Com queda de casos de Covid-19, Japão suspende estado de emergência

Narendra Shrestha / EPA

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, anunciou nesta segunda-feira a suspensão do estado de emergência em todo Japão. As medidas restritivas para combater o coronavírus ainda estavam em vigor em seis regiões do país, incluindo a capital Tóquio.

“Tínhamos critérios rígidos para suspender o estado de emergência e julgamos que todos esses critérios foram alcançados”, declarou o premiê durante uma coletiva à imprensa, transmitida pela TV. As medidas restritivas vinham sendo suspensas gradualmente.

O ministro da Economia, Yasutoshi Nishimura, esclareceu que os principais especialistas sanitários autorizaram o fim das medidas, mas recomendaram a manutenção de uma vigilância estrita em Tóquio, Kanagawa e Hokkaido. Nessas três localidades, o número de novos casos ainda oscilam.

O estado de emergência foi decidido em meados de abril diante da aceleração do número de casos cotidianos no país. Com o recuo da epidemia, ele foi interrompido em 39 dos 47 distritos do Japão em 14 de maio. Nas oito regiões restantes, a medida deveria continuar em vigor até 31 de maio, mas na quinta-feira foi suspensa em Kyoto e Osaka e hoje nas seis últimas.

Nas últimas 24 horas, o país registrou apenas 31 novos casos de contaminação. Segundo novo balanço, o Japão tinha oficialmente neste domingo (24), 16.581 infectados e 830 mortos desde o início da pandemia.

Retomada econômica

O fim do estado de emergência em todo o território japonês vai possibilitar a retomada gradual das atividades econômicas na terceira potência mundial.

As medidas restritivas no país eram mais brandas que as impostas na Europa ou nos Estados Unidos. Os japoneses eram apenas orientados a ficar em casa e as lojas a permanecer fechadas, mas a maioria da população seguiu amplamente a recomendação do governo nas últimas semanas.

Apesar disso, e mesmo não tendo a onda de contaminação observada na Europa, nos Estados Unidos e recentemente no Brasil, o governo japonês é criticado por sua gestão da crise. O Japão realizou, por exemplo, apenas cerca de 270.000 testes de diagnóstico e tem a menor taxa de exames por habitante entre os países industrializados, segundo a Worldometers.

A paralisia quase completa da economia nos principais parceiros comerciais do arquipélago e a queda do consumo interno mergulharam o Japão em sua primeira recessão desde 2015.

O primeiro-ministro apresentou um plano para relançar a economia. O pacote de quase US$ 1 trilhão prevê, entre outras coisas, a distribuição de quase US$ 1.000 a cada habitante para relançar o consumo e ajudas financeiras às empresas em dificuldade.

O anúncio ainda não reduziu a desconfiança da população com o governo. Uma pesquisa publicada nesta segunda-feira pelo jornal Asahi Shimbun indica que Shinzo Abe tem apenas 29% de opiniões favoráveis. Esse é o menor índice de popularidade registrado pelo premiê japonês desde que ele chegou ao poder em 2012.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …