Pinturas rupestres surpreendentes são descobertas no Egito

David Sabel / Universitat Bonn

Gravura rupestre quase imperceptível supreende com bailarino de máscara do período Neolítico, no Egito

Gravura rupestre quase imperceptível supreende com bailarino de máscara do período Neolítico, no Egito

Uma descoberta de “arqueologia para pessoas preguiçosas” permitiu chegar a surpreendentes desenhos de arte rupestre que dão pistas relevantes sobre como foi o período Neolítico ou Idade da Pedra Polida no Egito, muito antes de os Faraós terem chegado ao poder.

Arqueólogos da Universidade de Bona, na Alemanha, descobriram, sem sequer precisar de esforços de escavação, um desenho esculpido na pedra que mostra um caçador com um arco, ao lado de uma avestruz e de um bailarino com uma máscara de pássaro.

A imagem é surpreendente porque não havia, até agora, quaisquer registros do uso de máscaras pelos vivos no período Neolítico no Egito, e já foi eleita como uma das 10 mais importantes descobertas arqueológicas do país pelo Ministro das Antiguidades do Cairo, revela HeritageDaily.com.

A imagem, que está praticamente imperceptível na rocha, teria cerca de 6 mil anos, datando do quarto milênio antes de Cristo.

Foi uma descoberta de “arqueologia para pessoas preguiçosas”, assume o egiptólogo Ludwig Morenz, da Universidade de Bona, em declarações ao Live Science, explicando que foi só preciso analisar a paisagem em redor da necrópole de Qubbet el-Hawa – a chamada Colina do Vento -, próximo de Aswan, para a encontrar.

No local, no período Faraônico, eram enterrados os nobres da antiga cidade de Elefantina, na ilha de mesmo nome, no meio do Nilo. Mas o uso que lhe era dado na Idade da Pedra não teria nada a ver com isso, conforme sublinha Morenz.

“Muito provavelmente, estas imagens na rocha foram colocadas em antigos caminhos que não têm nada a ver com a necrópole faraônica posterior, mas onde havia acesso comunicativo, por qualquer que fosse a razão”, destaca o egiptólogo.

“Na antiga cultura egípcia, conhecemos muitas, muitas máscaras, mas são, basicamente, todas máscaras para os mortos”, como ocorria no tempo dos Faraós, afirma o pesquisador.

David Sabel / Universitat Bonn

Desenho de arte rupestre de Qubbet el-Hawa, no Egito

Desenho de arte rupestre de Qubbet el-Hawa, no Egito

A pessoa perto da avestruz com uma máscara de pássaro “pode ter sido um xamã“, explica Morenz. Assim, a máscara pode ter tido “finalidades rituais”, acrescenta.

Outras culturas do Neolítico usavam também bailarinos com máscaras e Morenz assume que é plausível que os povos do Egito do Neolítico tivessem contato com os seus vizinhos da Mesopotâmia (o atual Iraque), da Anatólia (território da atual Turquia) e de Elam, um antigo estado no sul do Irã.

Mas “a similaridade não significa, necessariamente, que havia um contato direto e também não significa, necessariamente, que havia uma influência”, sustenta o pesquisador.

“Às vezes, as coisas podem ser semelhantes devido a condições semelhantes“, conclui.

De qualquer modo, podemos estar perante “um elo entre o antigo Oriente Próximo e até o período Neolítico do Sul da Europa e a antiga Cultura Egípcia”. E só essa ideia “abre novos horizontes de pesquisa” que é preciso explorar, salienta Morenz.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Fumar aumenta o risco de depressão e esquizofrenia?

De acordo com um novo estudo da Universidade de Bristol (Reino Unido), fumar pode aumentar o seu risco de desenvolver depressão ou esquizofrenia. Os pesquisadores queriam estudar a relação conhecida entre tabagismo e doenças mentais. Muitas …

Prisões não vão abrir as portas após decisão do STF, dizem especialistas

Segundo especialistas ouvidos pela Sputnik Brasil, a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o momento da execução da pena não vai fazer com que as "portas dos presídios sejam abertas para criminosos perigosos". Na quinta-feira …

EUA acusam China de exportar drones autônomos letais para o Oriente Médio

O exército hi-tech de autômatos letais, antes uma visão do futuro, já é uma realidade e está em pleno curso, inclusive com comércio dessa nova tecnologia em andamento. Isso é o que diz o secretário de …

Um simples exame de sangue já pode prever câncer de mama 5 anos antes de se manifestar

O câncer de mama é o segundo mais comum no mundo, e também o que mais mata mulheres. No entanto, o grande paradoxo é que, enquanto a doença é a responsável por uma das principais …

Evo Morales renuncia à presidência da Bolívia

Após convocar novas eleições, líder esquerdista cede à pressão das Forças Armadas e da polícia, entregando o cargo "para que meus irmãos não sejam ameaçados". Vice e outras autoridades também se demitem. O presidente da Bolívia, …

Pesquisadores descobrem a primeira nova cepa de HIV em quase duas décadas

Um estudo dos Laboratórios Abbott e da Universidade do Missouri (EUA) detectou a primeira nova cepa de HIV em 19 anos, desde que as diretrizes para classificação de subtipos foram estabelecidas em 2000. A cepa faz …

Google, Facebook e Microsoft propõem que Pentágono controle inteligência artificial

Microsoft, Google e Facebook estão pedindo para que Washington assuma controle sobre o desenvolvimento da inteligência artificial. Dois gigantes do Vale do Silício do GAFAM, Google e Facebook, juntos com a Microsoft, exortam, através de seu …

Georg Elser, o lobo solitário que quase matou Hitler

Em 8 de novembro de 1939, um carpinteiro alemão por pouco não mudou o rumo da história. Mas ditador nazista escapou do atentado preparado por ele em Munique. Passaram-se décadas até Elser ser reconhecido. Consta que …

Pela primeira vez, Brasil apoia embargo dos EUA a Cuba na ONU

Pelo 28º ano consecutivo, o embargo dos EUA imposto a Cuba há quase seis décadas foi condenado nesta quinta-feira (7) por uma esmagadora maioria na Assembleia Geral da ONU, onde a resolução cubana obteve 187 …

Inteligência artificial resolveria problema de Isaac Newton do século XVII

Um algoritmo astronômico descoberto por pesquisadores no Reino Unido resolveu um dos problemas que ninguém conseguiu solucionar desde Newton. A inteligência artificial (IA) poderia permitir que cientistas britânicos encontrassem uma solução em menos de um segundo …