Jogador alvo de racismo toma atitude que todo mundo deveria ter e abandona gramado

Hugo Delgado / EPA

Na última rodada da Liga Portuguesa, o Porto venceu fora de casa Vitória de Guimarães por 2 a 1. O gol que definiu a partida foi do malinês Marega. O ponta de lança recebeu um lançamento e encobriu o goleiro, marcando um belo gol. A torcida do time de Setúbal reagiu com ofensas racistas ao jogador e Marega abandonou a partida.

Após marcar o gol que deu a vitória ao Porto, o jogador comemorou apontando para seu braço em direção à torcida do Vitória, que reagiu atirando coisas e fazendo imitações de macaco para Marega, que ergueu uma cadeira atirada por cima de sua cabeça e abandonou o campo de jogo mostrando o dedo do meio, após tomar um cartão amarelo do árbitro Luis Godinho.

Depois de tentar ser impedido de se retirar de campo, o jogador finalmente convenceu os colegas de time que essa era a melhor atitude a se tomar. Marega foi substituído pelo jogador Wilson Manafá. A paralisação da partida durou sete minutos.

Confira o vídeo de Marega tentando sair de campo e exercer seu direito, mas sendo impedido pelos jogadores:

Naturalização do racismo

Não seria de se espantar se a Federação Portuguesa aplicar uma penalidade maior à Marega durante a semana. Especialmente após termos vistos punições a jogadores que lutaram contra ofensas racista ao redor da Europa, como Balotelli, que foi repreendido pelo próprio presidente de seu clube por lutar por ser direitos (o dirigente ainda disse que ele deveria “embranquecer”), ou como Taison Freida, brasileiro que foi ofendido em um clássico na Ucrânia e, após responder, foi expulso de campo de jogo e punido pela Federação Ucraniana de Futebol.

Marega desabafou nas redes sociais. “Gostaria apenas de dizer a esses idiotas que vêm ao estádio fazer gritos racistas… vá se f****. E também agradeço aos árbitros por não me defenderem e por terem me dado um cartão amarelo porque defendo minha cor da pele. Espero nunca mais encontrá-lo em um campo de futebol! VOCÊ É UMA VERGONHA!”, afirmou.

O racismo tem aumentado muito na atual temporada do futebol europeu. Casos na Inglaterra, Ucrânia e Itália de cantos racistas contra jogadores negros se sobrepoem e a reação das entidades responsáveis e comissões de arbitragem são pífias para combater esse mal que vem se alastrando por uma Europa cada vez mais conservadora.

Embora não tenha apoio, como ele mesmo disse, Marega fez certo ao deixar o gramado após ser alvo do racismo. Não é possível que entidades ainda naturalizem ou cheuguem ao absurdo de culpar o jogador. Até quando?

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Colômbia é o 1º país latino-americano a receber vacinas da iniciativa COVAX

Nesta segunda-feira (1º), um lote de 117 mil doses da vacina da Pfizer/BioNTech chegou à Colômbia por meio da iniciativa COVAX. O país é o primeiro na região a receber os imunizantes do consórcio da …

Twitter vai tolerar até cinco posts antes de banir por desinformação sobre covid-19

O Twitter resolveu endurecer suas políticas de uso e vai pegar mais pesado contra quem dissemina fake news a respeito da COVID-19, tal como a eficácia e segurança das vacinas que visam combater a doença. Em …

EUA: "Trump tenta manter opções em aberto" para eleições presidenciais de 2024

Não demorou muito para Donald Trump se recuperar de sua derrota - que, aliás, ele ainda não reconhece. No domingo (28), o ex-presidente encerrou a Conferência de Ação Política Conservadora em Orlando, na Flórida. Diante …

Japão nomeia ministro da solidão para enfrentar o isolamento social no país

Os sintomas diretos da Covid-19 sobre nossa saúde já são bastante sabidos, entre febre, cansaço excessivo, dores no corpo, tosse seca e problemas respiratórios, mas uma série de efeitos indiretos vem sendo percebidos – se …

Estudo de esqueletos de 200 gerações revela como humanos evoluíram para lutar contra germes

Estudiosos analisaram cerca de 70 mil esqueletos de 200 gerações a fim de entender como a humidade passou por pandemias anteriores. Os estudos foram feitos acerca de doenças infecciosas como tuberculose, treponematose e hanseníase. Os pesquisadores …

Médica adverte sobre síndrome inflamatória multissistema em pacientes que superaram covid

A médica-chefe de um hospital de Moscou, Mariana Lysenko, declarou em uma entrevista ao canal RT que alguns dos pacientes que superaram a COVID-19 podem desenvolver uma síndrome inflamatória multissistema. De acordo com a médica, a …

Militares abrem fogo contra manifestantes em Mianmar

Forças de segurança reforçam repressão aos protestos contra golpe de Estado e deposição do governo democraticamente eleito. Relatos de mortes surgem de várias cidades. ONU condena violência e o uso de força excessiva. As forças de …

LEGO lança quiz online para educar a criançada sobre cyberbullying

O sentido educacional que os brinquedos da LEGO oferecem ganha nova e ainda maior dimensão com o lançamento do Safer Internet Day (ou Dia da Internet mais Segura, em tradução livre), um quiz virtual desenvolvido …

Covid-19: Peru prorroga suspensão de voos do Brasil até 14 de março

O governo do Peru anunciou neste domingo (29) a prorrogação até 14 de março da suspensão de voos procedentes do Brasil. A medida preventiva visa evitar a entrada de passageiros que podem estar infectados …

Ex-funcionários do McDonald's revelam "estratégia de espionagem" da rede de fast-food

A revista Vice analisou testemunhos de supostos trabalhadores anônimos do McDonald's que tinham conhecimento direto da vigilância, e vazou documentos que explicam as táticas de espionagem. Uma equipe de analistas de inteligência da cadeia de fast-food …