérebro poderiam ajudar a explicar a generosidade, pesquisadores da Universidade de Zurique, na Suíça, restringiram os receptores de dopamina em um grupo de voluntários e observaram enquanto eles recebiam uma soma em dinheiro.

A dopamina é um neurotransmissor que desempenha um monte de tarefas diferentes no cérebro, uma das quais é ajudar a comunicar prazer e recompensa. Essa sensação de “sentir-se bem” que você tem quando recebe elogios ou consegue um objetivo é em parte mediada por este produto químico.

Os pesquisadores basearam suas pesquisas em uma amostra de 55 participantes – 27 mulheres e 28 homens. Os voluntários foram classificados aleatoriamente em dois grupos antes de receberem com um bloqueador de dopamina chamado amisulprida ou um placebo.

Em seguida, eles receberam duas tarefas. Na primeira, cada um teve que escolher entre ficar com uma quantidade de dinheiro, ou receber uma quantidade menor que seria compartilhada com um amigo do grupo ou com um estranho.

A segunda tarefa serviu de controle. Os participantes receberam uma escolha entre uma pequena recompensa agora ou uma maior se eles esperassem 90 dias. Uma vez avaliados, os dois grupos foram trocados para receber a outra pílula e ser testados novamente.

Os resultados não eram sensíveis, mas estavam determinados a ser significativos. Ao tomar o placebo, as mulheres no estudo escolheram compartilhar 51% das vezes. Por outro lado, os homens fizeram isso em apenas 40% das ocasiões.

Com o bloqueador da dopamina, as mulheres se ofereceram para dividir seu prêmio apenas 45% das vezes. Os homens se tornaram um pouco mais pró-compartilhamento sem a dopamina – em 44% das vezes, mais exatamente.

O estudo indica que, em uma divisão de gênero de participantes do sexo masculino ou feminino, pode haver diferenças no neurotransmissor que os sugere para ser um pouco mais generosos.

Especulação

Entretanto, além dessa variação estatística, tudo é especulação. Ainda não está claro se essa diferença poderia surgir de variações em nossos cromossomos, ou se é um comportamento aprendido, moldado por décadas de condicionamento social.

Criticamente, um grupo de 55 também é um tamanho de amostra bastante pequeno, e as diferenças – embora interessantes – não foram exageradas.

Além disso, como a neurocientista cognitiva Gina Rippon, da Universidade de Aston, no Reino Unido, disse em uma entrevista ao The Guardian, os dados foram agrupados em dois grupos diferentes de participantes realizando tarefas ligeiramente diferentes, apresentando espaço para erros.

Tudo isso de lado, as conclusões levantam algumas questões fascinantes sobre os limites da tomada de decisões e a influência do gênero. Há apenas mais trabalho a ser feito para explorar o que esse resultado realmente poderia significar.

Ao longo da história, os cientistas discutiram as características que separam homens e mulheres e se perguntaram o quanto é a natureza – e profundamente embutido – e quanto é aprendido, sujeito a mudanças.

Experimentos como este oferecem ferramentas para estudar a neuroquímica por trás de comportamentos anti e pró sociais, potencialmente ajudando-nos a entender melhor as sutis interações de genética, expectativas culturais e anatomia.

Quem sabe, poderemos afirmar que homens e mulheres são ambos da Terra, afinal de contas.

Ciberia // HypeScience

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

VSR: o pouco conhecido vírus que se espalha entre crianças no mundo e também no Brasil

No início de 2021, a equipe do Hospital Infantil de Maimonides, no Brooklyn, em Nova York (EUA), começou a experimentar uma cautelosa sensação de alívio. Os casos de covid-19 na cidade estavam em queda. Como …

Com popularidade em queda, premiê britânico Boris Johnson reforma equipe de governo

Após semanas de boatos, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, decidiu modificar o governo nesta quarta-feira para formar uma "equipe unida" e enfrentar os desafios depois de um ano e meio de pandemia e em …

Relatório lista mais de uma dezena de crimes atribuídos a Bolsonaro

Um grupo de juristas liderados pelo ex-ministro da Justiça Miguel Reale Júnior entregou nesta terça-feira (14/09) à CPI da Pandemia um relatório de 226 páginas com possíveis crimes cometidos pelo presidente Jair Bolsonaro durante a …

Simulação virtual mais realista de sempre do Universo é revelada

Um dos aspectos mais incríveis da simulação é que mostra a evolução da matéria durante praticamente os 13,8 bilhões de anos de história do Universo, desde o Big Bang até a atualidade. Uma equipe internacional de …

Asteroide que dizimou dinossauros determinou sucesso das cobras, aponta estudo

As cobras devem seu sucesso na Terra, em parte, ao asteroide que atingiu o planeta há 66 milhões de anos e levou à extinção dos dinossauros, de acordo com um estudo publicado nesta terça-feira (14/9) …

“Abandonados pelo resto do mundo”: África vacinou apenas cerca de 3% da população contra a Covid

As autoridades alertam para os baixos índices de vacinação contra a Covid-19 no continente africano. Segundo dados divulgados nesta terça-feira, cerca de 3,5% da população foi totalmente imunizada contra o coronavírus. O balanço foi anunciado …

Europeus aprovam Merkel e confiam na liderança da Alemanha

Os europeus têm alta estima pela chanceler federal da Alemanha, Angela Merkel, e aprovam o estilo de liderança dela, baseado na busca de consensos, mostra uma pesquisa do Conselho Europeu de Relações Exteriores (ECFR, na …

Mudanças climáticas: número de dias com calor acima de 50ºC no mundo dobrou em 40 anos

O número de dias extremamente quentes, quando a temperatura passa de 50°C, registrados a cada ano dobrou desde a década de 1980. Essa foi a conclusão de um estudo realizado pela BBC, que apontou também que …

Cofundador da Apple está criando sua própria empresa espacial privada

Steve Wozniak, cofundador da Apple, ao lado de Alex Fielding, fundador da Ripcord, estão lançando a empresa Privateer Space, que irá atuar no setor espacial. Se a descrição do negócio parece vaga, é porque a novidade …

Guia para apostas de sucesso no futebol

Toda semana, há milhares de jogos de futebol e mercados para apostar no Brasil. As casas de apostas como a Betsson fornecerão apostas sobre a probabilidade de resultados e eventos específicos da partida, como o número …