Israel ataca Faixa de Gaza em resposta a balões incendiários

The Israel Defense Forces

Disparos de tanques israelenses na Faixa de Gaza

Bombardeios israelenses miram alvos do Hamas, testando cessar-fogo acertado em maio após 11 dias de conflito com militantes palestinos. Marcha de nacionalistas judeus em Jerusalém elevou tensão.

Israel bombardeou alvos do Hamas na Faixa de Gaza na madrugada desta quarta-feira (16/06), após balões incendiários serem lançados a partir do enclave palestino. Foram os primeiros ataques do tipo desde que um cessar-fogo encerrou em maio 11 dias de conflito, que deixou centenas de mortos.

A violência impõe um teste tanto ao cessar-fogo quanto ao governo do novo primeiro-ministro israelense, Naftali Bennett, cuja coalizão ascendeu ao poder no último domingo com a promessa de evitar decisões políticas sensíveis em relação aos palestinos. Bennett é ele mesmo um nacionalista judeu, mas aliados do ex-premiê Benjamin Netanyahu o acusam de traição por se aliar com políticos árabes e da esquerda.

Num primeiro momento, o cessar-fogo que conteve os recentes confrontos entre Israel e militantes do Hamas, mediado pelo Egito e que entrou em vigor em 21 de maio, não parece estar ameaçado pelos novos incidentes, tendo a região amanhecido de maneira tranquila após os bombardeios israelenses na madrugada. Não há relatos de vítimas em nenhum dos lados.

A violência desta noite ocorreu na sequência de uma marcha de mais de mil nacionalistas judeus e ativistas de extrema direita em Jerusalém Oriental nesta terça-feira. O Hamas, grupo islâmico que controla a Faixa de Gaza, havia ameaçado reagir à manifestação.

O Exército de Israel disse que atacou alvos do Hamas nas cidades de Gaza e Khan Younis, localizada no sul do enclave, e afirmou estar “pronto para todos os cenários, incluindo novos combates diante da continuidade de atividades terroristas que emanam da Faixa de Gaza”.

Os militares israelenses afirmaram que os bombardeios foram uma resposta ao lançamento de balões com material incendiário, os quais, segundo bombeiros de Israel, causaram 20 incêndios em campos abertos em comunidades próximas à fronteira com a Faixa de Gaza.

Confirmando os ataques de Israel, um porta-voz do Hamas afirmou que palestinos vão continuar a exercer “sua corajosa resistência e defender seus direitos e locais sagrados” em Jerusalém.

Marcha das Bandeiras

Durante a manifestação desta terça, chamada de Marcha das Bandeiras, nacionalistas judeus e extremistas passaram pela Cidade Velha de Jerusalém, que reúne locais de grande importância religiosa tanto para muçulmanos quanto para judeus e cristãos.

Eles se reuniram perto da Porta de Damasco, que dá aceso ao bairro muçulmano, antes de se dirigirem ao Muro das Lamentações, o que foi condenado por palestinos. Alguns manifestantes gritavam “morte aos árabes”.

Em meio ao clima tenso, policiais israelenses bloquearam ruas e lançaram granadas de efeito moral para tentar remover palestinos da rota principal da marcha. Médicos afirmaram que 33 palestinos ficaram feridos, e a polícia disse que dois policiais tiveram ferimentos e 17 pessoas foram presas.

A marcha celebrou a chamada “reunificação” de Jerusalém, após Israel capturar Jerusalém Oriental da Jordânia em 1967 e anexá-la, um passo não reconhecido pela maior parte da comunidade internacional.

A Marcha das Bandeiras desencadeou protestos na Cisjordânia e na Faixa de Gaza. Analistas sugerem que o Hamas não lançou foguetes durante a marcha e após os ataques de Israel para evitar uma nova onda de violência na Faixa de Gaza, que foi devastada pelos bombardeios israelenses em maio.

Os 11 dias de confrontos deixaram 260 palestinos mortos, segundo autoridades da Faixa de Gaza. Em Israel, 13 pessoas foram mortas por projéteis disparados a partir do lado palestino, incluindo um soldado, de acordo com o Exército e a polícia de Israel.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Não vacinados ameaçam combate à covid nos EUA

Em meio à disseminação de teorias da conspiração e a uma alta das infecções pelo coronavírus entre não vacinados, autoridades de saúde dos EUA lutam para convencer mais pessoas a se imunizarem contra a covid-19. Em …

Helicóptero da NASA estabelece novo recorde durante seu 10º voo em Marte

Neste sábado (24) o pequeno helicóptero da NASA em Marte, Ingenuity, conseguiu ultrapassar a marca de 1,6 km de distância percorrida acumulada após sobrevoar uma região rochosa na cratera Jezero. No sábado, o helicóptero robótico completou …

A curiosa rejeição de parte dos franceses ao passaporte sanitário na pandemia

No país onde o debate é uma espécie de esporte nacional, qualquer imposição verticalizada do governo pode ser considerada um acinte. Desde a Revolução, os franceses alimentam uma espécie de ojeriza ao compulsório que …

Astrônomo amador descobre nova lua na órbita de Júpiter

O corpo celeste recebeu o nome provisório de EJc0061 e mais provável é que seja um novo membro do grupo Carme, que orbita o planeta junto a outras 78 luas. O estudante Kai Ly se tornou …

Microsoft diz que 70% dos brasileiros já foram alvos do golpe de suporte técnico

Imagine estar navegando pela internet e se deparar com uma janela afirmando que há algo de errado com sua instalação do Windows. Ao clicar, você consegue entrar em contato com um técnico, que dá instruções …

Orçamento recorde não salva Jogos Olímpicos de Tóquio do desânimo causado pela Covid-19

Os jornais franceses desta detalharam o desafio dos organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, que começaram oficialmente nesta sexta-feira (23) sob a ameaça da Covid-19 e uma impopularidade recorde no Japão. Para a imprensa …

Comunidade LGBTQ da Hungria teme repressão e perseguições

Nos últimos meses, Boldizsár Nagy teve que lidar com situações que nunca imaginara. Por muito tempo, ele foi um jornalista e editor de livros infantis desconhecido, "ninguém especial", em suas próprias palavras. Quando, em 2020, ele …

68 anos! Conheça a história do homem com a maior crise de soluço do mundo

Você provavelmente já teve soluços ao longo da vida, certo? Alguns minutos de soluço são suficientes para deixar qualquer um emburrado. Mas já pensou soluçar por nada menos que 68 anos seguidos? Pois foi isso …

Mesmo após crise gerada por pandemia, Brasil terá 10 milhões de desempregados, dizem economistas

Com a aceleração da vacinação na maior parte do país, os brasileiros já começam a vislumbrar uma luz no fim do túnel da pandemia do coronavírus. Diante da perspectiva de gradual volta à normalidade, espera-se …

Pentágono confirma que 7 colombianos presos no Haiti passaram por treinamento militar nos EUA

Pentágono revelou que sete dos ex-militares colombianos acusados de assassinar o presidente haitiano Jovenel Moïse receberam treinamento nos EUA enquanto estavam no serviço militar colombiano. Além disso, os militares participaram de um programa de elite do …