20% dos imperadores romanos foram assassinados; e a culpa pode ser da chuva

Um novo estudo sugere que os assassinatos de imperadores romanos podem estar ligados com épocas de pouca precipitação e, por isso, de menos comida.

Roma Antiga foi um lugar perigoso para ser imperador. Afinal, durante os mais de 500 anos da sua história, cerca de 20% dos 82 imperadores foram assassinados quando estavam no poder, escreve o Live Science.

De acordo com um novo estudo, que será publicado na edição de outubro da revista científica Economics Letters, podemos culpar a chuva. O raciocínio dos cientistas é que, quando a precipitação era baixa, as tropas romanas – que dependiam da chuva para que os alimentos cultivados pelos agricultores crescessem – podiam morrer de fome.

“Isso levava os militares ao limite de partirem para um motim”, afirma o principal pesquisador do estudo, Cornelius Christian, professor assistente de Economia na Brock University, em Ontário, no Canadá. “E esse motim, por sua vez, fazia com que o apoio ao imperador entrasse em colapso, tornando-o mais propenso a ser assassinado”.

O pesquisador chegou à conclusão ao utilizar dados antigos, relacionados com o clima, provenientes de um estudo publicado, em 2011, na revista Science.

Na pesquisa, a equipe de cientistas analisou milhares de anéis de árvores fossilizados da França e da Alemanha e calculou os valores de precipitação nesses locais (expressos em milímetros) em todas as primaveras dos últimos 2.500 anos. Esta área já fez parte da fronteira romana, onde as tropas militares ficaram “estacionadas”.

Em seguida, Christian recolheu dados sobre motins militares e assassinatos de imperadores romanos. A partir daí, “foi apenas uma questão de juntar os diferentes pedaços de informação”, explica.

O cientista ligou todos os dados através de uma fórmula e descobriu que “menores valores de precipitação significava que havia mais probabilidades de virem a acontecer assassinatos, isto porque pouca chuva também significava menos comida“.

Um desses casos é o Imperador Vitellius, assassinado em 69 d.C., um ano de pouca chuva no Império Romano. “Foi um imperador aclamado pelas tropas”, explica o cientista da universidade canadense. “Infelizmente, foi surpreendido pelas chuvas escassas daquele ano. As tropas se revoltaram e, eventualmente, foi assassinado em Roma“.

Mas, como é frequentemente, muitos fatores podem levar a um assassinato. Por exemplo, o Imperador Commodus foi assassinado em 192 d.C. porque, em parte, os militares ficaram indignados quando ele começou a agir acima da lei, inclusive fazendo com que os gladiadores perdessem de forma propositada no Coliseu.

Não foi uma seca que levou ao assassinato de Commodus, “mas geralmente há uma seca que precede ao assassinato do imperador”, afirma Christian. “Não estamos tentando dizer que a chuva é a única explicação para todas as coisas. É apenas uma das muitas variáveis potenciais que podem levar ao crime”.

Contudo, este é um estudo preliminar que precisa de uma pesquisa mais profunda defendem outros cientistas, até porque a maioria dos assassinatos na Roma Antiga aconteceram simultaneamente com outros fenômenos como inflação, surtos de doenças e guerras externas.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Biblioteca Pública de NY coloca clássicos no Stories do Instagram de forma integral

A ideia do projeto ‘Instanovels’ é tornar os livros acessíveis ao maior número de pessoas e revolucionar a forma como lidamos com as redes sociais Não há dúvidas de que as redes sociais são ferramentas poderosas …

Cientistas criam ligamentos e tendões impressos em 3D

Ligamentos e tendões humanos impressos em 3D. Esta é a grande novidade de uma equipe de engenheiros biomédicos da Universidade de Utah, nos Estados Unidos. Eles criaram um método para imprimir células 3D para produzir tecido humano, …

Francisco proclama santos o bispo salvadorenho Óscar Romero e o papa Paulo VI

O papa Francisco proclamou santos o arcebispo salvadorenho assassinado Óscar Romero, emblema de uma Igreja comprometida com os pobres, e o papa italiano Paulo VI, o pontífice do diálogo, em uma multitudinária missa de canonização …

Após furacão Leslie, Portugal lembra zona de guerra

Pelo menos 27 pessoas ficaram feridas em Portugal em resultado do furacão Leslie, que atingiu a costa do país na noite de sábado para domingo (14), deixando milhares de casas sem eletricidade. Segundo comunica o jornal …

Impostos sobre a internet tomam conta da África subsaariana, silenciando os cidadãos

Em meio à “imposição de impostos aos blogueiros” na Tanzânia e o recente imposto sobre as redes sociais em Uganda, o governo da Zâmbia igualmente aprovou um imposto sobre os usuários das redes sociais e …

Dieta da moda quer ajudar no combate ao aquecimento global

Novas evidências científicas indicam que as mudanças climáticas estão se acentuando e estamos ficando sem tempo para arrumar uma solução e evitar uma catástrofe. Mas não se desespere ainda. De acordo com um novo estudo, podemos …

Asteroide deixa cientistas perplexos com sua superfície incomum

Cientistas receberam os primeiros dados e fotos do rover MASCOT, que pousou recentemente na superfície do asteroide Ryugu, que os deixaram perplexos, informa o site do Centro Aeroespacial Alemão, DLR. Os dados obtidos apontam para uma …

Twitter teve 2,7 milhões de postagens sobre divergências políticas

Entre as 19h de domingo (7) e as 15h de quinta-feira (11), usuários do Twitter movimentaram a rede com 2,7 milhões de postagens relacionadas a ataques motivados por divergências político-ideológicas, no contexto das eleições, e …

Com recompensa de US$ 25 mi, líder do grupo EI é o homem mais procurado do mundo

A revista francesa Le Point desta semana traz uma longa reportagem sobre Abu Bakr al-Baghdadi, o líder do grupo Estado Islâmico (EI). O texto conta como as forças sírias, mas também soldados curdos, norte-americanos e …

Apple Watch gravou assassinato de jornalista, diz imprensa turca

O Apple Watch usado pelo jornalista saudita Jamal Khashoggi, que desapareceu após entrar no consulado da Arábia Saudita em Istambul, no último dia 2, gravou seu assassinato, afirma o jornal turco "Sabah". "Jamal Khashoggi sincronizou o …