20% dos imperadores romanos foram assassinados; e a culpa pode ser da chuva

Um novo estudo sugere que os assassinatos de imperadores romanos podem estar ligados com épocas de pouca precipitação e, por isso, de menos comida.

Roma Antiga foi um lugar perigoso para ser imperador. Afinal, durante os mais de 500 anos da sua história, cerca de 20% dos 82 imperadores foram assassinados quando estavam no poder, escreve o Live Science.

De acordo com um novo estudo, que será publicado na edição de outubro da revista científica Economics Letters, podemos culpar a chuva. O raciocínio dos cientistas é que, quando a precipitação era baixa, as tropas romanas – que dependiam da chuva para que os alimentos cultivados pelos agricultores crescessem – podiam morrer de fome.

“Isso levava os militares ao limite de partirem para um motim”, afirma o principal pesquisador do estudo, Cornelius Christian, professor assistente de Economia na Brock University, em Ontário, no Canadá. “E esse motim, por sua vez, fazia com que o apoio ao imperador entrasse em colapso, tornando-o mais propenso a ser assassinado”.

O pesquisador chegou à conclusão ao utilizar dados antigos, relacionados com o clima, provenientes de um estudo publicado, em 2011, na revista Science.

Na pesquisa, a equipe de cientistas analisou milhares de anéis de árvores fossilizados da França e da Alemanha e calculou os valores de precipitação nesses locais (expressos em milímetros) em todas as primaveras dos últimos 2.500 anos. Esta área já fez parte da fronteira romana, onde as tropas militares ficaram “estacionadas”.

Em seguida, Christian recolheu dados sobre motins militares e assassinatos de imperadores romanos. A partir daí, “foi apenas uma questão de juntar os diferentes pedaços de informação”, explica.

O cientista ligou todos os dados através de uma fórmula e descobriu que “menores valores de precipitação significava que havia mais probabilidades de virem a acontecer assassinatos, isto porque pouca chuva também significava menos comida“.

Um desses casos é o Imperador Vitellius, assassinado em 69 d.C., um ano de pouca chuva no Império Romano. “Foi um imperador aclamado pelas tropas”, explica o cientista da universidade canadense. “Infelizmente, foi surpreendido pelas chuvas escassas daquele ano. As tropas se revoltaram e, eventualmente, foi assassinado em Roma“.

Mas, como é frequentemente, muitos fatores podem levar a um assassinato. Por exemplo, o Imperador Commodus foi assassinado em 192 d.C. porque, em parte, os militares ficaram indignados quando ele começou a agir acima da lei, inclusive fazendo com que os gladiadores perdessem de forma propositada no Coliseu.

Não foi uma seca que levou ao assassinato de Commodus, “mas geralmente há uma seca que precede ao assassinato do imperador”, afirma Christian. “Não estamos tentando dizer que a chuva é a única explicação para todas as coisas. É apenas uma das muitas variáveis potenciais que podem levar ao crime”.

Contudo, este é um estudo preliminar que precisa de uma pesquisa mais profunda defendem outros cientistas, até porque a maioria dos assassinatos na Roma Antiga aconteceram simultaneamente com outros fenômenos como inflação, surtos de doenças e guerras externas.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Identificadas as galáxias mais antigas do Universo (no quintal da Via Láctea)

Astrônomos identificaram algumas das galáxias mais antigas do Universo em órbita da Via Láctea. Encontrar estas entidades cósmicas é como encontrar os restos dos primeiros humanos que habitaram a Terra. Segundo os autores do estudo, publicado …

Sul da Índia "se afoga" nas piores inundações em um século

O estado indiano de Kerala vive há dez dias as piores inundações em um século por causa das torrenciais chuvas de monção, que já deixaram cerca de 200 mortos e mais de 220 mil evacuados …

200 mil bombas de Hiroshima: o poder do supervulcão de Santorini

Um novo estudo, realizado com base em análises de anéis de árvores, pode definir com mais precisão o momento em que o supervulcão de Santorini, na Grécia, entrou em erupção. A nova pesquisa ajudou a …

Matemáticos do MIT resolvem um velho mistério sobre o espaguete

Partir um palito de espaguete seco em somente dois pedaços é uma missão praticamente impossível. Ou era, até que matemáticos do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos EUA, conseguiram descobrir um truque que permite …

Colapso de ponte em Gênova: sobe para 41 o número de mortos

O número de vítimas da desmoronamento de uma pontos na cidade de Gênova, no noroeste da Itália, subiu para 41, depois que as equipes de bombeiros encontraram entre os blocos de concreto um veículo com …

Morre o ex-secretário-geral da ONU e Nobel da Paz Kofi Annan

Morreu neste sábado (18) o ex-secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) e vencedor do prêmio Nobel da Paz, o ganês Kofi Annan, de 80 anos. A informação foi confirmada pela família. Não foram divulgados …

Dos 27,4 mil registros de candidaturas, 8,4 mil são de mulheres

As candidaturas femininas nas eleições de outubro chegam a 30,7%, o equivalente a 8.435, do total de 27.485 pedidos de registros encaminhados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O Centro-Oeste é a região com maior percentual …

"Multa do bem" diminui casos de atropelamento no trânsito

Elogiar motoristas que dão preferência aos pedestres no trânsito é uma maneira simples de evitar atropelamentos. Afinal, quem não gosta de ser elogiado quando faz a coisa certa? Qualquer pessoa gosta, e a psicologia tem …

Justiça proíbe entrada de menores de 14 anos na exposição Queermuseu

O juiz Pedro Henrique Alves, da 1º Vara da Infância, da Juventude e do Idoso, decidiu proibir a entrada de menores de 14 anos de idade na exposição Queermuseu - Cartografia da Diferença na Arte …

Musk confessa estar “exausto” e as ações da Tesla despencam 8%

Em entrevista ao New York Times, Elon Musk revelou estar “exausto”, apontando o ano de 2017 como um dos “mais difíceis” da sua carreira. O mercado reagiu às declarações do fundador da Tesla e a …