Homem que “quebrou” o Banco de Inglaterra quer “quebrar” o Brexit

World Economic Forum / Flickr

George Soros quer quebrar o Brexit

George Soros é conhecido por ter feito fortuna especulando contra a libra na “Quarta-feira Negra” e por ser um dos 30 homens mais ricos do mundo. Agora, George Soros confirma ter feito uma doação para a campanha “Best for Britain”, que é contra o Brexit.

A doação já tinha sido divulgada pelo The Telegraph na semana passada, mas, agora, para se defender de críticas e insinuações, o multimilionário de 87 anos escreveu uma carta aberta que foi publicada no Daily Mail.

Na carta, Soros confirma ter entregue 400 mil libras à organização (mais de R$ 1,8 milhão), por considerar o Brexit “um erro de proporções trágicas”.

Segundo o próprio, tudo foi feito por amor ao Reino Unido e pela importância de viver em uma “sociedade aberta” e não em uma “sociedade fechada, onde os donos do poder exploram as pessoas”. E isto, George Soros sabe melhor que ninguém, tendo em conta que viveu a infância na Hungria comunista.

É por isso que Soros criou a “Open Society“, através da qual doa enormes quantias de dinheiro a entidades políticas e ativistas, apoiando causas progressistas e liberais.

George Soros lamenta o Brexit, um processo que irá “transformar o Reino Unido de amigos em inimigos, pelo menos durante o período transitório”. “Antes do referendo, o Reino Unido tinha maior sucesso econômico do que o resto da Europa. Mas agora isso se inverteu, com as economias continentais crescendo de forma robusta, enquanto o Reino Unido fica para trás”.

Em uma reflexão sobre o referendo que levou ao momento europeu atual, George Soros o classifica como um “um erro fatal”: “A experiência mostra que os referendos levam, muitas vezes, a decisões erradas. Incentivadas por agitadores sem escrúpulos, as pessoas usam os referendos para expressar insatisfação em relação ao atual estado de coisas, em vez de pensarem sobre as consequências. Só porque a situação atual não é satisfatória não quer dizer que não pode piorar. E isto está acontecendo no Reino Unido”.

E George Soros antecipa ainda que, “à medida que o divórcio entrar na fase de maior confronto”, a economia britânica irá sofrer cada vez mais, em um sofrimento que classifica como “cada vez mais dolorosamente óbvio”.

Além disso, o multimilionário avisa ainda que as verdadeiras preocupações da Europa deveriam ser os inimigos externos, como a Rússia de Putin. Segundo o Observador, no que diz respeito à sociedade britânica, Soros pensa muito nos “jovens que vão viver em um futuro que nunca verei”.

Isto porque “as pessoas com menos de 35 anos votaram de forma esmagadora para ficar na União Europeia, e só nas pessoas com mais de 55 anos é que houve uma maioria de votantes pelo Brexit”. Na leitura de Soros, “os idosos se sobrepuseram aos jovens, que terão de viver com as consequências do Brexit nas próximas décadas”. Este é um fator que “alimenta a decepção dos jovens em relação à democracia”, não obstante, acredita o filantropo, um dia o Reino Unido voltará a se candidatar para regressar à União Europeia.

Ainda assim, na opinião de Soros, a opinião pública está cada vez mais no sentido da permanência, pelo que é preciso “acelerar” o processo e chegar a um “ponto de inversão” nos próximos seis a nove meses.

“O eleitorado precisa obrigar seus deputados a lhes dar a coragem de se revoltar contra a liderança dos partidos, e o eleitorado precisa estar motivado não apenas para votar, mas, também, para tomar um papel ativo na política“, pede Soros.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Astrônomos mapeiam 1 milhão de galáxias previamente desconhecidas

Cerca de um milhão de galáxias previamente desconhecidas para além da Via Láctea foram adicionadas a um mapa detalhado de seção de espaço. Pesquisas sobre o espaço normalmente demoram anos para serem completas, mas um novo …

Brasil recebe vacina de Oxford em janeiro, promete Pazuello

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que o primeiro lote das vacinas de Oxford chega ao Brasil em janeiro. Serão 15 milhões de doses entre janeiro e fevereiro, totalizando 260 milhões ao longo do …

Cingapura é primeiro país a aprovar venda de carne de laboratório

Empresa californiana obteve autorização da cidade-Estado para usar sua carne de frango produzida a partir de cultura celular em chicken nuggets e garante que preço será competitivo. Cingapura é o primeiro país do mundo a aprovar …

Relatório da ONU aponta que 2020 deve ser um dos 3 anos mais quentes já registrados

A Organização Meteorológica Mundial (OMM) publicou um relatório que aponta que o ano de 2020 deve ser um dos três anos mais quentes desde o início dos registros de temperatura. O secretário-geral da OMM, Petteri Taalas, …

Documentos oficiais mostram que a China escondeu informações sobre a Covid-19

Relatórios oficiais chineses teriam sido transmitidos à rede de TV americana CNN por meio de um informador anônimo. A investigação se chama “Wuhan files” e tem como foco o começo da pandemia de Covid-19, em …

Jovem que filmou morte de George Floyd por policiais brancos ganha prêmio por bravura

A mulher que filmou o assasinato de George Floyd pelo policial Derek Chauvin vai ser condecorada com um prêmio por sua coragem. Darnella Frazier, de 17 anos, fez o registro enquanto ia com o primo …

Remédio experimental reverteu o declínio mental da idade avançada em dias

Apenas algumas doses de um medicamento experimental podem reverter o declínio relacionados à idade na memória e flexibilidade mental em ratos, de acordo com um novo estudo realizado por cientistas da UC San Francisco. A droga, …

Bebê nasce de embrião congelado há 27 anos: quase a idade da mãe

A pequena Molly Everette Gibson, de um mês, estabeleceu um novo recorde no mundo. A garotinha, filha de Tina e Ben Gibson, nasceu de um embrião que foi congelado há 27 anos e gerado por …

Covid-19: exame pioneiro mostra danos em pulmões 3 meses depois de infecção por coronavírus

A covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, pode estar causando anormalidades pulmonares ainda detectáveis mais de três meses após os pacientes serem infectados, revela um novo estudo. Cientistas da Universidade de Oxford, no Reino Unido, …

"Hyperloop de levitação": a próxima revolução nas viagens?

Imagine viajar para o trabalho a quase 1.000 km/h, pairando um pouco acima do solo, sem barulho de motor. Pode soar como um filme de ficção científica, mas este cenário se aproximou da realidade quando o …