Com queda de casos de Covid-19, Japão suspende estado de emergência

Narendra Shrestha / EPA

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, anunciou nesta segunda-feira a suspensão do estado de emergência em todo Japão. As medidas restritivas para combater o coronavírus ainda estavam em vigor em seis regiões do país, incluindo a capital Tóquio.

“Tínhamos critérios rígidos para suspender o estado de emergência e julgamos que todos esses critérios foram alcançados”, declarou o premiê durante uma coletiva à imprensa, transmitida pela TV. As medidas restritivas vinham sendo suspensas gradualmente.

O ministro da Economia, Yasutoshi Nishimura, esclareceu que os principais especialistas sanitários autorizaram o fim das medidas, mas recomendaram a manutenção de uma vigilância estrita em Tóquio, Kanagawa e Hokkaido. Nessas três localidades, o número de novos casos ainda oscilam.

O estado de emergência foi decidido em meados de abril diante da aceleração do número de casos cotidianos no país. Com o recuo da epidemia, ele foi interrompido em 39 dos 47 distritos do Japão em 14 de maio. Nas oito regiões restantes, a medida deveria continuar em vigor até 31 de maio, mas na quinta-feira foi suspensa em Kyoto e Osaka e hoje nas seis últimas.

Nas últimas 24 horas, o país registrou apenas 31 novos casos de contaminação. Segundo novo balanço, o Japão tinha oficialmente neste domingo (24), 16.581 infectados e 830 mortos desde o início da pandemia.

Retomada econômica

O fim do estado de emergência em todo o território japonês vai possibilitar a retomada gradual das atividades econômicas na terceira potência mundial.

As medidas restritivas no país eram mais brandas que as impostas na Europa ou nos Estados Unidos. Os japoneses eram apenas orientados a ficar em casa e as lojas a permanecer fechadas, mas a maioria da população seguiu amplamente a recomendação do governo nas últimas semanas.

Apesar disso, e mesmo não tendo a onda de contaminação observada na Europa, nos Estados Unidos e recentemente no Brasil, o governo japonês é criticado por sua gestão da crise. O Japão realizou, por exemplo, apenas cerca de 270.000 testes de diagnóstico e tem a menor taxa de exames por habitante entre os países industrializados, segundo a Worldometers.

A paralisia quase completa da economia nos principais parceiros comerciais do arquipélago e a queda do consumo interno mergulharam o Japão em sua primeira recessão desde 2015.

O primeiro-ministro apresentou um plano para relançar a economia. O pacote de quase US$ 1 trilhão prevê, entre outras coisas, a distribuição de quase US$ 1.000 a cada habitante para relançar o consumo e ajudas financeiras às empresas em dificuldade.

O anúncio ainda não reduziu a desconfiança da população com o governo. Uma pesquisa publicada nesta segunda-feira pelo jornal Asahi Shimbun indica que Shinzo Abe tem apenas 29% de opiniões favoráveis. Esse é o menor índice de popularidade registrado pelo premiê japonês desde que ele chegou ao poder em 2012.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Atmosfera da Terra primitiva pode ter sido tão tóxica quanto a de Vênus hoje

Pesquisadores tentaram reproduzir o equilíbrio delicado entre os gases que evaporaram do oceano de magma e a atmosfera que eles podem ter criado, e descobriram que esta seria fina e composta por dióxido de carbono …

Enorme monolito misterioso descoberto no deserto de Utah

Uma ocorrência totalmente comum. Você está em um helicóptero sobrevoando uma região remota do sul de Utah contanto cabras e bodes selvagens, quando de repente avista um monolito inexplicável saindo do solo. A KSL TV, relatou …

Funcionário de funerária é demitido após tirar selfie com corpo de Maradona

Foi demitido o funcionário da funerária responsável pelo velório do ex-jogador Diego Armando Maradona que tirou uma foto ao lado do caixão com o corpo do astro, enterrado nesta quinta-feira, dia 26, na Grande Buenos …

Museu de Londres reunirá relatos de sonhos de britânicos na pandemia

Projeto visa documentar mudanças no sono causadas pelo confinamento e pela crise gerada com a covid-19, além de coletar narrativas sobre o período para gerações futuras. Mudanças no sono aparentemente têm sido comuns durante a pandemia …

'O Gambito da Rainha': série da Netflix ignora sexismo no xadrez, diz ex-campeã

Existem várias cenas comoventes em O Gambito da Rainha, a série da Netflix que conta a história fictícia de Beth Harman, uma jovem prodígio do xadrez da década de 1960. Em uma delas, um jogador experiente …

Detectada "partícula fantasma" no Sol que confirma teoria da década de 1930

Uma equipe internacional de cientistas conseguiu, pela primeira vez, detectar diretamente a presença do ciclo carbono-nitrogênio-oxigênio (CNO) na fusão nuclear do Sol. Este ciclo representa uma das reações de fusão pelas quais as estrelas convertem hidrogênio …

Musk acertou? Tesla se aproxima dos US$ 500 bilhões de valor de mercado

Nesta segunda-feira (23), a Tesla atingiu o valor de mercado de US$ 498 bilhões. E isso em um momento em que não se sabe se a empresa vai conseguir atingir a sua meta de entregar …

Papai Noel é considerado 'trabalhador essencial' na Irlanda

Na mesma semana em que novas restrições de viagem foram colocadas em prática no Reino Unido e na Irlanda diante dos estragos causados pela segunda onda da pandemia de covid-19 na Europa, a Irlanda fez …

Especialistas da ONU advertem sobre viés racista em algoritmos

Os países devem fazer mais para combater o racismo, principalmente nos algoritmos de inteligência artificial utilizados para reconhecimento facial e controles policiais. Essas ferramentas podem reforçar discriminações, alertam especialistas da ONU. Segundo a especialista jamaicana …

Estudo de dentes de megalodonte revela segredos do tubarão de 18 metros

Especialistas em tubarões revelaram mais informações sobre um dos maiores predadores dos mares – o megalodonte. Nova pesquisa de dentes fossilizados da espécie Odotus megalodons, chamada também de megalodonte, sugere que os tubarões fêmeas desta espécie …