Haja coração: idosos de casa de repouso em SP têm sonhos realizados por meio da realidade virtual

Era um dia nublado quando chegamos na Av. Mercedes, número 1133, no Alto da Lapa, em São Paulo. Ali está a Casa de Repouso Solar das Mercedes, a morada de pouco mais de 15 idosos que compartilham diariamente seus anseios, desejos, medos, inseguranças, risadas e sonhos.

Sonhos esses o pessoal do Razões para Acreditar (RPA) foi ouvir para preparar uma surpresinha para eles e, quem sabe, transformar o tempo chuvoso em um dia de sol brilhante.

Ao chagarem, os membros do RPA encontraram uma rodinha de mulheres que estavam prontas e dispostas a bater um papo. No lugar com cara de casa de avó, a nostalgia toma conta e cada palavra dita é como um abraço apertado, cheio de saudade.

Nessa mala de memórias coube também muita vontade de simplesmente cruzar fronteiras, conhecer o mundo, coisa que era mais difícil antigamente do que é agora.

A primeira entrevistada foi Cleide Ribeiro Fredegotto, de 74 anos, nascida e criada na Vila Romana, assim como boa parte de suas colegas. Com família de origem portuguesa e parentes em Portugal, ela não nega o desejo de visitar a terrinha. “Ah, eu quero! Minha filha sabe que eu quero ir lá. Quem sabe eu não tenha a oportunidade, né?”, diz.

O país ao lado, a Espanha, apareceu entre os lugares que a tagarela Lourdes Benigno Pacheco gostaria de ir. Filha de espanhola que chegou ao Brasil com 13 anos, sua trajetória revela raízes bem densas em diversas áreas da vida.

Ela morou por 60 anos na Pompeia, onde viveu com o marido José Cabral, neto de portugueses, por 59 anos. “A gente tinha muito amor, filha! Mas eu não queria saber de Portugal, não. Queria conhecer a Espanha, não imagino como seria”, disse.

Ao lado dela estava a debochada Neusa Zabel, que com seu bom humor não quis revelar a idade, mas nos contou o que fez ao longo da vida. “Fui do lar… e muito!”, disse rindo, como quem não podia sair por conta dos afazeres domésticos. Mas ela deu suas escapadas, indo para o Rio de Janeiro.

“Sou apaixonada por praia! Eu gosto de viagens, mas odeio despedidas”, afirma. Com família italiana presente nas suas lembranças, ela também sonha em ver o Coliseu de perto, em Roma.

O país também aparece entre os desejos de Amália Beltran, uma simpática senhora de 91 anos, que tem mais energia do que muito marmanjo. Porém, ela fica mexida mesmo quando o assunto é Jerusalém, em Israel. O vídeo abaixo, feito em parceria com a Intel, mostra o que a experiência de visitar a cidade significa para ela:

Sonhar acordado é delicioso, mas já imaginou o que a realidade virtual pode fazer? É possível ir além dos joguinhos e, mais do que isso, aproximar as pessoas de seus desejos, memórias e coisas tão íntimas quanto os sonhos que estavam esperando para acontecer.

A tecnologia também ajuda a transformar a força do subconsciente em matéria, em algo consciente, nem que seja por alguns minutos. O sonho resiste ao tempo, transcende barreiras, escala montanhas. É ele que move as pessoas todos os dias, que nos desperta de um sono bom. Realizar um sonho é como realizar-se por completo.

É saber que o aqui e agora são sempre momentos possíveis, independente de quantos anos já se tenham vivido. Sonhar é e sempre será o impulso maior da nossa existência, a perpetuação do que desejamos, a potência do que podemos ser e fazer.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

A consciência é um campo energético: afirma estudo

Uma nova ideia incomum em neurociência sugere que nossa consciência é derivada de um campo de ondas eletromagnéticas emitidas pelos neurônios quando disparam suas cargas elétricas. A ideia é que essas ondas de atividade elétrica sejam …

Pais gays viram alvo de investigações na Rússia

Alguns anos atrás, o advogado Vladimir (nome modificado), morador de uma grande cidade russa, decidiu ter um filho com o auxílio de uma mãe de aluguel. Sua família inteira ficou contente quando uma menina nasceu. …

Líbano: Saad Hariri volta ao posto de primeiro-ministro para formar novo governo

Saad Hariri foi nomeado novamente primeiro-ministro do Líbano, com o desafio de chegar a um acordo com as várias forças políticas do país e formar um governo capaz de realizar as reformas necessárias para …

Alunos incentivam câmeras ligadas para que professores não ‘falem’ com telas em branco

Para amenizar a sensação de solidão de professores em aulas online, alunos norte-americanos começaram a usar o TikTok para incentivar mais estudantes a abrirem as câmeras durante encontros educacionais à distância. A usuária da rede social …

Identificada a causa da maior extinção em massa na história da Terra

A vida na Terra tem uma história longa, mas também extremamente turbulenta. Em mais de uma ocasião, a maioria de todas as espécies foi extinta e uma biodiversidade já altamente desenvolvida reduziu para um mínimo …

Cães farejadores de covid: eficazes e baratos, mas esnobados

A Europa está em pânico em meio ao segundo surto de covid-19, com taxas de contágio explodindo e os PIBs despencando. A Bélgica acaba de anunciar que não mais testará cidadãos assintomáticos, mesmo que tenham …

Bolsonaro é avaliado positivamente por 37% da população, diz pesquisa

Entre os que souberam do dinheiro na cueca do senador Chico Rodrigues (52%), 74% não mudaram sua avaliação sobre o presidente Bolsonaro. Os que mais mudaram de opinião foram os pesquisados com ensino superior (26%) …

Tribunal Constitucional da Polônia invalida direito ao aborto por malformação do feto

O Tribunal Constitucional da Polônia invalidou nesta quinta-feira (22) uma disposição que permitia a interrupção voluntária da gravidez (IVG) em caso de malformação do feto. Uma vez que a decisão entre em vigor, apenas o …

Estudo descobre 1,8 bilhão de árvores no deserto do Saara e no Sahel

Um estudo publicado na revista Nature descobriu que na região do Saara Ocidental e no Sahel, há mais de um bilhão de árvores. No meio da aridez do local, a surpreendente descoberta colocou um novo …

Guerra Fria 2.0 entre EUA e China será uma batalha tecnológica, dizem especialistas

A batalha mundial pelo domínio da alta tecnologia está cada vez mais centrada em EUA e China. Com confronto aberto no caso da Huawei, especialistas do clube Valdai alertam para uma longa guerra fria tecnológica …